Banner

Banner

quinta-feira, 30 de março de 2017

‘Procon Móvel’ realiza atendimento nos bairros Cidade Olímpica e Vila Janaína na sexta (31) e sábado (1º)



O ‘Procon Móvel’ vai levar, nesta semana, a emissão de documentação básica e atendimento ao consumidor a bairros de São Luís, descentralizando e ampliando a oferta de serviços. A unidade móvel estará, na sexta-feira (31) e sábado (1°), na 3ª Companhia do 6° Batalhão de Polícia Militar do Maranhão (PMMA), na Avenida 2, Rua B, Lote 147, no bairro Cidade Olímpica. E, apenas no sábado, na Unidade de Ensino Básico Roseno de Jesus Mendes, na Avenida Principal s/n, na Vila Janaína.
Estarão disponíveis à população os serviços de emissão da 1ª e 2ª via do RG, inscrição e consulta do CPF, antecedentes criminais e serviços do balcão do cidadão, que incluem emissão de boletim de ocorrência, consultas (NIT, PIS/PASEP, bolsa família), inscrições em concursos e outros serviços online. Também poderão ser realizadas a formalização de denúncia contra empresas e orientação de consumidores e fornecedores.
Para o presidente do Instituto de Promoção e Defesa ao Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA), Duarte Júnior, o atendimento móvel é essencial para que o cidadão obtenha sua documentação básica e possa ter sua cidadania efetivada. “Com as unidades móveis temos a possibilidade de levar os serviços para mais perto da população, ao alcance de todos, e garantindo mais comodidade e acessibilidade”.
Para acessar os serviços do Viva, o cidadão deve estar com os documentos originais. Para solicitar o RG é necessário apresentar a original da certidão de nascimento ou certidão de casamento. A emissão da 1ª via do documento é gratuita. A taxa para 2ª via custa R$ 32,83, mas pode ser gratuita caso o cidadão apresente boletim de ocorrência provando roubo ou furto, ou comprovante de cadastro no Cadúnico do Governo Federal, como o cartão Bolsa Família.

No caso do CPF, o solicitante deve apresentar certidão de nascimento ou de casamento. A inscrição é gratuita, bem como a segunda via. Para menores de idade, é indispensável o acompanhamento dos pais ou responsáveis. Para formalizar denúncias contra serviços e empresas privadas, o consumidor deve estar de posse de original e cópia dos seus documentos originais, além de portar também comprovantes da denúncia, como faturas, contratos, notas fiscais e números de protocolo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário