Banner

Banner

sábado, 17 de dezembro de 2016

Assaltos a ônibus reduzem pelo quinto mês consecutivo na Região Metropolitana


Policiais militares intensificaram as ações de policiamento. 
(Foto: Handson Chagas/Secap)

Diminuíram as ocorrências de assalto a ônibus na Região Metropolitana de São Luís, segundo relatório do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (STTREMA). A queda ocorre pelo quinto mês consecutivo no ano, fruto da série de operações executadas pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA). O trabalho intensificado inclui abordagens em pontos estratégicos, monitoramento dentro dos coletivos e blitzen com barreiras nas principais avenidas da cidade, garantindo maior segurança ao usuário de transporte público.

Segundo levantamento do sindicato, divulgado na quinta-feira (15), em novembro deste ano foram registrados 28 ocorrência a ônibus – 65,4% menos que no mesmo período do ano anterior, quando somaram 81 casos. No comparativo mensal, o segundo semestre apresentou queda gradativa no número de assaltos a ônibus. Julho registrou 68 casos, número que diminuiu em agosto quando somaram 51 registros – 25% menos casos.
A queda se repete em setembro, com 49 casos, e, em outubro, quando apenas 32 ocorrências a coletivos foram registradas, representando queda de 34,6%. Comparando os 11 meses de 2015 e 2016, também houve diminuição dos casos. Este ano, de janeiro a novembro foram 535 assaltos a ônibus; em 2015, foram 568, o que demonstra que houve uma queda de 5,8%. Os dados são fornecidos pelas empresas, a partir dos boletins de ocorrências registrados nas delegacias.
O que já era executado no cronograma regular dos Batalhões continua de forma mais intensa e estratégica, atendendo às demandas colocadas pelo sindicato nas reuniões com a Segurança, explica o comandante de Policiamento de Área Metropolitana 1 (CPAM1), coronel Pedro Ribeiro. “O resultado é o êxito que as operações têm alcançado, garantindo segurança para trabalhadores e população”, reiterou.
Diferente de outras capitais, como Belém, Recife e Fortaleza, onde os assaltos a ônibus só aumentam, em São Luís, o cenário é positivo, compara o presidente do STTREMA, Isaías Castelo Branco. “Felizmente, na capital temos verificado essa redução nos últimos meses. Isso mostra que tem surtido efeito as reivindicações à polícia, no sentido de intensificar as ações”, enfatizou Isaías Castelo Branco.
“Observamos que o crime, que já chegou a índices bem mais preocupantes, vem decrescendo nas estatísticas”, reitera o presidente do STTREMA. Na lista de locais com mais ocorrência, segundo o sindicato, estão a BR-135, seguida pelo Anel Viário e Avenida Daniel de La Touche, além das Avenidas Jerônimo de Albuquerque, Camboa, General Artur Carvalho e São Luís Rei de França, com um caso cada.
Isaías Castelo Branco destacou, ainda, a ação policial no combate a criminalidade dentro dos ônibus, priorizando a segurança dos trabalhadores e dos usuários do sistema e pontuou, ainda, que mais deve ser feito. “Vamos dedicar maior atenção a região da BR 135, onde os assaltos ainda são frequentes. Nossa meta, na verdade, é zerar estes índices. O sindicato segue, permanentemente, atento e de olho nesta situação”, enfatizou.
Operações reforçadas
A Polícia Militar intensificou o combate às ocorrências nos coletivos com as operações ‘Exodus’, ‘Catraca’ e ‘Busca Implacável’ que incluem escolta nos coletivos e policiamento ostensivo percorrendo todos os terminais. Os agentes embarcam nos ônibus ainda nas garagens e percorrem todas as linhas em ação diária. Somado a estas ações a Militar reforçou as barreiras nas ruas da capital e destacou a maior parte do efetivo para o monitoramento das denúncias deste tipo e caso.

A zona rural também recebeu reforço com policiamento destacado para reforçar essas operações nos ônibus. Em complemento às operações da Polícia Militar nas ruas, a Polícia Civil realiza a investigação dos casos. A partir das denúncias, as equipes são mobilizadas para prevenir e impedir os atos. Há vários mandados de prisão expedidos e a Polícia Civil atua em parceria com a Militar para retirar suspeitos de circulação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário