Banner

Banner

domingo, 19 de abril de 2015

Área Itaqui-Bacanga recebe obras de saneamento e sustentabilidade



Share Button
 Até o final deste ano, sete obras realizadas nas margens direita e esquerda da bacia do Rio das Bicas e na região do Itaqui Bacanga vão colocar São Luís na dianteira das cidades que equacionam problemas ambientais gerados pela ocupação desordenada. Seis das sete obras realizadas pela Prefeitura de São Luís estão sendo supervisionadas pela Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Sempe).
Quatro destas obras estão em andamento no Programa da Bacia do Rio das Bicas, com financiamento garantido pelo Banco Mundial. As outras três serão desenvolvidas em bairros da margem esquerda do Rio das Bicas e nos bairros Sá Viana e Vila Embratel. Nestes dois últimos, serão desenvolvidos projetos de urbanização no valor de R$ 3 milhões.
No Anjo da Guarda, na região do Itaqui-Bacanga, será realizada a obra de grande repercussão ambiental na cidade. Com volume de recursos previstos de R$ 40 milhões, a Prefeitura de São Luís contribuirá para o salto qualitativo na vida dos moradores do bairro e das adjacências, com a implantação da rede de esgotamento sanitário.
Na margem esquerda do Rio da Bicas, uma das obras já está em andamento: os canais de drenagem do Jambeiro, com financiamento do governo federal. Até julho deste ano, a Prefeitura lançará mais duas obras na região: a primeira teve o processo licitatório concluído esta semana, dando início à assinatura de contrato. São obras de urbanização e paisagismo no Sá Viana, financiado pelo Bird.
Na semana passada, técnicos do Bird estiveram mais uma vez em São Luís para fiscalizar, acompanhar e apresentar sugestões das obras em andamento nos bairros do Coroado, Coroadinho e Salinas do Sacavém, todos localizados na margem direita da bacia do Rio das Bicas. Esta rotina tem se repetido de três em três meses pelas equipes do banco. No final do mês, uma equipe virá especificamente para verificar as ações sociais e, em seguida, será a vez dos técnicos da área ambiental.
Além das visitas rotineiras, a Prefeitura de São Luís tem recebido missões do Banco Mundial. Na ocasião da visita, tudo é devidamente analisado: aspectos jurídicos, de contratação, do desempenho financeiro, projeto, obras, questões ambientais e sociais. Em janeiro, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior recebeu uma destas missões do Bird.
Seis das sete obras realizadas pela Prefeitura de São Luís estão sendo supervisionadas pela Secretaria Municipal de Projetos Especiais
OUTRA MARGEM

Na outra margem, a Secretaria resolve problemas habitacionais por etapa. Ao todo, 108 famílias que antes ocupavam áreas de risco e foram remanejadas para unidades habitacionais do residencial Piancó. “Fizemos um movimento junto à Caixa para que essas famílias tivessem prioridade, pois havia famílias cadastradas e o projeto estava em execução. Não tínhamos como reservar mais unidades e diante do prazo exíguo procedemos com a ação, tendo sucesso ao final”, afirma o secretário municipal de Projetos Especiais, Gustavo Marques. Em uma estimativa conservadora, Marques acredita assentar cerca de 400 famílias.
Para o secretário da Sempe, Gustavo Marques, o que está sendo feito é por determinação do prefeito que tem compromisso com a sociedade. “Nossa equipe está empenhada no compromisso assumido pelo prefeito”, explica Marques.

Obras que mudarão a paisagem do Bacanga e Rio das Bicas
1-Parque Urbano do Rio das Bicas

Valor: R$ 5,6 milhões
Previsão de conclusão: outubro de 2015

2- Construção de 33 unidades habitacionais

Valor: R$ 4,1 milhões
Previsão de conclusão: outubro de 2015

3 – Macrodrenagem do canal do Rio das Bicas

Valor: R$ 21 milhões
Previsão de conclusão: julho de 2015

4 – Praça do Ceu

Valor: R$ 3,7 milhões
Previsão de conclusão: julho de 2015


5 – Canais de Macrodrenagem: Jambeiro, Sá Viana e Piancó

Valor: R$ R$ 2.246.695,48
Previsão de conclusão: julho de 2015
6 – Ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário do Bacanga – SES
Valor: R$ 42.156.652,68
Previsão de conclusão: janeiro/2016
7 – Revitalização da orla do Lago Bacanga no Sá Viana
Valor: R$ 9.500.000,00
Previsão de conclusão: dezembro/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário