Banner

Banner

terça-feira, 3 de março de 2015

O processo de purificação do sarnopetismo

JM Cunha Santos


O PT de Edinho Lobão pretende desembarcar de mala e cuia no governo Flávio Dino. E talvez isso explique porque, afinal, foi criada a Secretaria da Transparência e Combate à Corrupção. Entendam: eles não serão recebidos de imediato. O que aconteceu com o Fundo de Combate à Pobreza, o que aconteceu no INCRA e na Secretaria de Educação, serão águas passadas. Mas como, ao contrário do socialismo soviético, o socialismo brasileiro não costuma promover expurgos, antes eles terão que passar por um processo de purificação semelhante ao da água benta. A dúvida é escolher um método de purificação que se adéqüe a um dano tão grave quanto o sarneisismo.
Não serão destilados, pois o vapor de Sarney certamente alteraria os organismos próprios do Estado. Além disso, este é um processo lento, muito lento e eles estão com pressa, pois se sentem estéreis desde aquele momento em que, sem saída, Roseana Sarney renunciou com doleiro e tudo.
Podem, no entanto, ser permutados, pois esse método permite a regeneração sem que um único item seja descartado. Embora saiba dos riscos de uma regeneração coletiva, esse é um método que tranqüiliza o governo porque nele o material fica disponível para uso somente quando for necessário. A desvantagem desse método é a falta de filtros e desinfetantes que garantam alguma limpeza quando voltarem a circular nos corredores do Palácio.
Aditivados, nem pensar. Podem confundir com outra coisa. Sem contar que esse processo depende do potencial de rejeição de cada um. E, sendo permeáveis, há o risco de condutividade, ou seja, durante a purificação, ao invés de serem reconduzidos ao socialismo podem acabar conduzindo os reticentes para o sarneisismo.
Nesse processo de passagens múltiplas de um hemisfério para outro, a presença de bactérias sarneisistas pode contaminar muita gente. Pior é que, se acontece por pressão, as bactérias são capazes até de expulsar do organismo governamental  moléculas socialistas que já estavam lá há muito tempo.
Podem ser filtrados, pois certamente encontrarão barreiras físicas à surpreendente mutação, principalmente porque os colóides sarneisistas custam a desgrudar da pele. A vantagem desse processo é que exclui todas as moléculas estranhas à honestidade e à transparência.

Não serão oxidados, pois este processo pode remover todo e qualquer composto orgânico, inclusive a molécula conhecida como “cara de pau”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário