Banner

Banner

segunda-feira, 13 de março de 2017

Folha de São Paulo registra trabalho de recuperação de Pedrinhas



O jornal Folha de S. Paulo reconheceu, esta semana, o trabalho que vem sido desenvolvido pelo Governo Flávio Dino na melhoria do sistema prisional do Maranhão. O registro ocorreu em reportagem sobre a indenização a que o estado foi condenado a pagar aos familiares de presos, pelo massacre que aconteceu durante a gestão Roseana Sarney, no início de 2014. 
Ao falar da indenização, a reportagem do jornal Folha de S. Paulo registrou as melhoras que o sistema vem recebendo durante a gestão Flávio Dino. “Desde 2015 são tomadas medidas para mudar esse cenário. O Estado não registra rebeliões com mortos ou feridos há mais de 2 anos”, registra o jornal. 


O jornal ainda cita as políticas do governo Flávio Dino que estão permitindo essa melhora: “Entre as iniciativas para melhorar as condições carcerárias no Maranhão, o governo destaca a entrega de seis novas unidades prisionais, totalizando 1.167 novas vagas. Mais duas estão em construção e outras duas em licitação. Atividades de ressocialização dos detentos também estão entre as medidas promovidas pela gestão Flávio Dino”. 


A Folha lembra que “em 2015, Pedrinhas foi considerada uma das cinco piores prisões do país em condições para os detentos, ao lado do complexo do Curado, no Recife, da Penitenciária Lemos Brito, em Salvador, do Presídio Central de Porto Alegre e do presídio Urso Branco, em Porto Velho (RO)”.

Um comentário:

  1. A segunrança no Brasil em 13 anos de Petismo piorou ASTRONOMICAMENTE!

    É... velho e encantado Maranhão!

    Bom. É preciso mudanças com criatividade, mudanças sui-generis — mesmo que pequenas!

    O PT é BREGA d +

    Todos PeTralhas, ¿já observaram?, são sempre BARANGOS. Mesmo vale para as PeTralhas, que são BARANGAS.

    Será por quê?

    É O BRASIL DE 13 anos de PeTê…

    o Petismo É de um vigarismo & picaretagem simultâneas!

    O PT (juntamente com Satélites: PSOL; PCdoB) adora PICHAÇÕES e todo tipo de breguices. O mesmo se pode falar de uma tal de Coração Valente: baranguice política.

    A educação (e a ARTE), como desejava Cristovam Buarque ainda no ínicio desse século com um projeto fabuloso, abortado pelo populista & vigarista Lula em seu 1º governo, tinha que ter sido PRIORIDADE. Não foi. Eis aí o PeTê.

    Sim, é hora de se livrar de trastes.

    ResponderExcluir