Banner

Banner

segunda-feira, 21 de maio de 2018

O que dirão os candidatos do grupo Sarney ao povo do Maranhão na campanha eleitoral de 2018

JM Cunha Santos




Edison Lobão dirá que é inocente de todas as acusações de todos os delatores que citaram seu nome na Lava Jato. E acrescentará que a Procuradoria Geral da República incorre em erro, pois não recebeu nenhum centavo dos R$ 46 milhões doados a senadores do MDB, em Caixa 2, pela J&F. E que precisa de um mandato de senador para se livrar de tantas e tão falsas acusações.
Sarney Filho dirá que está cansado, que já trabalhou muito nessa vida e que precisa de um mandato de senador para descansar o corpo e a alma do extenuante trabalho de ser deputado federal e nada mais a vida toda.
Roseana Sarney dirá que não teve nada a ver com o desvio na Secretaria da Fazenda que, segundo o Ministério Público, ultrapassou 1 bilhão de reais e que tudo é culpa única e exclusiva do Trinchão; dirá também que não estava aqui quando Alberto Youssef trouxe aquela mala com R$ 3 milhões, dando início à maior operação de combate à corrupção no país – a Lava Jato.
Ricardo Murad berrará nos microfones que é tudo invencionice, que não houve o desvio de 1 bilhão na Secretaria da Saúde durante sua gestão e que construiu uma porção de elefantes brancos de 20 leitos para que o povo descansasse e não para tratar da saúde de ninguém.
Roberto Rocha dirá que não é traidor, que nunca traiu, apenas quer governar o estado de volta às suas origens, nos braços e sob o comando do senador José Sarney e Michel Temer que são espelhos e conduzem hoje sua conduta política enviesada.
Maura Jorge dirá que não é uma candidata laranja, está mais para tanja que é muito mais acre e que se aliou a Bolsonaro por ser, de fato, adepta da violência oficial, do mandonismo, do autoritarismo e da ditadura que sempre quis implantar no município onde politicamente sobreviveu.
Eduardo Braide vai desmentir a Polícia Federal, vai dizer que nunca teve nenhuma relação com a Máfia de Anajatuba e que só não é candidato a governador porque Roberto Rocha, que já traiu todo mundo, traiu ele também.
Andrea Murad vai jurar por todos os santos que nunca andou de helicóptero fazendo campanha política, principalmente não andou naqueles da saúde pública que deveriam transportar pacientes graves e doentes terminais.
Dirão, ela e Sousa Neto, que o TRF 1 está mentindo que eles não receberam doações suspeitas da Ires Engenharia Comércio e Representações, empresa que abocanhou mais de R$ 3 milhões da Secretaria da Saúde, durante a gestão do pai Ricardo Murad, para obras que nunca foram realizadas no Hospital de Rosário.
E até o próprio Sarney, que nem candidato é porque não tem voto, vai jurar por todos os santos que não é parte do esquema de corrupção na subsidiária de Transporte e Logística da Petrobrás, a Transpetro, que Sérgio Machado é um falastrão que além de falar demais grava demais e que ele, Sarney, nunca viu os R$ 18 milhões que Machado o acusa de receber.
Eles dirão tudo isso em seus discursos; o problema é que o povo não vai acreditar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário