Banner

Banner

terça-feira, 31 de maio de 2016

Com novo modelo de gestão, Porto do Itaqui movimenta R$ 7,3 bilhões em mercadorias



A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) segue a tendência de 2015, quando foram registrados recordes de operação e lucratividade no Porto do Itaqui, e mantém o crescimento movimentando, aproximadamente, R$ 7,3 bilhões em mercadorias nos quatro primeiros meses deste ano. Foram R$ 4,3 bilhões em exportações e R$ 3 bilhões em importações. Os números foram apresentados nesta terça-feira (31), durante coletiva, no Palácio dos Leões, com a presença do presidente da Emap, Ted Lago; e do secretário de Estado de Comunicação Social e Assuntos Políticos, Márcio Jerry.
O lucro líquido do quadrimestre (janeiro a abril) ficou 84,6% acima da previsão orçamentária e foi 12,3% maior que o resultado alcançado no mesmo período de 2015, fechando em R$ 17,6 milhões, valor equivalente à soma do lucro total da empresa nos anos de 2013 e 2014. Já a receita operacional bruta obteve crescimento de 11,5% sobre o mesmo período do ano anterior e de 7,1% em relação ao previsto. O indicador financeiro que mede a rentabilidade (margem EBITDA) fechou em 42,2% ao final de abril.
Os resultados são reflexo da atenção especial determinada pelo governador Flávio Dino ao Porto do Itaqui ainda em 2015 e que atualmente é reconhecido como um dos principais portos públicos do Brasil, com uma gestão austera, focada em resultados, respeito aos recursos públicos e trabalho em equipe. “O Porto do Itaqui, além de ser patrimônio do povo do Maranhão, tem importância vital na dinamização da economia de todo o corredor centro-norte do Brasil. Impactamos positivamente as receitas de oito estados e a vida de cerca de 50 milhões de pessoas”, afirmou o presidente da Emap, Ted Lago.


No ano passado, a Emap registrou lucro líquido de R$ 68,2 milhões, valor superior à soma do lucro dos quatro anos anteriores (2011 a 2014), que foi de R$ 55,9 milhões. Esses resultados ampliam a capacidade de investimento do Itaqui, com aporte de R$ 255,55 milhões em recursos próprios para o biênio 2016/2017. No mesmo período, será investido mais R$ 1,093 bilhão, da iniciativa privada, totalizando R$ 1,348 bilhão para o porto.
Mesmo em um cenário de crise econômica internacional e retração da safra de grãos, foram registrados aumento de movimentação nas cargas especificas de soja (16%), milho (65%), trigo (157%) e fertilizantes (19%) e pequena redução de aproximadamente 1% na movimentação total de granéis líquidos em relação ao mesmo período de 2015. Destaque para a consolidação da exportação de gado vivo, com o embarque de mais de 11 mil cabeças de gado maranhense exportados para Venezuela e Líbano.
O foco da gestão neste ano está voltado para a consolidação e o avanço das conquistas de 2015, o que tem gerado interesse dos mercados externos, motivados pelos extraordinários números alcançados em pouco mais de um ano. A implementação de sistemática de acompanhamento de indicadores de performance, aliada a um refinado planejamento estratégico e ao uso de ferramentas de gestão como o Balanced Scorecard (BSC), impulsionam a Emap rumo à sua nova visão que é ser, até 2018, a empresa pública referência em gestão portuária no Brasil.

Durante a apresentação dos resultados nesta terça-feira, o secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, frisou a atenção que a gestão estadual tem destinado ao Porto do Itaqui e o compromisso com a publicidade dos resultados alcançados. “Dada a importância estratégica que tem o funcionamento, a existência e a atuação da Emap, trazemos para conhecimento as principais informações sobre o desempenho do Porto do Itaqui”, explicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário