Banner

Banner

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Morre a terceira vítima do incêndio criminoso na cidade de Pirapemas



Morreu, nesta segunda-feira (1º), a terceira vítima do incêndio criminoso que aconteceu na noite do último dia 19 de julho na cidade de Pirapemas. Rosilene da Silva Santos estava internada no Hospital Municipal Dr. Clementino Moura, o Socorrão 2, desde a madrugada do dia 20 de julho, com 75% de sua superfície corporal queimada, em estado grave, e não resistiu aos ferimentos. Rosilene era vizinha de Raimundo da Conceição Frazão e Maria Francineth da Silva Frazão, ambos também foram vítimas fatais do incêndio. No total, seis pessoas ficaram gravemente feridas.
O crime, na cidade de Pirapemas, distante 180 km de São Luís, aconteceu no povoado Tiquaras, quando, após uma tentativa frustrada de assalto, uma quadrilha ateou fogo à residência e fugiram. O proprietário da residência, Raimundo da Conceição Frazão, teve cerca de 80% do corpo queimado e lesões provocadas por espancamento, não resistiu aos ferimentos e faleceu.
A casa incendiada está localizada na Zona Rural de Pirapemas e tem difícil acesso, por isso o proprietário da residência armazenava combustível e revendia para os vizinhos. De acordo com informações da Polícia, os bandidos encontraram os galões de combustível, trancaram as vítimas em um cômodo da casa e atearam fogo.
As vítimas, inicialmente, foram conduzidas ao Hospital Municipal Gertrudes Melo para realizar o atendimento emergencial. Em seguida, foram transferidos para o Hospital Geral de Matões do Norte e, agora, encontram-se internadas no Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (Socorrão II), em São Luís.
De acordo com o boletim médico emitido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), três pacientes permanecem internados no Socorrão 2. Agnaldo da Silva Conceição, que teve 60% da superfície corporal queimada, recebeu alta da UTI nesta segunda-feira, 1º de agosto e, agora, segue em recuperação na enfermaria; Celso da Silva Costa, que teve 35% da superfície corporal queimada, recebeu alta da UTI na última sexta-feira (29) e também foi transferido para a enfermaria. Somente Rivelino Marques de Araújo, que teve 80% do corpo atingido pelo fogo, continua na UTI em estado grave, respirando com a ajuda de aparelhos.
PRISÕES

A Polícia conseguiu prender os quatro integrantes da quadrilha. Os dois primeira a serem capturados foram identificados como Antônio da Silva Cruz, de 27 anos, morador de Pirapemas, e Adriano Rocha Nunes, de 23 anos, morador de Santa Rita. Os outros dois integrantes suspeitos de participarem do incêndio criminoso foram presos por intermédio da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) e da Delegacia Regional de Itapecuru. Os dois foram identificados como José Xavier da Conceição e José de Ribamar Pereira dos Santos. (TV Guará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário