Banner

Banner

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Filho de Teori relatou ameaças em maio: “Se algo acontecer com a família, já sabem onde procurar”

Francisco Zavascki escreveu nas redes sociais, no ano passado, que a família sofria ameaças e que havia movimentos variados para frear a Lava Jato, relatada por seu pai, morto em desastre aéreo nesta quinta-feira. Causa de acidente ainda será investigada
Congresso Em Foco


O advogado Francisco Zavascki, filho do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, falecido nesta quinta-feira (19), usou as redes sociais, em maio do ano passado, para relatar ameaças contra a sua família em razão do papel de relator exercido por seu pai na Operação Lava Jato. Na mensagem, ele dizia que havia “movimentos dos mais variados tipos para frear” a Lava Jato e alertava para o risco que sua família corria.
“É óbvio que há movimentos dos mais variados tipos para frear a Lava Jato. Penso que é até infantil que não há, isto é, que criminosos do pior tipo (conforme MPF afirma) simplesmente resolveram se submeter à lei! Acredito que a Lei e as instituições vão vencer. Porém, alerto: se algo acontecer com alguém da minha família, vocês já sabem onde procurar…! Fica o recado!”, escreveu Francisco em seu Facebook.
Na ocasião, o ministro confirmou o teor da mensagem do filho, mas procurou minimizar o assunto. “Não tenho recebido nada sério”, disse em junho à Agência Brasil. O ministro, porém, não deu detalhes sobre as ameaças. O comentário foi feito após uma palestra em Brasília, no dia 6 de junho, quando a imprensa repercutiu a postagem feita no dia 26 de maio pelo filho do magistrado.

Nesta quinta, Francisco confirmou a morte do pai em um desastre aéreo, quando voava de São Paulo para Paraty (RJ), no litoral fluminense. Não há informações sobre a causa do acidente nem a confirmação do nome das demais pessoas que estavam na aeronave, modelo Beechcraft C90GT, prefixo PR-SOM. O avião pertencia ao empresário Carlos Alberto Filgueiras, dono do Hotel Emiliano, em São Paulo e no Rio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário