Banner

Banner

sexta-feira, 27 de março de 2015

É urgente deter os golpistas

JM Cunha Santos


Há um golpe em curso neste país. Um golpe contra a democracia. Um golpe contra a honestidade de políticos, autoridades constituídas e grandes empreiteiros cujos negócios estão ameaçados pelos golpistas. Falta patriotismo aos articuladores do golpe. Eles fazem parte de uma elite que não se conforma com as vitórias do povo brasileiro, hoje bem alimentado, bem empregado, com direito a educação de qualidade, livre das filas nos hospitais, da pobreza, da inflação.
Os golpistas, quanta crueldade!, querem acabar com o pagamento de propinas a figuras e partidos políticos, querem por fim à corrupção nas estatais, coisas próprias da democracia reinventada no Brasil. A elite do Poder Judiciário está metida neste golpe. Acha-se, agora, no direito de investigar e prender quem rouba dinheiro público. Onde já se viu? Afinal, democracia sem impunidade não é democracia, é arremedo, é demagogia.
É urgentemente indispensável deter os golpistas. Eles gostariam, pasmem senhores, que os milhões levados por Vaccari Neto, Renato Duque, Roseana Sarney, Edison Lobão, José Dirceu e tantos outros fossem aplicados em educação, segurança e saúde. E isso é um disparate, é coisa da extrema direita, é um atentado ao direito divino dos eleitos de Deus.
Juntaram-se, os golpistas, aos milhões, nas ruas do Brasil no último dia 25 de março, para pedir o fim da corrupção. Deram para ficar batendo em panelas vazias, quando as panelas do povo estão cheias. Ficam reclamando porque aumentou a carga de impostos e as tarifas de água e energia elétrica ficaram mais caras. Que gente ingrata! Como, afinal, esperam que se cubra o rombo de mais de R$ 80 bilhões na Petrobrás? E esses juízes e promotores... indo buscar dinheiro na Suiça, no Principado de Mônaco, em paraísos fiscais. Não podem fazer isso, não têm o direito. Esse dinheiro tem dono e deu muito trabalho transferir daqui até lá.
Não demora muito e os golpistas vão estar reclamando de mais R$ 19 bilhões garfados na Receita Federal. Mas é normal. Todo mundo sabe que quem tem que pagar imposto é pobre. Se as grandes empresas forem pagar a carga tributária que se cobra no Brasil vão quebrar e isso vai ser um desastre para a democracia brasileira. E para democratas como Lula, José Sarney, Renan Calheiros e Fernando Collor de Melo.
Mas a gente sabe que é golpe. Os partidos de oposição devem ter comprado aquelas panelas e distribuído no país inteiro. São panelas de gente rica. Ninguém ia gravar som de panela de pobre e divulgar na televisão. Não dá Ibope.

Por tudo isso, é urgente deter os golpistas. Antes que seja tarde e eles se sintam no direito de acabar com a corrupção que tanto custou institucionalizar e tanto bem faz ao povo brasileiro e ao Brasil.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário