Banner

Banner

sábado, 11 de junho de 2016

Qualidade dos restaurantes populares no Maranhão é aprovada por quase 90% dos frequentadores



O Governo do Maranhão divulgou os resultados da pesquisa de satisfação realizada com os frequentadores dos restaurantes populares do Estado. Segundo o levantamento, 87,6% do público aprova a qualidade da alimentação servida. O resultando na nota geral é 4,3, onde 5 representa muito bom e 1, muito ruim. Atualmente, o Maranhão conta com 12 restaurantes populares, sendo sete deles sediados na Região Metropolitana de São Luís.
Para o secretário de estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, a pesquisa reflete o sucesso da política de segurança alimentar que vem sendo implantada na gestão do governador Flávio Dino. “Os números mostram que estamos no caminho certo e que as políticas de segurança alimentar estão sendo bem aplicadas nos restaurantes populares”, avaliou.
Grande parte do público entrevistado avaliou a qualidade da alimentação servida como boa (49,6%) e muito boa (38%), resultando na nota geral de 4,3, onde 5 é muito bom. Mais de 60% dos entrevistados respondeu como ‘muito satisfeito’ sobre o tempo de atendimento dos restaurantes. Mais de 80% também respondeu como ‘muito satisfeito’ para a qualidade do atendimento prestado pelos funcionários dos restaurantes.
O padeiro Joel da Silva Abreu, que acompanhou desde a abertura do Restaurante Popular em Zé Doca, comentou o prestígio dos restaurantes para a população atendida e considerou excelente a refeição. “Está ótimo, aqui você come até matar a fome. A comida está ótima”, frisou. Maria de Fátima, também moradora de Zé Doca, foi conquistada pela qualidade dos alimentos. “Estou gostando. A comida é boa”, disse.
Quase 60% dos entrevistados informou que frequenta o restaurante popular mais de três vezes por semana. De acordo com a pesquisa, o perfil do beneficiado pelos restaurantes populares é homem, com idade entre 21 a 30 anos, cuja escolaridade atingiu até o ensino médio, e que possui renda de até dois salários mínimos.  A pesquisa também indicou que mais de 50% dos beneficiados souberam dos restaurantes populares através de amigos.
A pesquisa foi realizada entre 30 de maio a 3 de junho deste ano, e coletou opiniões de 663 frequentadores. Foram avaliados restaurantes da capital e de cidades do interior do estado. Em São Luís, entraram no balanço os restaurantes dos bairros Anjo da Guarda, Cidade Olímpica, Coroado, Liberdade, Sol e Mar, Maiobão e Ilhinha. No interior, os restaurantes das cidades Chapadinha, Lago da Pedra, Pedreiras e Zé Doca foram analisados.
O secretário de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, lembrou que o índice de pessoas em situação de insegurança alimentar no estado é de 60,9%. Ele explicou que, para reduzir esse indicador, além de ter duplicado o número de restaurantes populares no Maranhão, o governo estadual investe em educação alimentar e nutricional, por meio da oferta de cursos e oficinas gratuitas à população.

Os restaurantes populares servem refeições balanceadas a preços simbólicos, com o objetivo de oferecer nutrição digna à população de baixa renda. O programa Restaurante Popular integra a rede de ações do ‘Fome Zero’ e foi estabelecido em 2003, pelo Ministério do Desenvolvimento Social e o Combate à Fome (MDS). No Maranhão, o programa é administrado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes).

Nenhum comentário:

Postar um comentário