Banner

Banner

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Se manda, bandidagem! Mais 4 mil homens devem ser integrados à PM ainda este ano

O abandono irresponsável da segurança pública foi o maior crime já cometido contra o Maranhão.

JM Cunha Santos


O governador Flávio Dino encontrou a Polícia Militar do Maranhão com um efetivo de apenas 6 mil homens para atuar num Estado com mais de 7 milhões de habitantes. Destes, pelo menos 2 mil eram (ou são) oficiais e, portanto, não vão para as ruas combater a criminalidade. Segundo comparação feita pelo secretário de Segurança, Jefferson Portela, em recente entrevista ao Jornal Pequeno, o Estado do Rio Grande do Norte, com metade da população e metade do território do Maranhão, possui o dobro de policiais.
Assim, ficava fácil para os bandidos.
Ao assumir, o governador Flávio Dino convocou, imediatamente, um contingente de 1.500 policiais excedentes de concurso da PM e, ontem, anunciou a convocação de mais 2.294 policiais e bombeiros. Calcula-se que até o final do ano pelo menos 4 mil homens estarão reforçando o policiamento do Estado. O abandono irresponsável da segurança pública foi o maior crime já cometido contra o Maranhão. Ainda na campanha de 2014, o governador Flávio Dino registrava que em alguns municípios de grande população apenas 2 policiais eram responsáveis pela segurança pública. E em outros nem delegados de carreira havia.
Nessa situação, assaltar bancos era como tomar doces de crianças.
O governador reforçou também a Polícia Civil, nomeando 20 delegados de carreira para o interior do Estado. Aliás, reiterados apelos de cerca de 365 remanescentes de um concurso da polícia civil têm sido feitos, pedindo o apoio deste Blog para que também sejam convocados. Todo apoio pela redução da violência e da criminalidade será dado por este Blog e temos o prazer de transmitir essa informação ao governador do Estado que, julgamos, é o seu mais assíduo leitor.
São apenas 5 meses, mas já se sente que muda a face da segurança pública no Maranhão. Líderes do PCM, do Bonde dos 40 e do Bonde dos 300 foram presos, a Polícia Militar ocupou um território constrangido por facções criminosas no Coroadinho e também em Panaquatira e ontem foram presos chefes do PCC – Primeiro Comando da Capital, de São Paulo, que comandavam uma quadrilha no Maranhão. E houve um considerável reforço nos serviços de inteligência da Polícia Militar e da Polícia Civil no Estado.

São ações que visam a uma drástica redução da violência e da criminalidade no Maranhão, um estado no qual a segurança pública foi irresponsavelmente colocada em segundo plano durante sucessivos governos. Essa situação começa a mudar. 

5 comentários:

  1. Sr. Cunha Santos, você é uma pessoal inteligente e com todo o direito de apoiar quem quer que seja, de defender o atual governo. Sabemos que o governo passado foi inoperante, para dizer o mínimo. Mas isto não lhe dar o direito de achar que seus leitores são idiotas, pois sabemos que este número da manchete não é verdadeiro. Os policiais que estarão nas ruas, possivelmente em março de 2016, serão no máximo de 1.000. É possível defender o governo passando a verdade para seus leitores, pois se continuar a mentir, com certeza, perderá seus leitores. E torcemos muito para que a situação mude e mude para melhor. Com todo respeito, respeite seus leitores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez você esteja certo, mas 1.000 é melhor do que nada. Eu apenas somei os 1.500 que tinham sido convocados com os 2294 que acabam de receber a conovcação. Dá quase 4 mil.

      Excluir
  2. O que acontece com o Programa Projovem Urbano no Maranhão? Com o palavra o Governo do Estado.

    O Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), na modalidade urbana, visa à formação integral do jovem entre 18 e 29 anos, que não concluiu o ensino fundamental, para inseri-lo no mercado de trabalho e possibilitar a ele o exercício da cidadania. Oferece um curso de duração de 18 meses, que é realizado presencialmente e a distância. Ao participar do programa, os alunos recebem uma bolsa mensal de R$ 100,00 (cem reais).

    No Maranhão, a implementação do Programa, que era visto como um sonho, virou pesadelo, pois os inúmeros profissionais que prestaram serviços para o Governo do Estado, pasmem, não foram pagos.

    Mas como todo pesadelo se finda com o despertar do alvorecer, o mesmo se pensou que iria acontecer dada a mudança de governo, ocorrida em primeiro de janeiro de 2015. A partir dali, nascia uma esperança no coração de cada trabalhador, pois puderam contemplar a ascensão de seus defensores de outrora aos “tronos” de seus algozes do passado.

    Quem não lembra dos discursos acalorados no parlamento maranhense, cobrando uma posição da então Governadora Roseana Sarney e de seu Secretariado? Será que a mudança mudou?

    Governador, faça a verdadeira mudança e pague os professores do Programa Projovem Urbano, que estão com seus salários vencidos desde 2010. Processo n° 0000490/2012-CC – Casa Civil.


    Júlio França
    Professor do Projovem Urbano no Maranhão .

    ResponderExcluir
  3. Bem gente não quero me meter no comentário de vcs mas acho sendo 1000 ou não, o que vale é a polícia possa ir pra rua trabalhar para melhorar os índice de violência que vem aumentando na capital Maranhese. Todos sabemos que São Luís está muito perigosa com várias facções comandando as periferias, Apoio todas as ações de coibir tais Quadrinhas. Obrigado

    ResponderExcluir
  4. Sr. Me explique porque 2,000 oficiais não podem trabalhar nas Ruas se eles são melhor preparados são mais bem remunerados e não vão trabalhar onde a população mais precisa?
    Só se foi em São Luis que mudou a face da Segurança porque aqui no Baixo parnaíba continua 2 policiais por plantão na cidades São Em minha Cidade são 3 carros (2 da militar e 1 da civil sendo que não temos agente civil) para 2 policiais e assalto as lojas aos correspondentes bancários continuam acontecendo todos os Dias, isso para não falar dos roubos de celulares e motos que ninguém reclama nem comenta que não é mais novidade, porque nunca ouvi dizer que alguém investigou e recuperou moto e celular roubados.
    O Governo continua Bom.... de Mídia.

    ResponderExcluir