Banner

Banner

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Roseana Sarney alugou prédio do próprio pai e pagou milhões

O governador deve ficar atento. Essa aliança entre a direita corrupta do Maranhão, a direita corrupta prestes a ir para a prisão em Brasília e informantes de torturadores, ainda pode lhe trazer muitas dores de cabeça.

JM Cunha Santos

Roseana Sarney: milhões pelo prédio do papai
Usando o poder da televisão e a influência de Alexandre Garcia, que tantos colegas de profissão deve ter enviado para os porões da ditatura militar, no programa “Bom Dia Brasil”, Sarney e a direita corrupta do resto do país se juntam para tentar ridicularizar o governo Flávio Dino por conta de um aluguel de míseros R$ 9 mil reais, do qual o governador sequer podia ter conhecimento.
Mas já se sabe que Roseana Sarney alugou um prédio de propriedade de seu próprio pai, o senador José Sarney pelo qual o governo do Maranhão pagou milhões. E isso não surpreende porque no governo Roseana os recursos alocados para o Sistema Mirante de Comunicação superavam os recursos orçamentários destinados ao Sistema Estadual de Agricultura. Mas este é um outro assunto sobre roubo de dinheiro público do qual trataremos mais tarde. 
E Andrea Murad, que viu seu pai, Ricardo Murad, ser conduzido à força pela Polícia Federal para prestar depoimento em virtude de outro rombo de R$ 1 bilhão, este não na Secretaria da Fazenda, mas na Secretaria da Saúde, juntou os cacarecos da TV Mirante e foi promover barraco em frente ao prédio da Funac. A mesma Andrea Murad acusada de fazer campanha em helicóptero pago com dinheiro público.
Eles são ridículos. Um governo democrático, como frisou o próprio governador Flávio Dino, não vai pedir atestado ideológico ou de filiação partidária para celebrar contratos. Um governo corrupto, sim, paga milhões a um sistema de comunicação de propriedade da própria família da governadora, em detrimento de outros órgãos de comunicação, dinheiro que poderia ter sido investido em agricultura, programas sociais, saúde, segurança e educação, como faz o governo Flávio Dino.
E estão tão apressados em criar problemas para o governo que o jornal O Estado do Maranhão denunciou o aluguel de um prédio no Calhau para a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares, sem se dar conta de que o prédio é espólio do ex-prefeito de Buriti Bravo, Wellington Coelho, do DEM e não do PC do B e compadre de um dos filhos de Jose Sarney.

O governador Flávio Dino, no entanto, deve ficar atento. Essa aliança entre a direita corrupta do Maranhão, a direita corrupta que está prestes a ir para a prisão em Brasília, com aval de informantes de torturadores, ainda pode lhe dar muitas dores de cabeça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário