Banner

Banner

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Com investimentos nas Forças Policiais, índices de mortes violentas caem 12,8% em relação 1° semestre de 2016



O primeiro semestre do ano encerrou com diminuição expressiva no número de mortes violentas na Região Metropolitana de São Luís, comparado ao mesmo período do ano passado. Os dados apontam 12,8% menos casos deste tipo, entre 2016 e 2017, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA). Somaram 376 registros em 2016, contra 328 em 2017, na estatística que inclui os homicídios, a lesão corporal com morte e os latrocínios (roubos seguidos de morte). São os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), critério da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) para medir o nível de violência no país.
O trabalho tem sido intenso para que os índices de violência continuem a diminuir progressivamente, afirma o secretário de Estado da Segurança Pública (SSP-MA), Jefferson Portela. “A gestão do governador Flávio Dino tem tido essa área como uma das prioridades e estamos empreendendo todos os esforços para garantir que o cidadão possa ir e vir sem medo. Os resultados que temos obtido são fruto de ações parceiras entre todos os agentes da Segurança Pública, e contamos com o apoio da sociedade”, enfatizou o titular da SSP-MA.
No conjunto de CVLIs, o período soma 260 registros correspondentes ao ano passado contra 249 deste ano. Uma queda de 4,2% no total geral de crimes deste grupo. Considerando a região, São Luís, que detém o maior número de casos, registrou 242 homicídios no semestre, em 2016; e este ano, caiu para 229 no mesmo período – uma diminuição de 5,3%. A ação policial é constante, firme e direta no combate à criminalidade e resulta de um trabalho coeso com todas as forças da Segurança, destaca o superintendente de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Leonardo Diniz.
“Temos o apoio irrestrito do Governo, do nosso secretário e o reconhecimento da população. As dificuldades existem, mas temos conseguido driblar com planejamento, operações preventivas e ação direcionada para manter a paz e a ordem, garantindo o ir e vir dos cidadãos.”, enfatiza.
O reaparelhamento e reestruturação das polícias Civil e Militar promovida desde o primeiro ano da gestão Flávio Dino, contribuiu para a diminuição do número de mortes, destaca o titular do SHPP.
O superintendente ressalta, ainda, a criação das Superintendências Especializadas nos crimes de maior demanda – a exemplo da SHPP; a descentralização da atividade policial; e a maior integração entre polícia e a sociedade são outros contribuintes para a queda dos casos.

A série de ações promovidas pelo governador Flávio Dino para a corporação – como o aumento de efetivo policial, a aquisição de novas viaturas equipadas e adaptadas à atividade nas ruas e a instituição do Pacto pela Paz – agregam benefícios para o efetivo, melhoras estruturais e a prestação de um trabalho de mais qualidade à população. “São ações que refletem positivamente para a queda dos índices de crime”, conclui o superintendente de Homicídios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário