Banner

Banner

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Hospitais inaugurados pelo governo Flávio Dino realizaram mais de 2 milhões de atendimentos em 2016



O Governo do Maranhão inaugurou, nos dois primeiros anos de gestão do governador Flávio Dino, cinco hospitais, entre macrorregionais e regionais, e conseguiu oportunizar 2.099.002 atendimentos em unidades hospitalares de média e alta complexidade somente no interior do estado. Com as unidades, serviços que antes eram encontrados apenas na capital, atualmente são disponibilizados dentro de estruturas que oferecem à população atendimentos humanizados nas 19 Regionais de Saúde, permitindo a cobertura desses serviços em 142 municípios.
Os mais de 2 milhões de atendimentos em 2016 abrangem a assistência prestada desde a primeira unidade, inaugurada em setembro de 2015: o Hospital Regional Dr. Jackson Lago, em Pinheiro. “Essa foi uma etapa importante adotada pela gestão estadual no sentido de fortalecer a rede de serviços de saúde do Maranhão. O desempenho das unidades caracteriza concretamente os esforços do Governo para manutenção do material médico, dos exames e dos recursos humanos”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.
Em 2016, o Hospital Regional Dr. Jackson Lago realizou 825.482 atendimentos de janeiro a dezembro. Já o Hospital Regional de Caxias Dr. Everaldo Ferreira Aragão, inaugurado em 27 de janeiro, contabilizou 978.870 mil atendimentos. Em agosto, o Governo inaugurou mais duas importantes unidades: os Macrorregionais de Santa Inês e Imperatriz. O Hospital Macrorregional Tomás Martins, em Santa Inês, registrou 202.196 mil atendimentos.
Em Imperatriz, o Hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto, destacou-se por possibilitar na região a realização de importantes procedimentos, como as cirurgias de hérnias e histerectomia, reduzindo uma demanda reprimida na região, atendendo cerca de 440 pacientes em três meses.
No dia 3 de setembro, o município de Bacabal passou a contar com a assistência médica especializada por meio do Hospital Macrorregional Drª Laura Vasconcelos, o qual se destacou de setembro a dezembro, na especialidade de ortopedia, com 468 internações por traumas ortopédicos e 1.104 consultas médicas em ortopedia e traumatologia.
As unidades no interior do estado, de maneira geral, recebem pacientes de média e alta complexidade para cirurgia geral, clínica médica, neurologia, ortopedia, oftalmologia, cardiologia, gastroenterologia, nefrologia, endocrinologia, neurocirurgia, pediatria, cardiologia, obstetrícia, ginecologia, urologia, mastologia, oncologia, dentre outros, disponibilizados em unidades específicas.
O acesso aos serviços está mudando a vida de maranhenses como a vendedora Terezinha de Souza, de 50 anos, que mora em Bacabal. Ela relatou, na inauguração do hospital no município, que uma irmã, anteriormente, precisou de atendimento e teve que sair do município para receber o atendimento, o que agora mudou. “Com certeza esse hospital vai ajudar muito e vai fazer muito bem para a gente”, disse.
Quem também já agradeceu pelo acesso facilitado ao atendimento é a moradora do povoado Fortaleza, zona rural de Pinheiro, Leudilene Costa, de 27 anos. Em março de 2016, seu filho de nove anos foi atropelado por uma motocicleta, socorrido e levado para o Hospital Regional Dr. Jackson Lago.

“Fiquei emocionada com o atendimento que o Eduardo recebeu nesse hospital. Agradeci a todos os médicos que fizeram a cirurgia. Depois fizemos acompanhamento com o nefrologista e recebemos toda assistência. Deus devolveu a vida do meu filho. Fiquei pensando se ele sobreviveria se tivesse que esperar até chegar em São Luís”, relatou, emocionada, Leudilene Costa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário