Banner

Banner

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Dificuldades, união e trabalho

Por Robson Paz*


São Luís, 1º de Janeiro de 2013. Hospitais de urgência e emergência sob intervenção do estado. Escolas depredadas por vândalos. Malha viária dos bairros destruída. Servidores com salários atrasados. A cidade estava um caos.
A dívida da Prefeitura cerca de R$ 1 bilhão. O orçamento anual de R$ 2,3 bilhões. Repare que a dívida correspondia a quase metade do orçamento previsto. Estava ruim e piorou com o boicote do governo do Estado, por questões políticas, penalizando a população. Único município a não ter convênio com o Estado e a pagar R$ 2 milhões mensais ao Estado, atinentes a dívidas pretéritas.
Tudo isso sob ataque sistemático de império midiático. O ápice por certo está no anedotário da mídia local e, quiçá, nacional. Uma dessas reportagens operou o milagre de fazer “paraplégico” levantar da cadeira de rodas e andar. Esperava por ônibus com elevador para pessoas com deficiência.
Poucas vezes um gestor ludovicense enfrentou quadra tão hostil quanto o prefeito Edivaldo Júnior, nestes três anos e meio.
A posse do governador Flávio Dino renovou as esperanças da população. A tão sonhada e esperada parceria entre governo e município finalmente se concretizou e os resultados começam a aparecer. Mas, eis que o país é tomado pela avalanche da crise econômica e financeira, que assola principalmente os municípios. Hoje, mais de 600 cidades atrasam ou parcelam salários dos servidores.
Contudo, é nas tormentas que se revelam os grandes navegadores. Apesar das dificuldades, há avanços importantes. São Luís mantém em dia salário dos servidores. Os Socorrões atendem à população reduzindo a quase zero a fila de macas nos corredores; unidades mistas de saúde foram reformadas; o Samu e o Hospital da Mulher passaram a funcionar plenamente. O Hospital da Criança está em construção e será ampliado para melhor atender os pequeninos.
A mobilidade urbana melhora com a construção de 14 vias Interbairros – parceria entre os dois governos. Várias intervenções foram realizadas nas principais avenidas para dar fluidez ao trânsito. A histórica e inédita licitação do sistema de transporte da cidade demonstra a responsabilidade e compromisso da gestão. Mais de 400 Km de pavimentação nos bairros da cidade, dos quais quase 100 km resultantes da parceria com o programa Mais Asfalto.
Na habitação, cerca de 10 mil casas populares foram entregues em parceria com o governo federal para a população de baixa renda.
São Luís vive raro momento de união entre governo do Estado e Prefeitura de São Luís. Os tempos de guerra entre os Palácios La Ravardière e dos Leões é coisa de um passado, em que querelas políticas e ideológicas se sobrepunham à população. Agora, prevalece o republicanismo e a parceria institucional, que se espera perene. Para o bem de nosso povo.

Radialista, jornalista. Subsecretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos

Nenhum comentário:

Postar um comentário