Banner

Banner

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Atendimento nas UPAs é aprovado por 83% dos pacientes



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), avaliou o índice de satisfação de quem precisa de assistência médica nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) que integram a rede estadual de saúde. A pesquisa constatou que 83% dos entrevistados mostraram-se satisfeitos com o serviço.
Entrevistados em UPAs de São Luís responderam perguntas relacionadas ao nível de satisfação, tempo de espera, eficácia do atendimento, resolutividade, capacidade técnica, eficiência dos profissionais, dentre outras. Em geral, os números apontam a melhoria dos serviços prestados, resultado do esforço da atual gestão para ampliar a assistência, oferecendo um serviço de saúde relevante. Para o secretário Carlos Lula, a iniciativa segue o princípio de universalização do Sistema Único de Saúde (SUS), que garante a saúde como um direito de cidadania de todas as pessoas.
“Nossas equipes nas Unidades de Pronto Atendimento têm se esmerado em oferecer atendimento humanizado. Nosso desafio diário é promover a democratização do acesso à saúde e fazer isso de forma eficaz, com qualidade, tornando a satisfação das pessoas que buscam a rede pública de saúde cada vez mais abrangente”, afirmou Carlos Lula.
No total, 11 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) integram a rede estadual de saúde. Seis em São Luís e região metropolitana – UPA Araçagi, UPA Cidade Operária, UPA Itaqui-Bacanga, UPA Parque Vitória, UPA Vila Luizão e UPA Vinhais -, e cinco no interior – UPA Codó, UPA Coroatá, UPA Imperatriz, UPA São João dos Patos e UPA Timon.
Em relação à qualidade do serviço das UPAs, 49% consideram que mudou para melhor e 96% afirmam ter conseguido atendimento quando precisaram. Sobre o problema que levou o paciente à unidade, 50% declararam que houve resolutividade e apenas 5% relataram o contrário; os outros 45% precisaram dar continuidade em hospitais de referência. Foi de 95% o total de pacientes que avaliaram como respeitosos e competentes a equipe de trabalho das UPAs e, dentre os problemas que levam os pacientes às UPAs, dor no corpo, febre, e sintomas de viroses são os mais recorrentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário