Banner

Banner

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Fernando Sarney, o perigoso turista daqui

JM Cunha Santos


Fernando Sarney foi confundido com um turista em manifestação oficial do governo do Estado e isso alimentou a mídia desafeta nesses últimos dias. Mas logo descobririam que se tratava apenas de um genial golpe publicitário. Afinal, nada, nem ninguém é mais notório no noticiário turístico-policial deste e de outros países que os Sarney.
Para começo de assunto, Fernando Sarney será reconhecido imediatamente em qualquer pardieiro da jogatina internacional:
“É o dono daquele cassino em Las Vegas onde as apostas com dinheiro público varavam a noite”. “É o irmão daquela governadora campeã de Pif Paf que um dia, entediada com o nada fazer, propôs a seus secretários: De volta ao Baralho”.
E eis algumas das razões pelas quais a foto de Fernando Sarney foi escolhida para ilustrar a propaganda:
Turismo Cultural - Sabiam os autores da peça publicitária que em tempos de São João, no Maranhão, não poderia haver maior atrativo para os turistas nacionais e internacionais que uma foto em alto relevo do principal indiciado na Operação Boi Barrica, da Polícia Federal.  
Turismo Acadêmico – Há um certo tipo de acadêmico que jamais resistirá à sua imagem. Afinal, foi ele o principal líder do Grupo Poli 1978, de origem na Escola Politécnica de São Paulo, segundo a polícia uma organização criminosa instalada na administração federal que evadiu divisas da Nação para a China, a Conchincina e o Caribe.
Turismo Esportivo – Fernando Sarney é uma bomba de efeito retardado para esse tipo de turismo. Braço político da CBF e na condição de vice-presidente, turbinou financeiramente campanhas do pai, José Sarney e da irmã, Roseana Sarney. Mas sua imagem é atrativa também porque o mundo esportivo espera pela delação do ex-presidente da instituição, Ricardo Teixeira, apostando que o garoto propaganda Fefê tem fortes ligações com o setor de propinas da CBF. Vai chover de turista no Maranhão querendo ver esse gol contra.
Turismo Empresarial – Nesse aspecto, a peça publicitária com Fernando Sarney de garoto propaganda foi pensada para o futuro. Com ele na capa, o destino turístico natural de Marcelo Odebrecht e Ricardo Pessoa, por exemplo e dentre muitos outros, será o Maranhão. Assim que saírem da cadeia. E trazendo com eles outras figuras proeminentes do Turismo de Propina, como Alberto Youssef, o homem das malas de dinheiro que desembarcaram aqui no Estado.

O problema é que até toda essa gente sair da prisão é provável que todos os Sarneys já tenham entrado e, nesse caso, Fernando Sarney não servirá mais como atração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário