Banner

Banner

segunda-feira, 23 de março de 2015

Procon-MA fiscaliza hospital particular em São Luís após denúncias



Gerência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-MA) realizou uma fiscalização no setor de emergência do Hospital UDI, na quarta-feira (18), após denúncias feitas ao órgão por meio das redes sociais e telefone. Os fiscais constataram excessivo tempo de espera, número insuficiente de profissionais para o atendimento e a falta de leitos.

Na ocasião, a equipe do Procon orientou que, de imediato, o estabelecimento aumentasse o número de médicos com o intuito de diminuir o tempo de espera, que em alguns casos já ultrapassava 5h, e providenciasse leitos para os pacientes que estavam na enfermaria há de mais três dias. O hospital atendeu as determinações e se comprometeu em regularizar a situação, além de garantir que buscará melhorias no atendimento aos consumidores.

O gestor de fiscalização Ricardo Cruz, informou que, na semana anterior, o hospital já havia sido fiscalizado e que foram evidenciados os mesmos problemas. “A empresa ainda está dentro do prazo estabelecido na última fiscalização e nos apresentou as providências adotadas. Entretanto, constatamos que as medidas não foram suficientes, pois voltamos ao local, após fortes denúncias de desrespeito aos consumidores”, explicou.

De acordo com diretor do Procon-MA, Duarte Júnior, mesmo que o hospital tenha atendido as solicitações no momento da fiscalização, foi autuado sobre o ocorrido e notificado, nesta sexta-feira (20), para que em até 15 dias preste esclarecimentos e apresente um plano de  melhorias que será acompanhado e fiscalizado. Caso as reclamações continuem, serão aplicadas as sanções administrativas.

“O nosso objetivo é assegurar os direitos dos consumidores maranhenses. Para isso, nosso foco será em ações preventivas, de orientação e fiscalização”, afirmou.

Denúncia
O Procon orienta que o cidadão que verificar o descumprimento da lei a formalizar uma denúncia na sede da Gerência do Consumidor, localizada na Rua do Egito, 207, Centro. A denúncia também pode ser feita pelas redes sociais (instragram: @proconmaranhao, twitter: @proconmaranhao e facebook: Procon Maranhão) e pelo telefone 3261-5100

Nenhum comentário:

Postar um comentário