Banner

Banner

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Centro de São Luís recebe maior volume de obras de requalificação dos últimos 30 anos




O prefeito Edivaldo, a presidente do Iphan, Kátia Bogéa, e o superintendente do instituto no Maranhão, Maurício Itapary, acompanharam de perto neste sábado (14) o andamento dos serviços de requalificação do Centro de São Luís. Considerado um dos maiores investimentos de revitalização realizados na região nos últimos 30 anos, o trabalho na área segue avançando dentro do cronograma previsto. A obra tem como reflexo a preservação de importantes espaços que referenciam a capital como Patrimônio da Humanidade.
Os serviços, executados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com a Prefeitura de São Luís, contemplam as Praças Pantheon, Deodoro, as alamedas Silva Maia e Gomes de Castro, além da reforma da Rua Grande e da Praça Dom Pedro II e o seu entorno. São mais de R$ 50 milhões em investimentos somando o conjunto de serviços em andamento e as obras já entregues. 
Durante a vistoria, o prefeito Edivaldo destacou a grandiosidade do trabalho que está sendo feito na região. "O Centro Histórico de São Luís tem recebido atenção especial da nossa gestão, e essa obra de requalificação urbanística do Iphan, realizada com apoio da Prefeitura de São Luís, é um exemplo. Aqui estão sendo reformados símbolos da cidade, a exemplo das praças Deodoro, Pantheon, as alamedas Gomes de Castro e Silva Maia, a Rua Grande e a Praça Pedro II. Em breve, vamos iniciar também a reforma do Largo do Carmo, em mais uma parceria com o Iphan. Em trinta anos, esse é o maior investimento feito na recuperação do patrimônio histórico de São Luís. É uma obra muito importante para impulsionar a economia no maior centro de comércio da capital e para impulsionar o turismo na cidade. Grande legado do Iphan e da Prefeitura para São Luís", enfatizou, o prefeito Edivaldo que esteve acompanhado da primeira-dama Camila Holanda e do vice-prefeito, Júlio Pinheiro e de secretários municipais.
"São Luís é reconhecida como patrimônio mundial pela Unesco, e nossa responsabilidade como órgão de preservação é muito grande e não medimos esforços para que esse patrimônio público fosse revitalizado", reiterou a presidente do Iphan nacional, Kátia Bogéa. A intenção da obra é restituir o espaço urbanístico à cidade, em conjunto com o maior complexo comercial, que é a Rua Grande. "São obras estruturantes para melhorar as condições do Centro Histórico", reafirma Kátia Bogéa.  


O superintendente do Iphan-MA, Maurício Itapary, aponta o simbolismo da parceria na obra de requalificação do Centro e entorno. "Essa parceria Iphan e Prefeitura é extremamente proveitosa para a cidade e para a população. As obras seguem o cronograma esperado e, sem dúvidas, são de grande importância para a preservação do patrimônio histórico de São Luís. É um projeto extremamente importante para a recuperação do Centro Histórico e externo meu agradecimento à parceria da Prefeitura de São Luís", destaca.
MAIS OBRAS


A obra de requalificação urbanística da Rua Grande vai promover a recuperação das redes subterrâneas de eletricidade; drenagem profunda e esgotamento sanitário; novo conjunto de postes metálicos com iluminação de led; fiação elétrica subterrânea retirando das fachadas dos imóveis; pavimentação de toda a rua com piso de granito nas laterais, blocos intertravado no piso central e marcação de calçada, mantendo nivelamento e contemplando acessibilidade.
No projeto de reforma e restauração da Praça Dom Pedro II e seu entorno, incluindo a Avenida Pedro II e a Praça da Mãe d'Água, estão contemplados serviços como a recomposição de toda a pavimentação em pedra portuguesa; iluminação substituída e ampliada com novas instalações; mobiliário urbano e lixeiras; além de projeto paisagístico com preservação das espécies existentes e complementação com outras novas. 
A fonte luminosa da Praça da Mãe d' Água e a escultura, de autoria do maranhense Newton Sá, serão recuperadas com limpeza mecânica e química, desobstrução dos drenos de água, camada de proteção e polimento para preservar o bronze, troca de tubulações, colocação de bancos, iluminação reformulada com tom artístico e projeto paisagístico. A obra está na fase de conclusão do pavimento do perímetro da Avenida Pedro II e parte central da praça onde fica a escultura da Mãe d'Agua.
PARCERIA
A série de serviços de recuperação de áreas públicas históricas de São Luís se consolidou em 2015, com a ampla obra de recuperação da Praça da Alegria, seguindo com reformas do Teatro Artur Azevedo, Palácio Cristo Rei, Fórum Universitário (prédio dos cursos de pós-graduação em Direito da Universidade Federal do Maranhão), Casarão Tech da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).
O pacote contempla, ainda, revitalização do anexo do curso de História da Universidade Estadual do Maranhão, fachada do Solar dos Belfort (antigo Hotel Ribamar) e revitalização do Museu de Artes Visuais – estas já concluídas e inauguradas. 

domingo, 15 de julho de 2018

Artigo de Flávio Dino: O Maranhão em 1º lugar




Quando apresentei o nosso Programa de Governo em 2014, sublinhei que era imprescindível promover o encontro entre os sonhos de milhões de pessoas e uma nova forma de governar. Movidos a muita energia cívica espalhada por todo o Estado, iniciamos uma caminhada de mudança que completa três anos e meio com uma ótima notícia: pela segunda vez consecutiva, o Maranhão está liderando a lista dos estados que cumpriram o maior número de metas de governo. Elas fazem parte dos compromissos assumidos pelos governantes para serem executadas durante os quatro anos de administração. Chegamos, desta vez, a 95% das metas cumpridas, fato reconhecido pela pesquisa do portal nacional de notícias G1, que avaliou todos os governos estaduais do Brasil. No final de 2017 já havíamos alcançado esse mesmo 1º lugar.
Resultados como este, que temos recebido de outras instituições avaliadoras, são fruto do trabalho e esforços de servidores e cidadãos para construir um Maranhão melhor para todos. Em nosso governo, nos dedicamos a fazer com que a mudança política, oriunda de uma intensa mobilização, se reflita em resultados visíveis. Trazer mais segurança, educação pública e digna, saúde ao alcance de todos, mais igualdade social e combate à corrupção são os eixos de gestão que propomos e estamos colocando em prática. Como confirmou o portal G1, fazemos um governo ficha limpa, sério e eficiente. Importante destacar que outro estudo, divulgado pelo Jornal Folha de São Paulo, coloca o Maranhão como um dos estados de maior recuperação econômica em 2017, o que temos a convicção de que está se confirmando em 2018.
Continuar a mudar o Maranhão só é possível com a participação de todos – buscando unir nossos sonhos a atitudes cotidianas transformadoras. O projeto que defendemos tem sido aprovado e significa um importante passo para a conquista de mais direitos para todos os maranhenses. Ou seja, enquanto o Brasil vive um período de cortes de direitos e serviços públicos, o Maranhão está firme, na direção certa.
Nesse mandato, muita coisa mudou. Enfrentamos uma grave crise econômica em todo o país e, ainda assim, conseguimos por em prática um conjunto de políticas que vão construindo um Estado mais justo e com mais oportunidades para todos. Só pela união de fé e muito trabalho que, hoje, o Maranhão começa a ocupar o primeiro lugar em avaliações positivas. Este, sim, é o lugar em que nosso Estado deve estar.

sábado, 14 de julho de 2018

Márcio Jerry participa de atos de pré-campanha em cinco municípios



Ao longo dos próximos dias o presidente do PCdoB-MA, Márcio Jerry, participa de atos de pré-campanha à deputado federal em vários municípios maranhenses. A intenção é chegar às diversas regiões do estado, ao lado dos pré-candidatos a deputado estadual com que fará as dobradinhas e levando também a pré candidatura do governador Flávio Dino à reeleição.
“Passarei por Timon, Caxias, Chapadinha, São Benedito do Rio Preto e Colinas para apresentar a nossa pré-candidatura, para debater e ouvir população e apoiadores”, destacou Márcio.
Caxias – A agenda começa nesta sexta-feira (13), por Caxias. Ao lado do pré-candidato a deputado estadual, o ex-secretário estadual de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, será feita a apresentação das pré-candidaturas ao leste maranhense. O ato será realizado às 19h, no Marília Eventos (Rua Senador Clodomir Cardoso, 1914, Caxias-MA).
Chapadinha – No sábado (14), será a vez de chegar à região do Baixo Parnaíba. Márcio estará em Chapadinha com a médica Thaíza Hortegal, que deverá disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.
O ato de apresentação das pré-candidaturas será realizado na Residência do Dr. Talvane Hortegal, BR-222/Km 5, Chapadinha-MA. E deve contar com a presença do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, e de várias lideranças políticas da região.
São Benedito do Rio Preto – Fazendo dobradinha com o deputado estadual Fábio Braga, pré-candidato a reeleição, Márcio Jerry estará em São Benedito do Rio Preto, neste domingo (15). O evento acontecerá às 15h, na residência do prefeito da cidade, Mauricio Fernandes.
Colina – Na cidade natal, Colinas, Márcio Jerry fará mais um lançamento da pré-candidatura, na segunda-feira (16). O grande ato, reunindo lideranças, apoiadores e amigos do médio sertão, será realizado no Centro de Ensino Rosa Câmara (Travessa Carlos Gomes, 100).
São Luís- Encerrando a semana de importantes eventos, Márcio Jerry realizará plenária na capital maranhense, na quarta-feira (18). A intenção é debater com apoiadores do projeto, assim como outras plenárias já organizadas, os eixos da pré-candidatura à deputado federal. O evento será as 19h, no Grand São Luís Hotel.

40 escolas em tempo integral, 13 escolas profissionalizantes, 7 hospitais regionais, 750 escolas dignas e não existia nada disso no Maranhão


São tantas obras no governo Flávio Dino, tanto acontecer do que não existia, que a gente se pergunta o que os Sarney fizeram durante 50 anos com os recursos do Maranhão.

JM Cunha Santos


E éramos apenas más notícias. Nos holofotes da mídia nacional, um entre os estados mais corruptos do país; nos pergaminhos da imprensa internacional, um magote de bárbaros decepando cabeças, esquartejando gente viva nas prisões. Essa triste imagem do Maranhão atravessava os 5 continentes do planeta, associada a conluios com corruptos e ditadores estados recorrentes de pobreza absoluta, analfabetismo crônico e indigência hospitalar.
São, hoje, 40 escolas em tempo integral – Não havia nenhuma.
São 13 escolas de ensino profissionalizante, os IEMAs – não havia uma sequer.
São 7 hospitais regionais, dentre outros, mudando por completo a noção de saúde – só existia um, construído pelo governador Jackson Lago.
São 2.500 quilômetros de asfalto, em quase 200 cidades, nas rodovias, ruas e avenidas do Maranhão.
Não havia nada disso e a gente se pergunta o que os Sarney fizeram durante 50 anos com os recursos do Maranhão, o que fez Roseana durante 16 anos governando o Estado.
Diga-se, pois, que o governo Flávio Dino está resgatando não apenas a imagem; está resgatando o próprio Maranhão que, a partir de 2015, começa a contar uma nova história: de primeiro lugar em crescimento econômico no Brasil, de melhor governo do país, entre os primeiros em geração de emprego no Nordeste, de maior volume de investimentos em segurança pública e redução ostensiva da criminalidade, de aumento sistemático da produção e da dignidade do homem do campo.
E éramos apenas más notícias em todo o tempo de mando da dinastia Sarney.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Prefeito Edivaldo anuncia pagamento da primeira parcela do 13º salário




O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) anunciou o pagamento da primeira parcela do 13º salário aos servidores municipais, no próximo dia 20 de julho.
Em sua conta nas redes sociais, Edivaldo afirmou a antecipação é resultado do planejamento financeiro executado pela Prefeitura e pelo compromisso com a valorização do servidor.

Mentiras, mentiras e mais mentiras: o governador da Bahia é apenas o 16º colocado no ranking portal G1


Li uma decisão judicial sobre um blogueiro que chama o governador de bandido, vagabundo, miserável e fuleiro. Daqui a pouco, jornalistas vão sentir vergonha de dizer que exercem essa profissão.

JM Cunha Santos


A população maranhense já se acostumou a ver as notícias do Sistema Mirante de Comunicação com dois pares de óculos, um para ler e outro para não acreditar. Ao Sistema se juntaram alguns Blogs, Sites e Portais. Afirmam, agora, que o governador Flávio Dino não é o que mais cumpriu promessas de campanha, conforme avaliação do portal G1, da Rede Globo, e sim o governador da Bahia, Rui Costa, do PT.
Ocorre que o governador da Bahia é apenas o 16º colocado no ranking do Portal G1 que também na aferição passada já apontava Flávio Dino como o melhor governador do país. Na verdade, o governador baiano deixou de cumprir mais de 40 % de seus compromissos e está mais para pior que para melhor governador do Brasil.
Mas porque eles foram escolher um governador que está em 16º lugar para plantar mais essa mentira e não o segundo ou terceiro colocados, o que seria mais lógico. Não sei. É muito estranha a matemática financeira do Fake News financiado.
Mais estranho, entretanto, é que eles não cansam e estão a transformar o jornalismo maranhense num maldito cabaré ortográfico. Li uma decisão judicial que manda um blogueiro retirar xingamentos contra o governador Flávio Dino e, sinceramente, aquilo é caso de cadeia. Chama o governador de bandido, vagabundo, fuleiro, miserável e “fudido”.
Eu apenas pergunto: Que espécie de jornalismo é esse? Em alguns casos, o jornalismo hoje praticado no Maranhão é caso de cadeia. E digo isso como jornalista. E não apenas pelo desrespeito a autoridades constituídas, mas pelo nível de agressão aos olhos e ouvidos de ouvintes e leitores. Daqui a pouco vamos sentir vergonha de dizer que exercemos essa profissão.

PDT anuncia pré-candidatura de Weverton ao Senado nesta segunda



Com a presença do presidenciável Ciro Gomes, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) lançará, nesta segunda-feira, 16 de julho, às 17h, em São Luís, a pré-candidatura do deputado federal Weverton ao Senado Federal. O evento também terá a participação do presidente nacional do partido, Carlos Lupi, e do governador e pré-candidato à reeleição Flávio Dino (PCdoB), entre outros nomes da política maranhense, lideranças e militantes de todo o estado.

Em 2017 o deputado realizou ao longo do ano oito encontros regionais – o último em Timon - e tem percorrido diversos municípios em todo o estado. Agora, próximo ao período no qual os partidos estão autorizados a promover convenções para a definição dos candidatos para as eleições deste ano, o PDT faz o lançamento oficial da sua pré-candidatura. 

No evento também será lançado um aplicativo de celular, batizado de Rede W, que promoverá a interação entre o deputado e a militância do partido. “Acredito que o mandato do parlamentar é fruto de um trabalho coletivo e as novas tecnologias podem ajudar muito, mantendo as pessoas informadas sobre as ações de mandato, que afinal é de todos”, explica Weverton. 

O evento será realizado no auditório Darcy Ribeiro, no Centro de Convenções do SEBRAE.

Lançamento pré-candidatura Weverton ao Senado
Dia 16/7 (segunda-feira), 17h
Auditório Darcy Ribeiro, Centro de Convenções Sebrae
São Luís-MA


quarta-feira, 11 de julho de 2018

Prefeitura intensifica o trabalho de manutenção asfáltica em ruas e avenidas da capital




A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), intensificou o trabalho de manutenção asfáltica de ruas e avenidas da capital maranhense. As intervenções também incluem a melhoria no sistema de drenagem com a desobstrução de bueiros e reconstrução de poços de visita de logradouros.
O secretário de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, destacou o objetivo da ação. "O trabalho tem o objetivo de melhorar a malha viária da cidade, dando prioridade aos principais corredores de transporte e vias por onde ônibus coletivos circulam nos bairros", ressaltou o titular da Semosp.
As atividades desta terça-feira (10), que iniciaram na Avenida Independência, no bairro São Raimundo, com o revestimento da pavimentação asfáltica, se estenderam por roteiros como o Coroadinho, Avenida dos Africanos, Avenida dos Holandeses, Estrada do Gapara, Residencial Pinheiros, Turu, Jardim São Cristóvão, Renascença II, entre outros locais.

Esse trabalho, executado diariamente pela Semop, trará benefícios para quem trafega pelos locais, a exemplo de Maria José, que destacou a ação que está sendo executada no trecho da avenida que dá acesso ao São Raimundo. "Esse trecho estava precisando de reparo urgente. Aqui, os buracos já estavam comprometendo o trânsito, pois ônibus e outros veículos já estavam passando com dificuldade", disse.
A recuperação do pavimento está sendo feita também no Anjo da Guarda, Centro, Estiva, no corredor de ônibus da Vila Sarney, na Avenida Jerônimo de Albuquerque e na Avenida dos Franceses.
OUTRAS AÇÕES
Com o objetivo de proporcionar maior conforto e segurança à população, a Prefeitura continua realizando uma série de melhorias na iluminação pública em diversos bairros de São Luís. Nesta semana, as equipes estão com atividades no Calhau, Anjo da Guarda, Cohatrac, Cohafuma, Maracujá, Barreto, Centro Histórico e outras localidades.

Bira destaca ranking que aponta Flávio Dino como o governador mais eficiente do Brasil




O deputado Bira do Pindaré (PSB) destacou, na Sessão Plenária de segunda-feira (9), o ranking divulgado pelo portal G1, da Rede Globo, que classifica Flávio Dino (PCdoB) como o governador mais eficiente do Brasil. Segundo a avaliação, o comunista honrou, em três anos e meio, 94,5% de seus compromissos.
O parlamentar frisou que faltam apenas 5% para Dino alcançar o ápice e ressaltou que tal resultado aparece em meio à grave crise econômica e política por que passa o Brasil. Para ele, isto só foi possível graças ao trabalho sério, honesto e comprometido do Governo do Estado.
“O governador Flávio Dino não somente se manteve no topo da lista do G1, como contribuiu para aumentar o coeficiente de eficiência do Brasil. Isto demonstra uma mudança completa de postura de um governante que assume e constrói um programa com a participação popular, ouvindo a sociedade e honrando seus compromissos”, sublinhou Bira do Pindaré.
Flávio Dino aparece no topo da lista do G1. Na sequência, são citados os governadores dos estados de Rondônia (87,88%), Goiás (86%), Ceará (85%), Pará (83%) e São Paulo (79%).  “Estamos no topo da lista, ou seja, somos o número um. E isto precisa ser destacado, porque há muito tempo esperamos uma notícia boa em relação ao Maranhão. Até pouco tempo, só se tinha conhecimento de estatísticas ruins. O Maranhão estava sempre em última colocação em todas as estatísticas. E, agora, começa a chegar notícias boas, mostrando que o estado está no caminho certo e que estamos pavimentando uma estrada segura e consistente”, afirmou.
O deputado acrescentou que o Governo do Estado tem obtido bons resultados em todas as esferas. “Essa notícia nos empolga, pois mostra que estamos fazendo a coisa certa”, concluiu.

terça-feira, 10 de julho de 2018

O centenário do Instituto de Identificação e do Instituto Médico Legal e a evolução da Polícia Técnica no Maranhão

Por: JM Cunha Santos


Desde que no século XIX, anos de 1880, Aphonse Bertillon desenvolveu, na França, procedimentos científicos como mensurações antropométricas, retrato falado, datiloscopia e fotografia, para fins de identificação de criminosos e suspeitos indesejáveis pelas autoridades policiais, a contribuição da Polícia Científica se tornou imprescindível na elucidação de crimes em todo o mundo.
E neste 1 de julho de 2018 o Instituto de Identificação e o Instituto Médico Legal completaram 100 anos no Maranhão. Através de decreto datado de 22 de abril de 1918, o governo do Estado criou o Gabinete para o Serviço de Identificação, reunindo os dois institutos e subordinado à Secretaria de Justiça e Segurança, conforme explicou o superintendente da Polícia Técnico Científica do Maranhão, Dr. Miguel Alves da Silva Neto. Ele conta que o primeiro Gabinete de Identificação ficou sob a direção do Dr. Alarico Pacheco, médico renomado de São Luís que, segundo a historiadora Maria de Lourdes Lauande Lacroix, ao retornar de Paris em 1918 reestruturou o Serviço de Verificação de Óbitos como Gabinete de Identificação e Médico Legal do Maranhão. O Instituto de Identificação e o Instituto Médico Legal permaneceram juntos até o ano de 1934 quando o Interventor Federal do Maranhão editou o seguinte Decreto: Fica dividido, sem aumento de despesa, o actual Gabinete de Identificação em Gabinete Médico Legal e Gabinete de Identificação subordinados ambos à Chefatura de Polícia e com o seguinte pessoal e vencimentos annuaes (…) 
CEM ANOS DEPOIS

Federico Mamede Santos Furtado é o diretor adjunto do Instituto Médico Legal, encarregado da Tanatologia – estudo dos mortos ou necropsia. Ao explicar as funções próprias de cada um desses departamentos, o IML responsável pela produção de provas periciais em pessoas vivas ou mortas, com objetivo de atender à investigação criminal e o Instituto de Identificação responsável pela produção de provas datiloscópicas, Federico Mamede afirma que a Medicina Legal, como um todo, evoluiu muito. “Tínhamos muitos problemas estruturais. Hoje podemos contar até com um Laboratório de Antropologia, capaz de lidar com cadáveres em adiantado estado de putrefação”.
De fato, muitos são os avanços da Polícia Técnico Científica do Maranhão. Outros departamentos surgiram, como o Instituto de Criminalística, Instituto Laboratorial de Análise Forense, Instituto de Genética Forense, Centro de Perícia Técnica de Crianças e Adolescentes, Central de Custódia de Vestígios, que são órgãos autônomos ligados à Superintendência de Polícia Técnico Científica (SPTC).
O Instituto de Identificação e o Instituto Médico Legal completam 100 anos numa época em que a perícia criminal se tornou tão importante para a atividade policial que abastece um sem número de filmes e séries em todo o mundo. É o caso dos CSI que podem ser assistidos na maioria dos canais de TV por Assinatura, ou TV a Cabo, com programação diária no Brasil. E é com visível orgulho que o Superintendente de Polícia Técnico-Cientifica do Maranhão, Dr. Miguel Alves Silva Neto registra que “A Perícia Oficial do Maranhão tem experimentado uma grande evolução e, atualmente, ocupa lugar de destaque nacional em diversas áreas das ciências forenses. Ele destaca a elevada capacitação técnica dos peritos oficiais do Estado e de todo o corpo administrativo e a estrutura de que passaram a dispor a partir do governo Flávio Dino para executar seu mister, com resultados que, inclusive, já foram apresentados em diversos eventos nacionais e internacionais realizados em solo brasileiro. E finaliza afirmando: “É com a certeza de que desde a criação do Gabinete de Identificação da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Estado do Maranhão que os trabalhos periciais aqui realizados têm auxiliado na garantia dos direitos fundamentais e na aplicação da justiça, que comemoramos esse centenário”.


A Superintendência de Polícia Técnico-Científica, SPTC, é um dos órgãos vinculados à Polícia Civil do Estado do Maranhão, o qual tem como atribuição corroborar com a atividade de Polícia Judiciária, além de dar suporte ao Ministério Público e ao Judiciário, na investigação de delitos. Sempre buscando a comprovação da materialidade das infrações penais e de sua autoria, por meio de levantamento e análise científica de vestígios, com fins probatórios, ou seja, pela realização de perícias nos diversos ramos da Criminalística, Medicina Legal, Laboratório de Análises Forense, Genética Forense, Identificação Papiloscópica e Perícia Psicológica e Social em Crianças e Adolescentes vítimas de violência, sendo que todos os vestígios relacionados a crimes serão coordenados pela Central de Custódia de Vestígios Criminais.


Assim, o Instituto de Identificação e o Instituto Médico Legal antecedem, no Maranhão, à própria designação “Polícia Técnico Científica” com todos esses novos ramos da Perícia Criminal que, nos dias de hoje, em todo o mundo, contribuem para uma mais efetiva investigação criminal e hoje são referência para todo o Brasil no Maranhão.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Flávio Dino é o melhor governador do Brasil, mostra ranking do portal G1





Um estudo nacional do portal G1, do Grupo Globo, mostra que o governador Flávio Dino é o que mais cumpriu os compromissos de campanha em todo o Brasil. De acordo com o levantamento, Flávio cumpriu ou está cumprindo até agora 94,59% de todos os compromissos anunciados antes de assumir o cargo.

Dos 37 compromissos avaliados pelo portal do Grupo Globo, 35 foram considerados cumpridos integralmente ou em cumprimento. Isso equivale a uma taxa de 94,59% de eficiência.

O governador que fica mais perto de Flávio Dino no levantamento do G1 é o de Rondônia, com 87,88%. Em seguida, vêm o de Goiás (86,36%), o do Ceará (85%), o do Pará (83,3%) e o de São Paulo (79,41%).

Entre as promessas cumpridas, estão as de criar escolas integrais, abrir novos hospitais, criar nova universidade, aumentar o número de policiais e adotar transparência na gestão.

Ranking anual

O ranking do G1 é divulgado anualmente desde 2015, sempre no início do ano. Desta vez, o G1 fez a divulgação na metade do ano como parte do material especial da cobertura eleitoral.

No levantamento anterior, divulgado em janeiro, Flávio Dino já aparecia no topo da lista, acima de todos os outros governadores. Agora ele manteve a posição já conquistada.

O Brasil não quer Lula na prisão; quer ele de volta à Presidência da República

Juízes não podem permanecer completamente alheios ao clamor social, principalmente ante uma condenação contestada por grande parte dos juristas do país.

JM Cunha Santos


Os recentes episódios político-jurídicos envolvendo o ex-presidente Lula nos obrigam a reflexões e consultas que remetem a uma discussão secular: se o juiz não deve nada à sociedade, se não pode estar submetido ao clamor social e se não pode julgar emocionalmente. Mas é preciso considerar que nem sempre os juízes podem permanecer alheios ao clamor popular. E o ex-presidente Lula, evidentemente, é tema desse debate mesmo estando na cadeia.
Todas as pesquisas, manifestações, indignações, indicam que o povo brasileiro não quer Lula na prisão; quer Lula de volta à Presidência da República e isso é parte do conjunto da opinião pública em todas as classes sociais.
Na verdade, há julgadores que preferem ceder à comoção das massas e outros que se mostram completamente refratários à opinião pública. Antônio Galvão, juiz de Direito titular da 1ª Vara Judicial do Tribunal do Júri de Itapecirica – São Paulo, entende que o juiz deve considerar as circunstâncias e consequências do crime que englobam a maior ou menor repercussão social. E o desassossego do povo brasileiro com a prisão de Lula é incontestável. O Brasil, repetimos, não quer Lula na prisão; quer ele de volta à Presidência da República. Essa é uma verdade sobejamente divulgada nos meios de comunicação que, para o jurista Antônio Galvão, são fontes legítimas para se aferir, com razoabilidade, os anseios da sociedade, não devendo o julgador ignorar o todo que o cerca.
Para o jurista Régis Fernandes de Oliveira, assim como o juiz não deve manter-se completamente alheio ao clamor social, a sociedade não tem que manter-se alheia à interpretação da norma jurídica. E sabemos todos nós o que a grande maioria da sociedade brasileira pensa da condenação de Lula. Diz Regis Fernandes que “A grande massa excluída dos benefícios sociais raramente se manifesta, mas existe a comunidade estruturada, vinculada a organizações e que querem discutir a sociedade em todos os seus aspectos”. Essa comunidade não pode ser ignorada num episódio como o de Lula, até porque já se manifesta, via sindicatos, igrejas, partidos políticos e outras organizações da sociedade civil.
Assim, é incompreensível que a interferência de um juiz em férias, Sérgio Moro, suprima a decisão de um juiz de plantão, Rogério Favreto, e não apenas pela fugacidade dos argumentos que sustentaram a revogação, conforme demonstrou o governador Flávio Dino, mas também porque o Poder Judiciário não deve se comportar como uma casta de semideuses, imune a tudo o que a sociedade deseja e quer.

domingo, 8 de julho de 2018

Flávio Dino aponta que Moro e Gebran não têm poder para impedir liberdade de Lula



Aprovado em primeiro lugar no mesmo concurso prestado por Sergio Moro, o governador maranhense Flávio Dino explica, de forma didática, como a perseguição ao ex-presidente cria uma anarquia jurídica e um vale-tudo judicial. Ele também explica por que tanto Moro como João Pedro Gebran estão agindo de forma ilegal ao impedir a liberdade de Lula. "No tempo em que havia alguma consistência e coerência no Direito praticado no Brasil, somente órgão colegiado do TRF 4ª Região poderia revogar ordem de Habeas Corpus deferida por desembargador. Com a ultrapolitização da Justiça, aí temos esse vale-tudo deplorável", diz ele. "Nesse mesmo tempo passado, um juiz de 1º grau não impedia cumprimento de decisão de Tribunal de 2º grau. Qualquer que fosse ela, certa ou errada. Em 28 anos de atuação profissional jamais vi coisa igual. Nesse mesmo tempo passado, só havia um desembargador de plantão, previamente designado e mediante publicação antecipada. Agora vale-tudo e prevalece a lei do mais forte, mesmo que isso seja a morte do Direito. Consequências políticas desse amontoado de casuísmos: baixa credibilidade nas instituições; quebra da legitimidade do poder do Estado; esvaziamento das eleições; acirramento dos conflitos sociais. Basta ler as pesquisas de opinião para constatar."
Confira, abaixo, sua sequência de tweets:
No tempo em que havia alguma consistência e coerência no Direito praticado no Brasil, somente órgão colegiado do TRF 4ª Região poderia revogar ordem de Habeas Corpus deferida por desembargador. Com a ultrapolitização da Justiça, aí temos esse vale-tudo deplorável.
— Flávio Dino (@FlavioDino) 8 de julho de 2018
Nesse mesmo tempo passado, um juiz de 1º grau não impedia cumprimento de decisão de Tribunal de 2º grau. Qualquer que fosse ela, certa ou errada. Em 28 anos de atuação profissional jamais vi coisa igual.
— Flávio Dino (@FlavioDino) 8 de julho de 2018
Nesse mesmo tempo passado, só havia um desembargador de plantão, previamente designado e mediante publicação antecipada. Agora vale-tudo e prevalece a lei do mais forte, mesmo que isso seja a morte do Direito.
— Flávio Dino (@FlavioDino) 8 de julho de 2018
Consequências políticas desse amontoado de casuísmos: baixa credibilidade nas instituições; quebra da legitimidade do poder do Estado; esvaziamento das eleições; acirramento dos conflitos sociais. Basta ler as pesquisas de opinião para constatar.
— Flávio Dino (@FlavioDino) 8 de julho de 2018

LULA LIVRE NESTE DOMINGO! DESEMBARGADOR DO TRF-4 MANDA SOLTAR EX-PRESIDENTE


Brasil 247


O Tribunal Regional Federal da 4ª Região deferiu uma liminar para que o ex-presidente Lula seja solto ainda neste domingo (7). A informação é da colunista Mônica Bérgamo. O desembargador Rogério Favreto acatou habeas corpus apresentado na sexta (6) pelos deputados Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira, do PT, pedindo que ele fosse libertado imediatamente pois não haveria fundamento jurídico para a prisão dele.
O plantão do TRF-4 acaba de confirmar a informação. Segundo o plantonista Luís Felipe Santo, os parlamentares estão agora na sede da Polícia Federal tentando fazer com que a ordem seja cumprida.

O Sampaio Correia é campeão de futebol do Nordeste e o Maranhão é campeão de crescimento econômico do Brasil

JM Cunha Santos



Em síntese, a própria vida é como um campeonato de futebol: uma eterna disputa pelos primeiros lugares. Parabéns ao Sampaio Correia que ergueu a taça de campeão do Nordeste, quase ao mesmo tempo em que, infelizmente, a seleção brasileira caia nas quartas de final da Copa da Rússia. Parabéns ao Estado do Maranhão, cujo Produto Interno Bruto cresceu quase 10 vezes o tanto que cresceu o PIB do Brasil.
O Sampaio Correia ganhou o campeonato vencendo times da primeira divisão (Série A, como dizem hoje) e o Maranhão ganhou o campeonato de desenvolvimento econômico deixando para trás grandes estados e estados ricos como Rio de Janeiro e São Paulo.
Pois é. Enquanto os craques do Sampaio Correia vasavam as defesas adversárias com gols de placa, os craques do governo do Maranhão já haviam emplacado um crescimento de 9.7 % no Produto Interno Bruto do Estado, conforme relatório Itau-Unibanco divulgado pelo jornal Folha de São Paulo. Quase 10 vezes o crescimento do PIB nacional, que ficou em 1 % e quase 10 vezes o do Nordeste, que ficou em 1,7 %.
Para nosso orgulho, enquanto o Sampaio Correia mostra que tem cacife para disputar qualquer campeonato nacional, neste ano de 2018, inclusive no Grupo A, a equipe do Governo Flávio Dino festeja as projeções de outras instituições financeiras, como a do Banco Santander, segundo as quais o Maranhão vai liderar o crescimento entre os Estados também em 2018. A previsão de crescimento do Brasil, neste ano é de 2,5 % e a do Maranhão vai bem mais longe, atingindo quase 5 %.
É, sarneyzada, recolha-se à sua insignificância administrativa. Em 50 anos vocês não fizeram nada que mereça algum destaque. Mas no primeiro trimestre deste ano apenas 4 estados do Nordeste tiveram alta na geração de empregos, entre eles o Maranhão. Cinco tiveram queda. Na observação destes dados, o governador Flávio Dino declarou: “O Maranhão já se destacava em investimentos na segurança pública, em obras, na redução da criminalidade, no pagamento do maior salário aos professores e, agora, se destaca no crescimento da economia”.
E vamos mais longe: o governo do Maranhão é, provavelmente, o que mais construiu e reformou escolas em apenas 3 anos (mais de 700 escolas dignas), além dos IEMAs, UEMA Sul e investimentos nas universidades estaduais. Fez, também, grandes investimentos na saúde pública, inclusive com a construção de hospitais regionais, além de ter melhorado muito o até então reduzido Índice de Desenvolvimento Humano do Maranhão.
Só podemos desejar que os craques do Sampaio Correia continuem vazando as defesas adversárias neste ano e que os craques do governo do Estado continuem driblando a crise econômica brasileira e conquistando mais vitórias para o Maranhão.

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Divulgado resultado final do concurso da Polícia Militar do Maranhão




Divulgado na quinta-feira (5), o resultado final do concurso público da Polícia Militar do Estado Maranhão (PMMA) para os cargos de 1º Tenente do Quadro de Oficiais de Saúde e Soldado do Quadro de Praça Policial. No total, mais de 100 mil pessoas se inscreveram para participar do certame.
O concurso, que teve edital de abertura publicado em setembro de 2017, visa o preenchimento de 1.171 vagas para o cargo de soldado e 43 vagas para o cargo de 1º Tenente do quadro de Oficiais de Saúde da corporação, além de formação de cadastro de reserva.
A listagem com o resultado final pode ser consultada no site do Centro Brasileiro de Pesquisas em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), empresa que realizou o certame: http://www.cespe.unb.br/concursos/PM_MA_17/.

A bola rola e é gol da fome

JM Cunha Santos



Ah, o escrete de 70, os 90 milhões em ação...Pra frente Brasil, do meu coração. Leonid Brejenev comandava o exército mais poderoso do mundo, Richard Nixon ainda estudava espionagem, o cruel ditador Garrastazu Médici insistia em escalar a seleção e a gente respirava o “Milagre Brasileiro”. Milagre da censura, da tortura, do exílio, mas milagre, afinal. E a Jules Rimet seria derretida, da mesma forma como, hoje, Michel Temer derrete o valor do trabalho e a alma do trabalhador. Com José Sarney a tiracolo, ontem, como hoje, protagonistas das desgraças políticas deste país.
Havia fome na minha rua. Eu conhecia os mendigos da cidade, que moravam pendurados na estrada de ferro por onde os trens passavam soltando apitos agonizantes. Mas eu não tinha lido ainda que para Spielberg “O futebol bem jogado é o mais belo espetáculo de imagens do mundo”, nem que para George Orwell “O futebol é uma mímica da guerra” ou que para Joseph Goelbels, o carrasco da propaganda nazista, “Para fazer um povo esquecer a fome ou seus mortos na guerra, uma vitória no futebol pode ser melhor que a tomada e destruição de uma cidade inimiga”.
Havia fome na minha rua, mas quem tinha tempo de sentir fome diante das imagens de Pelé, Gerson, Rivelino, Tostão e Jairzinho com uma bola nos pés?
O infalível Nelson Rodrigues escreveria que “Fora as esquerdas, que acham o futebol o ópio do povo, todos os outros brasileiros se juntam em torno da seleção”. Já foi assim, Nelson Rodrigues. Hoje, temos no Maranhão um governador comunista que além de construir e recuperar mais de 700 escolas em pouco mais de três anos, também consegue ser comentarista de futebol.
Havia fome na minha rua, mas agora é como se aquele tempo voltasse. Chegamos às quartas de final e uma queda de Neymar é motivo para mais comentários e sofrimentos que as quedas sucessivas nos preços das ações da Petrobrás. Registrando, Nelson Rodrigues, a máxima culpa da direita corrupta que hoje governa este país.
É quase como se tivéssemos que enfrentar outro “Milagre Brasileiro”. Se aquele era o milagre da censura, da tortura e do exílio, este é o milagre das malas de dinheiro circulando nos hotéis, inclusive o Hotel Luzeiros do meu humilde Maranhão. É o milagre do aumento diário da gasolina, dos botijões de gás vazios e da lenha queimando, dos sindicatos enfraquecidos por inadimplência compulsória, dos lobos caçados pela Polícia Federal disputando cadeiras no Senado, do golpismo copiado do Brasil para o Maranhão.
E, de milagre em milagre, eu também preciso de um. Não sei como vou pagar a camisa original da seleção que comprei no cartão de um crédito que eu não tenho porque, outro milagre, hoje, Nelson Rodrigues, as esquerdas também se juntam em torno da seleção.
“A bola rola e é gol da fome”, eu escreveria na década de 70 numa canção. E como isso é atual.
Brasil e Bélgica. Quatro a zero para o Brasil.

quinta-feira, 5 de julho de 2018

IEMA é ampliado em Axixá, Mirinzal inaugura Maranet e Icatu recebe Mais Asfalto




O governador Flávio Dino fez uma série de entregas nas cidades de Axixá, Icatu, Mirinzal nesta quarta-feira (4). Entre elas, está a ampliação da Unidade Plena do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) em Axixá, que oferece ensino profissionalizante aos alunos do ensino médio.
Isso significa que os alunos saem com o diploma regular e também prontos para o mercado de trabalho. Inaugurado em 2017 o prédio de Axixá já contava com quatro salas de aula, auditório, refeitório, diretoria, sala dos professores, salas administrativas e laboratórios de informática, biologia, matemática e física.
O prédio atende a estudantes não só do município de Axixá, mas também dos vizinhos: Rosário, Morros, Cachoeira Grande, Presidente Juscelino e Icatu.
Agora o prédio do IEMA de Axixá conta com mais um bloco com banheiros masculinos e femininos acessíveis, 12 novas salas de aula, equipadas com mobiliários novos, data show e escaninhos.


A Unidade Plena de Axixá tem 320 estudantes matriculados, em turno integral (manhã e tarde), em cursos profissionalizantes nas áreas de Guia de Turismo, Informática, Eletrotécnica e Serviços Jurídicos. De acordo com a gestora geral do IEMA de Axixá, Lea Cristina Paixão, com a ampliação, a expectativa é iniciar o ano de 2019 com mais de 450 estudantes.
“Nossa expectativa com essa ampliação é que tenhamos ainda mais conforto. Nossa unidade já é bastante procurada por pais e responsáveis. No início deste ano já superamos todas as expectativas de matrículas e agora estamos felizes por poder receber ainda mais estudantes, dessa forma integral e profissionalizante e integrada ao Ensino Médio, com conforto e espaços adequados e de qualidade”, disse ela.
Para o estudante da 2ª série do Ensino Médio Profissionalizante em Informática Samuel Santos, 16 anos, a unidade escolar propicia mais aprendizado e principalmente, qualificação profissional: “Eu, inclusive, já viajei para outros estados representando o Maranhão em disputas nacionais de robótica e competições e informática. Essas são oportunidade que, se não fosse o IEMA, eu não teria”
Em Axixá, Flávio Dino também entregou uniformes para alunos da rede pública estadual.
Mirinzal


Na cidade de Mirinzal, o governador entregou um novo ponto da Maranet, deu início a novas obras do Mais Asfalto, distribuiu fardamentos para alunos da rede estadual e fez a entrega simbólica do Canal no Povoado Estiva.
O Maranet permite conexão gratuita com a internet para até 200 pessoas ao mesmo tempo. “É uma inovação muito boa”, diz a estudante Cleice Vieira.
Flávio assinou a ordem de serviço para o início de uma nova etapa das obras do Mais Asfalto com investimento de R$ 1,5 milhão; e outros R$ 500 mil serão destinado em breve. O prefeito Jadilson lembrou que o governador já havia entregado outras obras na cidade, como uma nova escola.
“E agora a gente pode ver as máquinas do Mais Asfalto trabalhando, várias ruas vão ser beneficiadas. E recebemos também a notícia de que vamos ser contemplado com mais ruas”, disse o prefeito.
Flávio Dino lembrou que a presença do Governo do Estado na cidade tem sido reforçada desde 2015, com escola, equipamentos agrícolas, ônibus escolar e outras ações. Nesta semana, foi paga a primeira parcela do pagamento da construção do novo estádio.
Icatu
Na cidade de Icatu, Flávio Dino inaugurou outro ponto do Maranet, entregou 3.310 fardamentos e vistoriou obras do Mais Asfalto.


“Vamos alcançar os 217 municípios do Maranhão com o Programa Mais Asfalto, que com certeza vai melhorar muito as condições de trânsito nesses municípios e a vida da população no dia a dia”, comentou o secretário de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto.

PF vê indícios de corrupção e lavagem de dinheiro de Edison Lobão e Jader Barbalho na obra de Belo Monte

Por Vladimir Netto e Mariana Oliveira, TV Globo, Brasília


Relatório elaborado pela Polícia Federal aponta indícios de que os senadores Edison Lobão (MDB-MA) e Jader Barbalho (MDB-PA) foram beneficiados com desvios na obra da usina hidrelétrica de Belo Monte, um dos maiores empreendimentos para geração de energia do mundo.
Os agentes apontaram suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por parte dos parlamentares, investigados em um dos inquéritos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.
O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, defensor de Edison Lobão no caso, disse que tenta autorização de acesso ao relatório. Ele afirmou que, embora desconheça o teor do documento, acompanha a investigação e diz que não há elementos capazes de incriminar o senador.
O senador Jader Barbalho afirmou que o relatório é uma "leviandade" e uma "barbaridade" porque não tem nenhum fundamento relacioná-lo à obra de Belo Monte.
"Nunca tive nenhum encontro sobre a obra e nunca recebi nada desta gente, nem telegrama de aniversário".
De acordo com a Polícia Federal, o objetivo do inquérito é apurar se houve pagamento de propina para políticos, embora a investigação também tenha apontado indícios de irregularidades no leilão de Belo Monte.
A suspeita é que as empresas responsáveis recebiam dinheiro público para executar a obra, e parte dos valores era desviada para pagamento de propina a políticos
O relatório da PF, concluído em maio, está atualmente nas mãos da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que poderá denunciar os parlamentares ao Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas provas já coletadas. O relator do caso no STF é o ministro Luiz Edson Fachin.
Além de depoimentos de delatores das empreiteiras Andrade Gutierrez e Odebrecht, investigadores identificaram e-mails, registros de entrada nos prédios, pagamentos registrados no sistema de pagamento de propina da Odebrecht – o Drousys – e informações sobre entregas dos valores.
Segundo a PF, também há indícios dos mesmos crimes por parte do filho de Lobão, Márcio Lobão, e do ex-senador Luiz Otávio Campos, aliado de Jader, que seriam os operadores da propina paga pelas empresas.
Os dois foram alvos da Operação Leviatã, em fevereiro do ano passado, que recolheu provas para o inquérito.
O advogado Aristides Junqueira, que defende Márcio Lobão, afirmou que não teve acesso ao relatório e por isso não pode comentar. Segundo ele, no ano passado, quando foram autorizadas buscas envolvendo Márcio Lobão, foi uma operação descabida e baseada apenas na palavra de um delator.
Quando foi deflagrada a Operação Leviatã, no ano passado, o ex-senador negou envolvimento.
Para a PF, há elementos que indicam que os parlamentares foram beneficiados.
De acordo com o documento, os parlamentares "solicitaram, por seus emissários – e, ao que tudo indica, receberam – em concurso, vantagem indevida em razão da função pública que tinham".
A Polícia Federal justificou no relatório o fato de não terem sido localizadas provas diretas contra os senadores. Segundo o documento, autoridades costumam utilizar terceiros para tratativas irregulares, sem atuar diretamente.
"O emprego de pessoas interpostas por altas autoridades é expediente habitual (...), não sendo exigível, para a imputação de responsabilidade penal (...) ser flagrado aventurando-se pessoalmente em tratativas escusas", diz o documento.
Filho de Lobão
Delatores e depoimentos narraram repasses por meio de Márcio Lobão, que teria supostamente sido indicado pelo pai para operacionalizar os valores.
O filho de Lobão, conforme o relatório, se apresentou aos executivos das empreiteiras do consórcio da obra em uma série de reuniões individuais em março de 2012, na sede da construtora Andrade Gutierrez, no Rio.
Essas reuniões ficaram registradas no e-mail do ex-diretor da Andrade Gutierrez Flávio Barra e na portaria do prédio onde fica a empresa.
Flávio Gomes Machado, outro ex-diretor da Andrade, disse que Lobão pediu R$ 500 mil a serem entregues para o filho e relatou que providenciou R$ 250 mil.
Segundo ele, o dinheiro foi levado em caixa de camisas com uma sacola. Depois, disse ter recebido reclamação de Márcio Lobão de que faltavam R$ 10 mil.
"Há, assim, informações convergentes e de diversificadas origens a indicar a atuação contumaz de Márcio Lobão como arrecadador financeiro no interesse de seu pai e do grupo político que integrava", afirma o relatório.
Conforme o documento, chegou a ser negociado pagamento de R$ 11 milhões a Lobão em 2012.
A PF narrou que uma das entregas teria ocorrido no final de fevereiro de 2014.
Segundo a investigação, Márcio Lobão esteve na sede da Odebrecht em 17 de fevereiro para reunião com Ênio Silva. No mesmo dia, Ênio pediu por email que fosse feito um pagamento de 500 mil reais para o codinome "Esquálido", que segundo as investigações se trata de Edison Lobão.
Dias depois, o Drousys, sistema de pagamento de propina da Odebrecht, registrou em 26 de fevereiro de 2014 a liberação de valores com senha "Cadete".
A operação também constou de planilha de um doleiro preso, Álvaro Novis, que contou que o pagamento foi feito por uma transportadora de valores, a Transexpert. A PF diz que foi à Transexpert e um funcionário confirmou a entrega.
Ex-senador
Segundo os investigadores, durante a construção da hidrelétrica, as construtoras pediram um reajuste no contrato, por meio de um aditivo, que aumentaria o orçamento. Para pressionar os políticos, pararam de pagar propina.
Foi quando, diz o relatório, Edison Lobão chamou Flávio Barra para uma reunião na casa dele e começou uma nova negociação, com um novo operador - o ex-senador Luiz Otávio Campos.
Flávio Barra, por orientação de Lobão, disse ter ido à casa de Luiz Otávio. O novo operador cobrou e ouviu que os pagamentos só seriam retomados com o aditivo aprovado.
Conforme a PF, apesar de ter sido indicado por Lobão, o ex-senador tinha "laços fortes com o senador Jader Barbalho e com o filho Helder Barbalho, que chegou a ser ministro do governo Dilma.
Flávio Barra apresentou Luiz Otávio Campos aos empresários em 13 e 14 de agosto de 2014 em Brasília. Encontros estavam registrados no calendário do Outlook do ex-diretor da Andrade.
Segundo as suspeitas, o dinheiro repassado ao senador chegou a ser depositado em contas de um cunhado dele. Conforme a PF, em 2014, "foram centenas de chamadas envolvendo terminais relacionados a ambos".
Delações premiadas
No documento de 122 páginas, a PF destaca que o inquérito foi aberto a partir da delação premiada do senador cassado Delcídio do Amaral e que recebeu reforço das colaborações de Luiz Carlos Martins, da Camargo Corrêa; Flávio Barra e Otávio Marques de Azevedo, da Andrade Gutierrez; Augusto Roque, Antônio Carlos Daia e Henrique Valladares, da Odebrecht.
As suspeitas são de que empresas que atuaram na obra da hidrelétrica teriam dado vantagens indevidas a PT e MDB em razão de "compromisso" fechado pela Andrade, ao ganhar a obra, com o então ministro Antônio Palocci, hoje delator da Lava Jato.
Ex-diretores disseram que políticos pediram expressamente que 1% do faturamento com a obra fosse destinado ao PT e ao MDB, dividido em partes iguais.