Banner

Banner

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Youssef foi interrogado pela Polícia Civil do Maranhão esta manhã em Curitiba




O doleiro Alberto Youssef, acusado de participação no esquema de desvio e lavagem de dinheiro da Petrobrás, prestou depoimento na manhã de hoje (25) à Polícia Civil do Maranhão, na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. A notícia também foi dada a pouco no Jornal Hoje, da Rede Globo, junto com a informação sobre o depoimento do ex-deputado Pedro Correa à Polícia Federal. 
Em agosto do ano passado, a ex-contadora de Youssef, Meire Poza confirmou em depoimento à PF que Youssef pagou propina ao governo do Maranhão, em troca do recebimento de precatórios para a UTC/Constran.
De acordo com Poza, após o pagamento da propina, que teria chegado a R$ 6 milhões, o governo do Maranhão começou a liberar os recursos dos precatórios para a empresa. Pela intermediação, Youssef teria recebido, segundo a contadora, cerca de R$ 12 milhões.
Em nota, a UTC/Constran negou ter sido beneficiada com "antecipação de pagamento no Maranhão". De acordo com a nota, "com o propósito de encerrar uma discussão e evitar mais protelamento, a empresa concordou com uma proposta apresentada pelo gestor público".
Ainda na manhã desta quinta, o ex-deputado Pedro Corrêa também será ouvido na sede da PF. O interrogatório, conforme a PF, será sobre inquéritos do Supremo Tribunal Federal (STF) que envolvem suspeitos com foro privilegiado como deputados e senadores. Corrêa está preso no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

(G1 - com edição)

Nenhum comentário:

Postar um comentário