Banner

Banner

sábado, 26 de novembro de 2016

Fidel Castro morre aos 90 anos



HAVANA — Ex-presidente de Cuba e líder da revolução comunista, Fidel Castro morreu aos 90 anos, anunciou seu irmão, Raúl Castro, na TV estatal cubana nesta madrugada, sem fornecer mais detalhes. O ex-líder governou a ilha caribenha por quase meio século antes de entregar os poderes a Raúl, em 2008. Veja o anúncio abaixo:
Ele morreu às 22h29 e o corpo do ex-presidente de Cuba será cremado, “atendendo a seus pedidos”, informou Raúl, na TV estatal. Informações sobre o funeral serão divulgadas em breve. Fidel foi visto publicamente pela última vez foi em 15 de novembro, quando recebeu o presidente do Vietnã, Tran Dai Quang.
Em abril, Fidel deu um discurso raro no último dia do congresso do Partido Comunista. Na ocasião, ele reconheceu a idade avançada, mas disse que os conceitos comunistas cubanos ainda eram válidos e o povo cubano “será vitorioso”.
Enquanto seus partidários o elogiaram como um homem que havia devolvido Cuba ao povo, seus oponentes o acusaram de suprimir brutalmente a oposição.
Em agosto, a festa de aniversário de 90 anos de Fidel Castro reuniu mais de 100 mil pessoas na capital cubana. Aposentado há 10 anos, o ex-líder era praticamente inacessível. Só recebia visitas esporádicas de personalidades em sua casa em Havana.
A morte de Fidel Castro encerra 60 anos de história, marcada pelo seu desembarque em Cuba com um grupo de rebeldes do México, em 1956, para conduzir os guerrilheiros que derrubaram o ex-ditador Fulgencio Batista, em 1959.

Desde que se viu foi forçado a deixar o poder, em 2006, a principal atividade pública de Fidel Castro foi a publicação de artigos na imprensa cubana. Em março, dias depois da visita histórica de Barack Obama na ilha, ele publicou uma coluna na qual mostrou sua resistência ante a aproximação com os Estados Unidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário