Banner

Banner

domingo, 7 de junho de 2015

Flávio Dino: Mais Vidas e mais Segurança no Trânsito



A segurança no trânsito diz respeito diretamente aos interesses de toda a coletividade, pois estamos tratando da integridade física, da saúde, da vida de todos. Foi por esse motivo que na última segunda-feira lançamos um importante programa para prevenção da violência no trânsito, sob a liderança de nossa competente equipe do DETRAN. O novo Programa se chama “Mais Vidas no Trânsito” e tem o objetivo de inibir os altos índices de ilegalidades na circulação de veículos em todo o Estado.
Os dados são claros e mostram a relação direta entre Trânsito, Segurança e Saúde Pública. A cada três pacientes que dão entrada em hospitais de urgência e emergência, um está ali em decorrência de trauma causado por acidente de trânsito. Os dados do Ministério da Saúde apontam que os acidentes de moto são responsáveis pelo aumento de 115% na quantidade de internações em hospitais públicos nos últimos dez anos. No Maranhão, somente em 2013, houve 703 mortes por acidentes envolvendo motociclistas e mais 2.578 internações, fazendo com que nosso Estado passasse a ocupar destacada liderança no ranking nacional de acidentes letais causados por motocicletas.
Os dados acima demonstram a necessidade de tratamento sério desse assunto por parte do Poder Público. Tudo isso passa inicialmente pela legalização dos veículos irregulares que circulam pelo nosso Estado. Para que se tenha uma ideia do quadro atual, no Maranhão 40% dos veículos que circulam estão na ilegalidade ou na clandestinidade.
Nesses espantosos números, sempre aparecem com muita ênfase as motos, daí porque muitas ações serão dirigidas para esse segmento. Destaco o programa “Moto Legal”, por intermédio do qual teremos três benefícios. Primeiro, vamos reduzir à metade o valor do IPVA devido quando da compra de motos novas, mediante demonstração de que o condutor possui carteira de motorista e capacete. Outra medida é a redução do IPVA das motos populares de 2% para 1% sobre seu valor de compra, projetos que enviamos para apreciação do Legislativo, os quais – se aprovados – irão vigorar em 2016. Por fim, sublinho o estímulo ao emplacamento das motos já em circulação e que nunca foram emplacadas. Para estas, vamos fazer o perdão total das dívidas com IPVA das motocicletas, desde que sejam emplacadas até o dia 31 de dezembro deste ano.
Vejam que essas medidas têm impacto direto nos setores mais vulneráveis economicamente, pois esses benefícios são direcionados às motos cujo valor de compra não exceda o limite de R$ 10 mil, promovendo justiça fiscal. Nesse mesmo sentido, faço menção a outras iniciativas promovidas pelo DETRAN,  como a instituição do programa CNH Jovem, que já em 2015 vai garantir 2.000 carteiras de habilitação a jovens de 18 a 21 anos que tenham estudado em escola pública no Maranhão, escolhidos através de sorteio e do desempenho na avaliação do Enem. As  inscrições desses jovens poderão ser feitas entre os dias 1º e 31 de julho próximos. E desde logo adianto: em 2016, esse número de carteiras de motorista gratuitas vai ser ainda maior.
Em outra linha da promoção de mais segurança no trânsito, destaco que desde o mês de janeiro intensificamos as operações de blitz da Lei Seca, estendendo-as também ao interior do Estado. Até este fim de semana, realizamos mais de 50 operações de combate à embriaguez no trânsito e chegamos a 22 municípios, dando prioridade àqueles que possuem maior densidade populacional. Em parceria com a Polícia Militar, o DETRAN utiliza nessas operações também o método de educação para prevenção de acidentes no trânsito, com uma campanha de esclarecimento das leis para garantir a segurança de motoristas, passageiros e pedestres de todo o Maranhão. Relevante citar que desde a aprovação da Lei Seca, em 2008, o número de operações de fiscalização nunca havia sido tão alto, indicando a seriedade com que nossa equipe do DETRAN trabalha.

Assim, apresentamos aos cidadãos um conjunto coerente de iniciativas, bem articulado e com rumos claros para que tenhamos um número decrescente de tragédias no trânsito. Mas é imprescindível a colaboração de todos, por isso finalizo este artigo com um apelo a boas praticas na circulação de veículos e pessoas. Todos precisam observar as leis do trânsito, em prol de nossa saúde e da nossa segurança. Queremos mais VIDAS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário