Banner

Banner

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Braide a caminho da derrota, para o bem de São Luís e sossego do Maranhão

JM Cunha Santos


Foi tempo demais até que pudéssemos falar de um governo honesto no Maranhão. O governo Flávio Dino vai completar dois anos sem que ninguém sequer ouse suspeitar de algum tipo de improbidade, qualquer  irregularidade, o mínimo sinal de corrupção.
Foi tempo demais até que um prefeito, Edivaldo Holanda Júnior, ganhasse prêmios de honestidade de entidades distintas do Brasil. O governo Edivaldo Júnior vai completar quatro anos sem as máculas dos desvios de recursos públicos, sem as feridas insuportáveis do enriquecimento ilícito, sem notícias de apropriação indébita do patrimônio da população.
A honestidade na vida pública é a obra principal desses dois governos e o será de qualquer outro, de qualquer cidade ou estado, nesses dias conturbados de profanação econômica, social e política no Brasil.
Digo isso porque pairam muitas suspeitas sobre Eduardo Braide, por sua proximidade com o sarneisismo sustentado a propinas, conforme denúncias do doleiro Alberto Toussef e tantos outros compungidos à delação. Digo, porque é suspeito que seu chefe de gabinete na Assembleia, Fabiano Bezerra, fosse um homem acusado pelo Ministério Público de agiotagem e outras práticas delituosas junto a prefeituras do Maranhão.
Eleger Eduardo Braide passa a ser uma temeridade, se não por ele mesmo, por suas perigosas ligações. Ele pode ser simplesmente um fenômeno eleitoral inesperado, mas pode muito bem ser uma arma de Sarney para pavimentar a volta ao poder, aquele poder corrupto das malas de dinheiro nos hotéis de luxo, dos assaltos à Petrobrás, das negociatas com precatórios, estradas fantasmas e muito mais.
O que peço é apenas que silenciem um pouco, pensem com mais vagar que o dinheiro do povo, finalmente, está sendo aplicado em benefício do povo, em agricultura, rodovias, pavimentação, segurança, água, esgoto, saúde, educação e no combate à extrema pobreza que o mal sarneisista financiou.
Braide é uma incógnita com raízes no sarneisismo; Edivaldo representa a conquista da primeira parceria concreta entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís. O governador é amigo do prefeito Edivaldo Júnior.  Fabiano Bezerra e Fernando Júnior, caçados pelo Ministério Público, são amigos de Braide.

Braide esconde os que o apoiam, omite os que patrocinam sua campanha, mas felizmente, a julgar pelo que mostram os institutos de pesquisas, está a caminho da derrota, para o bem de São Luís e sossego do Maranhão. Sarney, nunca mais!

Um comentário:

  1. Quanta sujeira por parte de vocês, blogueiros. Quanta imparcialidade e imoralidade existentes.
    O Edivaldo deve estar pagando muito bem para vocês, né?
    Que vergonha!!!

    ResponderExcluir