Banner

Banner

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Deu no Jornal Nacional: Grupo Sarney deixou o Maranhão com menor renda salarial do país

Share Button

O trabalhador do Maranhão possui o menor rendimento médio do país com ganhos de R$ 946, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quinta-feira (7).
Os dados do Pnad foram divulgados no Jornal Nacional da Rede Globo, expondo negativamente o Maranhão mais uma vez em rede nacional.
Durante os últimos anos o Maranhão tem entrado sistematicamente na agenda negativa quando o assunto é pobreza. Considerado o estado mais rural do país, a estagnação econômica foi fruto de décadas de negligência durante o domínio político da família Sarney Além do Maranhão, os menores rendimentos foram observados no Piauí (R$ 1.122) e no Ceará (R$ 1.137). Já os maiores, no Distrito Federal (R$ 3.046), em São Paulo (R$ 2.401) e em Roraima (R$ 2.146).
Entre as regiões, o estudo também afirma que ficaram acima da média nacional os rendimentos dos trabalhadores do Sudeste (R$ 2.116), Sul (R$ 2.007) e Centro-Oeste (R$ 2.090).
De acordo com o IBGE, a “Pnad Contínua” substitui a tradicional “Pnad anual” e a “Pesquisa Mensal de Emprego (PME)”, e agora traz dados detalhados do mercado de trabalho por estados e regiões brasileiras.

Brasil
No primeiro trimestre, o rendimento médio real (todos os ganhos recebidos no mês) de todos os trabalhadores ocupados foi estimado em R$ 1.840 – número estável em relação ao mesmo período do ano passado. Na comparação com o trimestre anterior, o rendimento cresceu 0,8%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário