Banner

Banner

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Segunda fase da Operação Cayenne apreende bens de empresário no MA

Equipamentos foram encontrados na casa do empresário Francisco Ferreira.
Ele teria movimentado R$ 21 milhões desviados da Univima.
Do G1 MA


Uma nova etapa da Operação Cayenne da Polícia Civil do Maranhão, iniciada nesta sexta-feira (14), em Barreirinhas (MA), apreendeu bens – entre eles um jet ski – de suspeitos de envolvimento em desvios de R$ 34 milhões na Universidade Virtual do Maranhão (Univima). O equipamento foi encontrado na residência do empresário Francisco Ferreira, acusado de ter relações próximas ao ex-servidor estadual Paulo Giovanni Aires Lima, que estaria à frente do esquema.
Além da moto aquárica, uma caminhonete de luxo, dois quadriciclos, documentação e computadores foram apreendidos, conforme informou o delegado Ricardo Moura, da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção, ao G1. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos, também, em uma pousada e um comercio da cidade.
Segundo informações preliminares, ele teria movimentado R$ 21 milhões dos quase R$ 34 milhões desviados da universidade, por meio da empresa ‘FJS Ferreira Comércio’. As operações financeiras foram descobertas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda, e após auditorias realizadas pela Secretaria de Estado de Transparência e Controle (STC) do Maranhão, que identificou pagamentos a três empresas, entre elas a do empresário Francisco Ferreira.

O esquema, segundo a Polícia Civil, desviou R$ 33,78 milhões na Univima entre 2010 e 2013.Em maio de 2015, a primeira fase da operação prendeu quatro suspeitos de integrarem a quadrilha, entre eles: Paulo Giovanni Aires Lima, José de Ribamar Santos Soares, Inaldo Damasceno Correa e Valmir Neves Filho. Carros de luxo, joias estimadas em R$ 500 mil e relógios de aproximadamente R$ 20 mil foram apreendidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário