Banner

Banner

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

As “grandes realizações” do governo Roseana Sarney e que Flávio Dino não continuou

JM Cunha Santos


É uma frase de efeito, copiada sabe Deus de quem, mas Roseana Sarney declarou: “O governo Flávio Dino é o meu governo”. Em vista disso, listamos aqui algumas das “grandes realizações” do governo Roseana Sarney em áreas nas quais o governo Flávio Dino irremediavelmente fracassou.
AGIOTAGEM – Duas quadrilhas se revezaram no Maranhão, durante o governo Roseana Sarney, praticando agiotagem contra os cofres de prefeituras municipais, sob as vistas complacentes do Estado, chegando, em alguns casos, a se apropriar de até 60 % dos recursos dessas prefeituras, em geral destinados a setores sensíveis como saúde e educação.
O governo Flávio Dino mandou prender agiotas e seus prepostos, dando fim à agiotagem no Maranhão o que, para os sarneisistas até então beneficiados, é um sinal de irremediável fracasso.
VIOLÊNCIA – A capital, São Luís, se tornou a 10 cidade mais violenta do mundo no correr dos governos Roseana e a pistolagem e os assaltos a bancos campearam soltos, com cidades sitiadas, assassinatos de líderes rurais, lavradores e quilombolas e assassinos, com a omissão do Estado, protegidos pelo manto da impunidade.
O governo Flávio reduziu todos os índices de criminalidade, acabou com os assaltos a banco, expurgou os pistoleiros do Estado, sem conseguir dar continuidade a mais essa “fantástica obra” do governo Roseana Sarney.
ARRECADAÇÃO – No que tange à arrecadação de impostos, Roseana Sarney e seu Secretário da Fazenda, Cláudio Trinchão acabaram acusados pelo Ministério Público de desviar R$ 1 bilhão dos cofres do Estado, num processo que ainda pode levar os dois à cadeia.
Neste setor, o governo Flávio Dino, aplicando o dinheiro do contribuinte tão-somente em benefício da população maranhense, o que o elevou à condição de 2 melhor governador do país, conforme avaliações de Ongs e da imprensa nacional, também não conseguiu dar continuidade a mais esta “grande obra” do governo Roseana Sarney.
SAÚDE – Roseana Sarney, Ricardo Murad e mais alguns institutos são acusados pelo Ministério Público Federal de desviar R$ 1bilhão da saúde pública do Estado, sendo que em virtude desse crime o então secretário de Saúde foi conduzido coercivamente para depor pela Polícia Federal, sem contar que os gestores desses institutos acabaram na prisão.
O governo Flávio Dino, além de criar a Força Estadual de Saúde, que atua preventivamente nas mais distantes localidades, onde a medicina nunca havia chegado, construiu 5 hospitais regionais que estão funcionando plenamente e salvando milhares de vidas no interior do Maranhão.
EDUCAÇÃO – Como se sabe, Roseana Sarney, com sua fulgurante incompetência e inapetência administrativa, obrigou os estudantes maranhenses a assistirem aulas em escolas de palha, taipa e galpões, enquanto sucessivos secretários da pasta eram acusados de desvios de recursos públicos.
Com o programa Escola Digna, Flávio Dino construiu, reformou e revitalizou mais de 500 escolas, tirando os estudantes maranhenses da companhia de colegas indesejáveis como os piolhos, ratos e baratas das escolas da governadora Roseana Sarney.
SEGURANÇA – Não havia policiais e, portanto, não havia policiamento no Maranhão. O governo Roseana Sarney teve que enfrentar duas greves de policiais que ocuparam ora a Assembleia Legislativa, ora a Câmara Municipal de São Luís. Roseana nunca deu solução ao dilema dos policiais maranhenses, humilhados com baixos salários, falta de viaturas, de armamento e até de gasolina e nenhuma progressão funcional. No correr das greves, o que Roseana fez foi ameaçar a Polícia Civil e a Polícia Militar do Maranhão com tropas federais.
O governo Flávio Dino incorporou mais de 2.000 homens à PM, PC e Corpo de Bombeiros, entregou cerca de 500 viaturas, treinou as tropas e, através de seletivos e concursos, mudou completamente a face do até então sofrível Sistema Estadual de Segurança do Maranhão. Portanto, o desmonte do Sistema Estadual de Segurança promovido por Roseana Sarney foi mais uma “grande obra” que Flávio Dino não quis continuar.


Sobre a declaração de Roseana Sarney, o secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, disparou: “Roseana Sarney revelou que o governo Flávio Dino está fazendo o que ela foi incapaz de fazer. Em 14 anos de governo, ela não fez a metade do que Flávio Dino fez em 2 anos e meio. Finalmente, ela admitiu de viva voz a própria incompetência ao reconhecer o trabalho do governo Flávio Dino”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário