Banner

Banner

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Toda razão a Jefferson Portela! Abaixo os clientes da Operação Lava Jato

Na verdade, a poderosa mídia de Sarney está conseguindo o que queria. Está usando assassinatos para tirar o foco do governo Roseana, que findou praticamente em fuga da Polícia Federal.

“Por isso, diferente do governo passado, nós não protegemos bandidos”. (Flávio Dino)

JM Cunha Santos               


Não sei em que raios de politburo decidiram que deputados, sendo homens públicos, não podem ser criticados por secretários de Estado. Deputados da família Sarney, quer dizer, pois toda oposição feita até hoje ao ex-Imperador foi, além de criticada, enxovalhada, insultada, perseguida e infamada. A bancada governista na Assembleia não tem que ficar passando a mão na cabeça de Adriano Sarney somente porque ele é um parlamentar. Não tem mesmo.  
Adriano Sarney herdou do avô 50 anos de notícias de corrupção e ditadura. Não é a pessoa mais indicada para propor intervenção federal no Maranhão, em lugar nenhum, pedir a cabeça do secretário de Segurança Pública e falar, da tribuna, em impeachment de quem quer que seja.
O senador Sarney conseguiu afundar uma parte do Brasil quando presidente elevando a inflação a mais de 80 % ao mês. Quanto ao Maranhão, o modelo político que Sarney aqui implantou, afundou inteiro. Na miséria, na pobreza absoluta, no analfabetismo, na agiotagem, na grilagem, na pistolagem, no enriquecimento ilícito e todas as outras formas conhecidas e desconhecidas de corrupção.
O governo de sua filha asfaltou estradas em povoados que não se encontram em mapa nenhum do mundo, muito menos no Maranhão! O governo de sua filha foi filmado recebendo propina de um bandido doleiro que hoje está na cadeia! Que moral tem essa gente para falar em intervenção e propor degola de secretários?
Na verdade, a poderosa mídia de Sarney está conseguindo o que queria. Está usando assassinatos para tirar o foco de um governo que findou praticamente em fuga da Polícia Federal. Nunca mais se falou em propina, em doleiros, em Constran, processos no Ministério Público, na Justiça Federal no STF contra Roseana Sarney e seu governo.
E o secretário Jeferson Portella está apenas se defendendo e defendendo a polícia de um massacre diário, mentiroso, inescrupuloso, vil.
A violência existente no Maranhão é consequência da corrupção nos anos de mando do grupo Sarney. O dinheiro aqui roubado dava para aparelhar 100 mil vezes a polícia, contratar mais 100 mil policiais, investir um milhão de vezes em políticas públicas de combate às drogas e em educação e pagar salários britânicos a nossos policiais. Mas eles levaram tudo. São pungentes e irrefutáveis as recentes declarações do governador Flávio Dino. Ele disse que o dinheiro dos agiotas vinha da merenda escolar, dos remédios, das estradas. Disse que a agiotagem em nosso Estado tinha a proteção do Palácio dos Leões. E arrematou, indignado: “Por isso, diferente do governo passado, nós não protegemos bandidos”.
E só o que essa gente está querendo é governar de novo, corromper de novo, matar o povo de miséria mais uma vez. Não dá mais.

Toda razão a Jeferson Portela. Abaixo os clientes da Operação Lava Jato!   

Nenhum comentário:

Postar um comentário