Banner

Banner

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Mais de 540 crianças dizem não às drogas durante formatura do Proerd em São Luís



“Aprendi com o Proerd que dizer não para as drogas é dizer sim para a vida. As escolhas que fazemos são decisivas para o nosso bem ou para o nosso mal. Por isso quero estar sempre pronta para fazer a escolha certa”, trecho da redação lida pela aluna ‘proerdiana’ Ellen Victória, da escola municipal São Raimundo, durante a solenidade de formatura de 545 alunos no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).
O evento aconteceu no último sábado (28), em São Luís, no auditório Paulo Freire (UFMA). Foram 545 alunos, de 11 escolas municipais da zona rural de São Luís, que juntos entoaram o juramento Proerd, dizendo não às drogas e à violência e sim à educação, à família e à vida.
O projeto é realizado pela Polícia Militar do Maranhão (PMMA) em parceria com as secretarias de educação do estado ou município. Nesta formatura, a PM contou com o apoio da secretaria de educação do município de São Luís e da empresa Alumar.
Para a coronel Maria Augusta, do Comando de Segurança Comunitária (CSC) e Coordenadora Estadual do Proerd no Maranhão, o programa é uma ferramenta social que estimula os alunos a se defender contra as mazelas (drogas e violência) da vida. “Estamos plantado no coração dessas crianças, a semente do bem, para que no futuro possamos colher bons frutos, bons cidadãos” finalizou a coronel.
O diretor da Alumar, Heider Teixeira, falou que a Instituição sempre se preocupa com responsabilidade social, sustentabilidade e educação, principalmente nas comunidades que estão em seu entorno. O diretor exaltou o projeto desenvolvido pela PM e confirmou o apoio da Alumar para os anos subseqüentes do programa. Finalizou parabenizando todos os formandos pela conquista.
O coronel Jorge Luongo, subcomandante da Polícia Militar do Maranhão, iniciou sua fala parabenizando toda a equipe do Proerd que não tem medido esforços na aplicação do programa nas escolas do Maranhão. Parabenizou também, os pais e professores pela confiança na PM e no programa. Finalizou deixando um recado para todos os formandos. “Vocês, após concluírem esse programa, têm em mente aquilo que é correto, que é se afastar da drogas lícitas e ilícitas, além de prevenir e evitar que seus amigos e familiares se aproximem desse perigo. Parabéns! Obedeçam seus pais e confiem na PMMA”. Conclui o oficial


Participaram também do evento o coronel Eduardo Simplício, do Comando de Policiamento de Área Metropolitano 3 (CPAM-3), o delegado Breno Galdino, secretário de segurança de São Luís, o professor Protásio Cézar, representando a reitoria da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), além de representantes da secretaria de educação do município, oficiais e praças da PM, e familiares dos formandos.
Saiba mais


O Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência, tem como base o programa norte-americano de sucesso denominado D.A.R.E. (Drug Abuse Resistance Education), criado em 1983, na cidade de Los Angeles. Chegou ao Brasil em 1992 na Polícia Militar do Rio de Janeiro, atualmente é desenvolvido em todos os estados da Federação.
O principal objetivo do programa é prevenir e resistir o uso de drogas e à violência em crianças que estão cursando o Ensino Fundamental. O curso é ministrado por policiais militares fardados, durante 10 semanas, com uma aula semanal e uma hora de duração. Os alunos recebem o auxílio de material e kits de fardamento especialmente desenvolvido para o programa.
Durante o curso, o policial militar acompanha o semestre letivo da escola e desenvolve atividades educacionais com lições em sala de aula. Além da presença nas salas de aulas, a PM atua nas proximidades das escolas com o Ronda Escolar que realiza o patrulhamento externo das unidades escolares.

Por Anselmo Oliveira – Ascom SSP

Nenhum comentário:

Postar um comentário