Banner

Banner

domingo, 5 de junho de 2016

Sarney em estado de pânico; o mais será revelado



O ex-senador José Sarney anda apavorado, triste, em constante estado de tensão e medo.
Em depoimentos de delação premiada, Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, disse que repassou aproximadamente R$ 20 milhões de propina para Sarney durante o período que esteve à frente da estatal.
Machado e Sarney eram amigos de mais de 20 anos. O primeiro chamava o segundo de pai e sempre costumava levar chocolate para dona Marly Sarney, mulher do oligarca.
Os dois almoçavam e jantavam juntos frequentemente.
Nas gravações escondidas feitas pelo ex-presidente da Transpetro durante esses encontros, José Sarney aparentou preocupação e quis saber se uma ajuda que ele próprio recebeu de Machado é do conhecimento de mais alguém.
Sarney pergunta: Mas alguém sabe que você me ajudou?
Machado responde: Não, sabe não. Ninguém sabe, presidente.
Agora, para desespero de José Sarney, todo mundo já sabe que ajuda foi essa. Sérgio Machado pagou cerca de R$ 20 milhões desviados da Transpetro para Sarney.
O temor do pai de Roseana Sarney é que Machado revele muito mais dos seus segredos. Outras irregularidades graves podem vir à tona.

Por isso o estado de pânico de José Sarney, que doravante pode ter sérios problemas com a justiça. 20 milhões é apenas a ponta do iceberg.

Nenhum comentário:

Postar um comentário