Banner

Banner

sexta-feira, 25 de maio de 2018

A volta do ditador: Sarney ameaça tirar a Rádio Timbira do ar

Conforme-se, Sarney. Não vai mais haver ditadura. Vocês não vão mais poder fechar órgãos de comunicação, perseguir e prender jornalistas e intelectuais.

JM Cunha Santos



Através do deputado Eduardo Braide, Sarney ameaça tirar a Rádio Timbira do ar. E essa é nossa primeira vitória. O caudilho expõe sua face de déspota, de ditador chinfrim, de tirano camuflado e enlameia ainda mais sua biografia de amigo da censura, de regimes de exceção, conforme suas conexões com os porões da ditatura militar à frente da Aliança Renovadora Nacional.
Está com saudades do tempo em que só se lia, via e ouvia o que era publicado em seus órgãos de comunicação, quase sempre mentiras sobre a realidade do país e, principalmente, do Maranhão. Isso mudou. O maranhense sabe, hoje, tudo o que acontece no Brasil e nesse Estado, através da Rádio Timbira e das redes sociais.
E porquê Sarney quer tirar a Rádio Timbira do ar?
Porque foi dito que ele recebeu R$ 18 milhões em propina da Transpetro? Mas não fomos nós, foi a Polícia Federal e, agora, a Procuradoria Geral da República que denunciaram. Nós apenas repetimos as conclusões da Polícia e do Ministério Público Federal.
Porque foi dito que Ricardo Murad e companhia desviaram R$ 1 bilhão da Secretaria da Saúde? Mas não fomo nós. Foram a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Justiça Federal. Nós apenas repetimos o que o Brasil inteiro já sabia e o Maranhão insiste em não esquecer.
Porque revelamos as cambalhotas no Portal da Transparência, através das quais Roseana Sarney e Trinchão teriam desviado outro bilhão, desta feita da Secretaria da Fazenda? Mas não fomos nós que fizemos essa acusação, foi o Ministério Público Estadual que descobriu e denunciou o crime.
Porque noticiamos que Eduardo Braide faz parte de uma tal Máfia de Anajatuba que lesou os cofres públicos de cerca de 40 municípios? Mais uma vez, não fomos nós. A denúncia faz parte de um documento da Polícia Federal amplamente divulgado na última eleição para prefeito de São Luís.
Porque mostramos que o senador Edison Lobão é, provavelmente, o homem mais denunciado por corrupção em todo o mundo? Mas não fomos nós, foram seus próprios asseclas delatores que citaram seu nome na maioria das delações premiadas da recente história do Brasil.
Conforme-se, Sarney. Não vai mais haver ditadura. Vocês não vão mais poder fechar órgãos de comunicação, editar atos institucionais, perseguir e prender intelectuais e jornalistas, nomear prefeitos e governadores. O Brasil mudou e o Maranhão mudou junto com ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário