Banner

Banner

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Hospital Regional Dr. Jackson Lago triplica número de cirurgias programadas em abril



O Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago, no município de Pinheiro, mais do que triplicou a quantidade de cirurgias programadas na unidade de saúde, que passaram de 42, em março, para 156 no mês seguinte, um salto de 271,43%.
O resultado foi registrado após contratação de novas equipes a partir de processo seletivo, coordenado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), em parceria com o Instituto Acqua, gestor da unidade.
De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula, os hospitais macrorregionais viabilizam o atendimento de média e alta complexidade em áreas anteriormente desprovidas de tal nível de assistência. “A partir da consolidação do trabalho dos nossos hospitais regionais, é natural que haja a migração dos procedimentos cirúrgicos para essas unidades, preparadas para isso. A partir daí, alcançamos de modo eficiente e ágil o paciente com demandas mais graves nos municípios e fortalecemos a rede assistencial do Estado”, explicou.
Economia
O hospital Dr. Jackson Lago obteve economia de mais de R$ 137 mil por mês com serviços médicos. A estimativa é que, em um ano, a unidade economize cerca de R$ 1,6 milhão com os novos profissionais. O valor equivale a uma redução mensal de 14,5%, se comparado ao período anterior à realização dos seletivos.
Outros atendimentos também obtiveram crescimento significativo em abril, como as consultas médicas em cirurgia geral, que aumentaram 51,32%, após a chegada da nova equipe de cirurgiões. Em abril foram realizadas 155 consultas a mais que no mês anterior. Como consequência, o hospital também registrou crescimento na quantidade de exames em diversas áreas, com destaque para ultrassonografia (338,72%), radiologia (91,69%), eletrocardiografia (26,57%) e tomografia (15,11%).
Novos serviços
Este mês, a unidade passou a oferecer à população da Baixada Maranhense as especialidades de mastologia e otorrinolaringologia, após a contratação de profissionais nessas áreas. Desde o início deste mês, o hospital conta com um mamógrafo, equipamento que detecta de forma precoce o câncer de mama. Em apenas 12 dias após o início do novo serviço, o hospital realizou 30 consultas de mastologia, agendou 25 mamografias e confirmou uma cirurgia de retirada da mama.
Estrutura
Inaugurado em setembro de 2015 pelo Governo do Estado, o Hospital Regional realizou mais de 115 mil atendimentos à população em seis meses de funcionamento, o que o torna referência no atendimento de aproximadamente 600 mil habitantes de 34 cidades da região.
Na unidade, a população dispõe de serviços de apoio de diagnóstico, com laboratório, tomografia, raios-x, ultrassonografia e endoscopia, além de 122 leitos de internação, sendo 26 de clínica médica, 26 de clínica pediátrica, 26 de clínica ortopédica, 26 de clínica cirúrgica, 12 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e seis de Unidade de Cuidados Intermediários (UCI).
Capacitação
A unidade regional, também, tem investido na qualificação do atendimento. Mais de 30 profissionais participaram de treinamento em Suporte Básico de Vida, que orientou enfermeiros e técnicos de enfermagem sobre os procedimentos necessários para o atendimento de pacientes com parada cardiorrespiratória.

 O encontro proporcionou o contato com técnicas e protocolos universais utilizados para o atendimento deste tipo de emergência e foi ministrado pelo coordenador médico do Hospital Regional, o clínico geral Ricardo Batista. Além da parte teórica, a capacitação incluiu a simulação de diversas situações vivenciadas pelos funcionários da unidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário