Banner

Banner

quarta-feira, 16 de março de 2016

Centro de Neurodesenvolvimento

Editorial JP, 16 de março


A inauguração em São Luís de um Centro de Referência em Neurodesenvolvimento (Ninar) e que também beneficia crianças vítimas dessa espécie de mal do século que atingiu todo o Brasil, a microcefalia, revela, mais uma vez, a disposição dos governos estadual e federal de combater os males carregados pelos bigodes do mosquito Aedes Aegypti. Vencer essa luta requer um trabalho conjunto de toda a sociedade, mas a convocação e a estrutura para tanto dependem, naturalmente, de ações de governo.
Iniciativa desenvolvida em parceria com o Instituto Acqua, a inauguração do Centro de Neurodesenvolvimento contou com a participação do governador Flávio Dino, do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, deputado Othelino Neto e secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco. A presença dessas autoridades referencia a disposição do povo maranhense em vencer as febres trazidas pelo mosquito, além de muitos males neurais pouco combatidos, o que demonstra que o Maranhão ainda se mantém distante da crise na saúde pública que aflige grande parte do o país.
Entendendo-se que a pediatria do neurodesenvolvimento se ocupa do desenvolvimento da criança e do jovem até o diagnóstico de suas perturbações e intervenção, é possível aferir a importância de um centro como este. Trata-se de acompanhar a interação dos fatores biológicos intrínsecos à criança mediante os estímulos do meio ambiente. E isso inclui diversas competências sensoriais como a visão e audição, a comunicação e a linguagem, o comportamento, os afetos, emoções etc. Um centro médico capaz de identificar e diagnosticar, em sua origem, deficiências motoras como a paralisia cerebral e a microcefalia, déficits cognitivos, perturbações da comunicação e do comportamento, além de hiperatividade com déficit de atenção, autismo e dislexia.
A simples citação de todas essas oportunidades já coloca a criança maranhense num universo novo e peculiar da medicina. Sem contar que, conforme o governador Flávio Dino, o Ninar veio para, além da assistência às crianças, ser também um espaço de capacitação dos profissionais de saúde da área e de pesquisas sobre doenças neurológicas.
O alcance dessa conquista pode ser medido até pela função dos especialistas lotados no Centro de Neurodesenvolvimento.  São pediatras, neuropediatras, oftalmologistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, enfermeiros, assistentes sociais, psicopedagogos e terapeutas ocupacionais.

Sendo mais um passo a caminho de um sistema de saúde resolutivo, o Centro de Neurodesenvolvimento ocupa uma enorme lacuna no que tange ao tratamento pediátrico no Estado. Crianças com problemas neurológicos passam a dispor de oito consultórios, salas de acolhimento e de reabilitação. O centro é, sem dúvida, uma conquista do poder público que muda todo o histórico da pediatria no Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário