Banner

Banner

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Professores da UFMA entram em greve por tempo indeterminado



Docentes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) estão em greve, por tempo indeterminado, como forma de protesto contra as medidas anunciadas pelo presidente da República, Michel Temer, tais como a PEC 55 e reformas que retiram direitos, como a do Ensino Média e as das Previdência e Trabalhista.
Os professores decidiram pela paralisação após assembleia geral realizada na última semana. Segundo a Associação de Professores da UFMA (Apruma), os técnicos administrativos da universidade também devem iniciar uma greve prevista para a próxima quarta-feira (30).
Os professores afirmam que o movimento vai acontecer de forma conjunta à ocupação proposta pelos estudantes. Entre as atividades propostas durante o período de greve estão aulas públicas e debates sobre as implicações da aprovação da PEC 56. Segundo os docentes, as ações visam dar corpo ao movimento.

Um grupo de manifestante se concentrou no Largo de São Pedro, no centro histórico da capital, em protesto contra o governo de Michel Temer, PEC 55 e reformas que retiram direitos, como a do Ensino Médio e as das Previdência e Trabalhista. Segundo a liderança do movimento, 400 pessoas participaram do protesto. A PM ainda não divulgou os números.

Nenhum comentário:

Postar um comentário