Banner

Banner

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Ninar realizou mais de 4 mil atendimentos no primeiro mês de funcionamento



O Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), inaugurado pelo governador Flávio Dino no último dia 14 de março, dentro do Complexo Hospitalar Dr. Juvêncio Mattos, já realizou 4.578 atendimentos.
Só de consultas especializadas com pediatras, neuropediatras, oftalmologistas e geneticistas, foram 1.172. Os serviços desenvolvidos pela equipe multidisciplinar composta por fisioterapeutas, enfermeiros, fonoaudiólogos, assistentes sociais, psicopedagogos e terapeutas ocupacionais, chegou ao número de 3.406.
Para o Secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, uma das características mais importantes do Ninar é o atendimento integral. “Além de atender a criança como um todo dentro das diversas profissões na área da saúde, ele também atende a família, cuidando da dimensão psicológica da mãe, por exemplo”, disse.
Ainda segundo o Pacheco, o Ninar tem um triplo aspecto quando faz a assistência, prepara as pessoas para prestarem assistência domiciliar e ainda pesquisa sobre as doenças que cuida. “Portanto, o centro já nasceu com o perfil característico que é o sonho de toda unidade de saúde: cuidar, preparar para o cuidado e pesquisar sobre o cuidado”, explicou o secretário.
O Centro oferece tratamento especializado destinado às crianças maranhenses com doenças neurológicas como microcefalia, macrocefalia, hidrocefalia, síndrome de Down, paralisias cerebrais, entre outras. A chegada do Ninar unificou os serviços que já eram prestados pelo governo, principalmente às crianças com microcefalia, em locais diferentes de São Luís, e que há um mês estão integrados em um único espaço que veio para melhorar o acesso ao tratamento das crianças e suas famílias.
Atendimento

O serviço de marcação de consultas por telefone (Call Center) funciona das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira. Os agendamentos são feitos por meio dos contatos (98) 3232-6635 e 3232-6566, que também aceitam ligações a cobrar. Crianças de zero a 14 anos são atendidas na unidade de saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário