Banner

Banner

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Maranhão investe mais de R$ 75 milhões em alimentação escolar



O Governo do Estado e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fnde) investiram R$ 75.134.206,91 em alimentação escolar para estudantes da rede pública estadual maranhense, no período letivo de 2016 até o primeiro semestre deste ano. Os números foram divulgados pelo secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, na abertura do Encontro Técnico do Programa Nacional da Alimentação Escolar (Pnae), nesta quarta-feira (21), na Assembleia Legislativa, em São Luís.
O Encontro é promovido pelo Fnde e Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). O objetivo é capacitar gestores, nutricionistas e conselheiros de alimentação escolar, vinculados ao (Pnae). Prossegue, nesta quinta-feira (22), no auditório Pe. Antônio Vieira, no Convento das Mercês (Rua da Palma, nº 502, Centro Histórico de São Luís).
Felipe Camarão disse que o Maranhão avançou na política de alimentação escolar de qualidade, fomentando a aquisição dos gêneros alimentícios da agricultura familiar. “A agricultura familiar, educação e segurança alimentar são políticas prioritárias do Governo Flávio Dino”. O secretário citou como exemplo os Centros de Educação Integral, que estão educando os estudantes na prática da alimentação saudável regular e diária.

A parceria da Seduc com Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação/Maranhão (Undime) para capacitar educadores e técnicos na área de segurança alimentar foi outro tema destacado por Felipe Camarão. “A partir de agosto realizaremos encontros regionais para capacitar profissionais e gestores que trabalham com a alimentação escolar. A Undime e Famem definirão os municípios sedes para que essa capacitação chegue a todos”, informou.
O coordenador de execução financeira do Fnde, Valmo Xavier da Silva disse que o Programa de Alimentação Escolar é um dos mais importantes da educação brasileira. “Vem evoluído ao logo desses anos e o Fnde trabalha para que esse programa seja cada vez mais ampliado e contribua para a formação das crianças brasileiras”.
“É importante oferecer uma alimentação de qualidade, que contribua, sobretudo, com quantidade de nutrientes necessárias para o processo educacional, principalmente na primeira infância”, frisou o secretário substituto de Controle Externo do Maranhão, Lúcio Aurélio Aguiar.


O presidente da Famem, Cleomar Tema, chamou a atenção para a relevância do programa para os municípios. “É preciso que os gestores municipais priorizem a alimentação escolar e os técnicos fiscalizem, desde o armazenamento, o transporte até o chegar aos alunos”.
Presentes na abertura; coordenadora geral do Pnae, Solange Fernandes de Castro; deputada estadual e presidente da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar, Francisca Primo; o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Cleomar Tema; a presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação/Maranhão (Undime), Gorethi Camelo; e o secretário de Educação de São Luís, Moacir Feitosa.
Pnae

O Pnae é voltado para os estudantes da educação básica (educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e educação de jovens e adultos), matriculados em escolas públicas, filantrópicas e em entidades comunitárias (conveniadas com o poder público), por meio da transferência de recursos financeiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário