Banner

Banner

terça-feira, 5 de abril de 2016

Governo começa a empossar professores aprovados no concurso público do Estado



“Pela primeira vez vejo que o professor é valorizado em todos os sentidos. O salário é compatível com a função, temos os direitos agregados e as possibilidades de melhorar enquanto profissionais”, ressaltou Joaquim Martins Pimenta, 30. Ele é um dos 1.500 novos professores aprovados no concurso público do Governo do Estado para atuar em uma das unidades da rede estadual de ensino no Maranhão. Nesta segunda-feira (4), Joaquim participou de mais uma etapa do certame e foi empossado.
Trabalhando como contratado em escola de Pinheiro, com a efetivação ele vislumbra outra realidade. “A possibilidade de trabalhar em uma instituição do Governo foi um dos diferenciais para mim ao prestar o concurso. Sempre quis ser funcionário estadual e acho que agora vivemos uma situação melhor”, enfatizou o professor. Os documentos para efetivação da posse devem ser apresentados na sede do Instituto de Educação do Maranhão (Iema), antigo prédio do Marista, até dia 27 deste mês.
O secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão, destacou que o momento é significativo para a área de ensino. “O governador Flávio Dino tem um amplo projeto tendo como mote a valorização do professor. Isso passa pela questão salarial, e, hoje, o Maranhão tem a segunda melhor remuneração do país. Com esse concurso, em lugar de contratados serão empossados professores de carreira mostrando o compromisso da gestão com a docência em nosso Estado”, disse.
Felipe Camarão destacou, ainda, que este novo efetivo vai levar reforço à zona rural, onde a carência no setor é maior. Do total, cerca de 75% destes aprovados atuarão nas cidades do interior. Paralelamente, o Governo trabalha na reforma, manutenção e construção de escolas. Entre os programas estão o ‘Escola Digna’, que vai substituir estruturas de taipa por alvenaria, sendo que a primeira unidade será inaugurada estes mês, em Fortaleza dos Nogueiras.
A realização do concurso público para professor estadual marca seu pioneirismo no oferecimento de 230 vagas em Braille, Libras e Educação Especial. “Pela primeira vez essas disciplina são contempladas em concurso público. Sobretudo, é um momento importante no qual vínhamos trabalhando e que se efetiva com essa etapa de posse, e, em breve, a população maranhense vai poder contar com estes professores”, ressaltou a secretária de Estado de Gestão e Previdência (Segep), Lilian Guimarães. A previsão é que a partir de maio os aprovados estejam nas salas de aula.
Cronograma
Nesta etapa, além da documentação, os aprovados passam ainda por perícia médica. Estes exames terão validade de 90 dias. As datas das avaliações foram marcadas de acordo com as disciplinas. Até esta terça-feira (5) serão avaliados os professores de Português e Revisor de Braille; dias 6 e 7, Matemática e Atendimento Educacional Especializado; dia 8, Biologia; 11, Artes e Educação Física; dia 12 é a vez do Instrutor de Libras e Intérpretes de Libras; Química e Geografia, dias 13 e 14; Filosofia, Língua Estrangeira-Espanhol e Língua Estrangeira-Inglês, dias 15 a 18; e Física, História, Sociologia e Transcritor de Braille, devem comparecer dias 19 e 20. Quem perder este prazo terá, ainda, uma segunda chance de 25 a 27, para entregar a documentação.
Documentos necessários
1 – Cópia autenticada e original do Diploma/Certificado ou Certidão com o Histórico Escolar de Conclusão de Curso (Nível Superior), devidamente registrado pelo órgão competente;
2 – Cópia autenticada da Cédula de Identidade, da Certidão de Nascimento ou Casamento, 3 – CPF e do PIS ou Pasep;
4 – Cópia autenticada do Título de Eleitor e Comprovante(s) da última eleição ou Certidão emitida pela Justiça Eleitoral;
5 – Cópia autenticada do Certificado de Alistamento Militar, se do sexo masculino;
6 – Atestado de Antecedentes Criminais e de Consulta, expedido pela Secretaria de Estado de Segurança Pública onde tenha residido o candidato nos últimos 05 (cinco) anos;
7 – Certidão expedida pelo Tribunal de Justiça do Estado onde tenha residido o candidato nos últimos cinco anos;
8 – Certidões negativas de condenação criminal nas esferas Estadual, Federal e da Justiça Eleitoral, bem como Certidão Negativa relativa ao TCE e TCU;
9 – Declaração de Bens;
10 – Uma foto ¾;

11 – Preencher ficha cadastral apresentando documentos comprobatórios de dependentes, para previdenciários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário