Banner

Banner

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Após tentativa de assalto, homem é linchado em Paço do Lumiar


Um homem foi linchado em Paço do Lumiar (MA), na Região Metropolitana de São Luís, na noite dessa terça-feira (25). Elmary Silva Pereira, de 34 anos, teria tentado assaltar um morador no residencial Carlos Augusto, e foi vítima de golpes de faca e espancado até a morte.

O corpo deu entrada no Instituto Médico Legal (IML) na madrugada desta quarta-feira (26), e os irmãos e a mãe da vítima já estiveram no local para iniciar o procedimento de retirada do corpo.
Crime que se repete
Em julho, um caso parecido foi registrado no bairro do São Cristóvão, em São Luís. Cledenilson Pereira da Silva, de 29 anos, foi espancado até a morte após tentar assaltar um bar na companhia de um adolescente de 16 anos, despido e amarrado a um poste. De acordo com a investigação da Polícia Civil, ele foi espancado e ferido com uma garrafa e uma faca.
relatório foi concluído no início de agosto e enviado ao Poder Judiciário. Segundo o delegado Jefrey Furtado, da Delegacia de Homicídios, foi pedida a prisão preventiva dos oito envolvidos.

No inquérito, Cledenilson e o adolescente de 16 anos que o acompanhava na tentativa de assalto são vítimas de homicídio triplamente qualificado e tentativa de homicídio, respectivamente. A pena varia de 12 a 30 anos prisão.
O delegado Guilherme de Sousa Filho explicou que o caso, que antes era tratado como linchamento, passou a ser visto como homicídio. Ele contou que os suspeitos chegaram a negar envolvimento, mas foram confrontados pelos depoimentos das testemunhas e pelas imagens registradas por populares durante a ação. Ao todo, 15 pessoas foram ouvidas.
O laudo do Instituto Médico Legal (IML) de São Luís encaminhado à Delegacia de Homicídios revelou que a morte de Cledenilson foi causada por um facada no coração que ele sofreu durante o espancamento. Laudo balístico deverá mostrar se a arma calibre 38 que ele usou na tentativa de assalto realmente falhou ao ser disparada, como apontado pelos suspeitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário