Banner

Banner

sábado, 20 de junho de 2015

A candidatura de Roseana e a “Operação Lava Devagar”

JM Cunha Santos




Mamãe, me acuda, Roseana Sarney quer ser prefeita de São Luís! Roseana quer ser prefeita de São Luís. Todo mundo leu isso. Alguém teve a coragem de publicar isso. Esse pessoal não desiste de provocar pânico na população. Usaram a violência, não deu certo. Mas com essa, podem apostar que eles vão conseguir.
E qual será a grande promessa de campanha? “Dessa vez nós vamos lavar devagar, porque a jato tá dando muita bronca”.
Antigamente para tudo que não se sabia tinha uma resposta: Freud explica. Mas mesmo se devassarmos todos os tratados psiquiátricos do mundo, não conseguiremos explicar tanta cara de pau.  Se fosse candidata a prefeita das Ilhas Cayman, com Lobão de vice, Alberto Youssef de tesoureiro da campanha e Paulo Roberto Costa cotadíssimos para a Secretária da Fazenda, vá lá. Mas de São Luís...!
O atormentado povo desta cidade mal começa a vê-la asfaltada e lá vem esse pessoal propondo buracos nas contas públicas.
Mas é claro que, se eleita, vai ser bom para o turismo. Vai ter tanto doleiro nos hotéis que mais ninguém no mundo vai ter chances de fazer reservas. O policiamento também vai melhorar. O que vai pintar de Polícia Federal por aqui não está em gibi nenhum.
Depois serão deflagradas a “Operação Lava Devagar”, a “Operação Lava Com Cuidado” e a “Operação Lavou a Burra”. A “Operação Lava Devagar”  descobrirá propinas com 70 % de desconto, previsão inflacionária e direito a visitas à Fundação da Memória Republicana, onde já lavaram o que puderam. A “Operação Lava Com Cuidado” naturalmente não vai descobrir coisa nenhuma, pois a essas alturas todos estarão gozando férias permanentes em Miami.
Mas a “Operação Lavou a Burra” vai encontrar muito dinheiro suspeito nos mais insuspeitos endereços como, por exemplo, a Ilha de Curupu. Tudo isso antes e depois da eleição.

De qualquer modo fica aqui pedido, em nome do povo e invocando a proteção de Deus: Se for eleita, lava devagar, lava devagar, por favor, que o povo precisa comer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário