Banner

Banner

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Maioria do STF decide manter Renan na presidência do Senado

Para ministros, por ser réu, o peemedebista deve sair da linha de sucessão da presidência da República, mas não perde chefia do Senado
Exame.com

São Paulo – A maioria dos ministros do STF decidiu manter Renan Calheiros na presidência do Senado, mas tirá-lo da sucessão da presidência da República. A decisão acontece sete dias depois que a mais alta corte do país acatou denúncia contra o peemedebista e o colocou no banco dos réus.
Com isso, os ministros da mais alta corte do país rejeitaram a liminar do ministro Marco Aurélio Mello que determinou, na noite de segunda-feira (5), o afastamento de Renan da presidência do Senado sob o argumento de que réus não podem fazer parte da linha de sucessão presidencial.
O caso gerou um dos momentos mais tensos da crise entre Senado e Judiciário depois que a Mesa Diretora da Casa protagonizou uma clara afronta ao poder Legislativo ao desobedecer a liminar de Marco Aurélio.

Placar do STF: 3 a favor da liminar  x 5 contra. Quantos ministros votaram: 8

Nenhum comentário:

Postar um comentário