Banner

Banner

sábado, 4 de março de 2017

‘Carnaval de Todos 2017’ encerra oficialmente neste final de semana com Lava-Pratos em São José de Ribamar



Quem ama o Carnaval e não quer descansar dos dias de folia vai poder brincar um pouco mais no tradicional Lava-Pratos em São José de Ribamar, realizado há 70 anos. O evento, que este ano chega à sua 71ª edição, será realizado no Parque Municipal do Folclore Therezinha Jansen, orla marítima, e estima receber mais de 100 mil pessoas, neste sábado (04) e domingo (05). A festa é promovida pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), e Prefeitura Municipal de São José de Ribamar.
“A folia de Lava-Pratos conta com uma programação que valoriza todos os gostos. Por sua dimensão, diversidade e organização, essa festa em São José de Ribamar é uma das mais importantes do calendário cultural maranhense. Certamente, este ano teremos mais uma edição de sucesso com apoio garantido do Governo do Maranhão”, ressalta o secretário de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), Diego Galdino.
Programação
No sábado (04), a festa começa às 21h, com os shows do grupo N’Gandaya; banda Da 1 Rollé; e banda Energia. No domingo (05), a programação tem início mais cedo, às 13h30, com Samba de Boa; Leiliane Frazão e Banda; Banda Regional Fenix; MC Afonso Twister; Bicho Terra, Pepê Júnior e Gargamel e Os Smurfes.
O público também vai brincar o Lava-Pratos com as escolas de samba Marambaia, Terrestre do Samba, Túnel do Sacavém, Turma do Quinto, Unidos de Fátima e Unidos de Ribamar, além de 15 blocos tradicionais. 
A origem
O Lava-Pratos é considerado por historiadores da cidade como o primeiro carnaval fora de época do Brasil. Teve sua origem em 1946, chamado de “Carnaval da Vitória”, batizado após a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.
Começou quando a Escola de Samba Batuqueiro Naval resolveu, na terça-feira de Carnaval, visitar agremiações em São Luís, dentre elas a Turma da Mangueira, Turma do Quinto e Águia do Samba. As escolas resolveram retribuir a gentileza no primeiro domingo da Quaresma, e deram início à peregrinação até São José de Ribamar sempre que consideradas campeãs do Carnaval da capital maranhense.

Há quem afirme que o nome tem relação com o dia em que os garçons, que trabalharam nos dias de Carnaval, faziam sua folia momesca sempre no fim de semana seguido do período oficial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário