Banner

Banner

quarta-feira, 4 de março de 2015

Flávio Dino descarta crise institucional no país em discurso na Assembleia

JM Cunha Santos

“O desenvolvimento só se qualifica pela dimensão inclusiva e é isso que o distingue do mero crescimento”


Governador Flávio Dino
Em terreno apropriado, a sede do Poder Legislativo, na passagem das comemorações dos 180 anos da Assembléia, o governador Flávio Dino fez um discurso em defesa do pleno funcionamento das instituições públicas e descartou a existência de uma crise política e  institucional no Brasil atualmente.
O governador se referiu aos 54 nomes de políticos envolvidos na “Operação Lava-Jato”, enviados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal e afirmou que isso não pode ser visto como sinal da existência de uma crise político-institucional no país. Para o governador, pelo contrário, o fato demonstra que as instituições públicas estão funcionando adequadamente, que nós temos, por exemplo, um Ministério Público independente.
Flávio Dino entende que, sendo embora o procurador-geral da República nomeado pela presidente Dilma Roussef, ele não se exime de processar as investigações, inclusive em relação ao partido da própria presidente que o nomeou e assim também em relação a outros partidos políticos representados no parlamento brasileiro.
Diante disso, o governador vê vitalidade nas instituições no Brasil e defende que todos os brasileiros devem dar apoio a que todas as investigações sejam processadas, adequadamente processualizadas para que as pessoas tenham direito a defesa segundo os princípios constitucionais da impessoalidade, da independência e da legalidade. “Assim deve ser num país que tenha instituições sólidas”, reforçou.
A LONGA NOITE DA DITADURA
No início de seu discurso, o governador rememorou a história da supressão do Poder Legislativo no Maranhão, inclusive de seu pai, Sálvio Dino, afirmando que, mesmo nesses momentos de turbulência, a Assembléia foi a casa do debate, tomou as decisões que julgava adequadas naquele momento, ainda que se revelassem, posteriormente, incorretas e desastrosas. “Mas esteve aqui, em pleno funcionamento, durante toda essa longa noite da ditadura, inclusive com as presenças de parlamentares que representavam as vozes dissonantes em relação ao sistema político então vigente.
O governador agradeceu a aprovação de medidas de grande importância para o povo do Maranhão que só tem sido possíveis em razão da compreensão dos parlamentares e instou a todos a continuar lutando pelo desenvolvimento do Estado. Para ele, entretanto, o desenvolvimento só se qualifica pela dimensão inclusiva e é isso que o distingue do mero crescimento, ou seja, a riqueza produzida precisa ser de todos ou não se cumpre a meta de desenvolvimento.

O governador dedicou boa parte de seu pronunciamento em homenagem às mulheres, assinalando a passagem do Dia Internacional da Mulher que acontece no próximo dia 8 de março com sessão especial na Assembléia Legislativa do Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário