Banner

Banner

terça-feira, 12 de maio de 2015

Coreia do Norte executa ministro por dormir em evento


O ministro norte-coreano da Defesa, Hyon Yong-Chol, foi executado por deslealdade e por manifestar sua falta de respeito pelo líder supremo Kim Jong-Un - informou nesta quarta-feira (13, horário local) a agência de Inteligência de Seul.
Centenas de oficiais assistiram à execução ocorrida em 30 de abril, disse o subdiretor do Serviço Nacional de Inteligência (NIS) a uma comissão parlamentar, relatou a agência de notícias Yonhap.
Hyon, nomeado para o cargo há menos de um ano, teria sido surpreendido dormindo durante atos militares e respondido de maneira inadequada a Kim Jong-Un em várias oportunidades, revelou a Yonhap, com base em declarações de um legislador do partido comunista.
Hyon foi executado com fogo antiaéreo, um método já citado em vários relatórios sobre execuções de altos funcionários norte-coreanos.

Na Coreia do Norte, o ministro da Defesa é encarregado da logística e dos intercâmbios com o estrangeiro, mas a política militar é determinada pela poderosa Comissão Nacional de Defesa e pela Comissão Militar Central do partido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário