Banner

Banner

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Ex-diretor da Transpetro que gravou e delatou Sarney vai pagar R$ 75 milhões para se livrar da cadeia


Delator da Lava Jato, o ex-diretor da Transpetro, Sérgio Machado, avisou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que aguarda obter os dados bancários da Petrobrás para concluir o pagamento da primeira parcela da multa estabelecida pelo Ministério Público Federal.
Para evitar ser preso, Machado se comprometeu a devolver R$ 75 milhões aos cofres públicos, 80% para a União e 20% para a estatal. Do valor da primeira parcela, calculada em R$ 10 milhões, R$ 8 milhões já foram pagos na última terça-feira, 5. Agora falta a Petrobrás informar em que conta o delator deve depositar os R$ 2 milhões restantes.
Sérgio Machado gravou e delatou os senadores José Sarney, Romero Jucá e Renan Calheiros como beneficiários da transportadora da Petrobrás. (Texto Estadão)

Um comentário:

  1. Ao meu ver a instituição da delação premiada está sendo um instrumento muito importante para conhecermos a verdadeira face dos políticos denunciados. Ele fez o acordo, é assim que funciona a delação premiada! Que o Sérgio Machado faça mais denúncias e tudo seja apurado.

    ResponderExcluir