Banner

Banner

sábado, 23 de setembro de 2017

Prefeitura entrega no bairro Santa Cruz escola totalmente reformada e climatizada


No mês em que São Luís celebrou 405 anos de fundação, o prefeito Edivaldo tem cumprido uma intensa agenda de entrega de obras. Nesta sexta-feira (22), o gestor inaugurou a Unidade de Educação Básica (U.E.B.) José Assub, localizada na rua Santa Laura, bairro Santa Cruz. A escola, climatizada, integra um pacote de mais de 60 já inauguradas, entre as quais as U.E.Bs. Henrique de La Roque e Alberto Pinheiro que estão entre as entregues este mês. A meta é entregar, até o fim do ano, 120 unidades requalificadas.
Além de escolas, o prefeito também entregou em setembro dois Ecopontos - no Renascença e Residencial Esperança - e 21 casas no Coroadinho, beneficinado famílias remanejadas de áreas de riscos. "São ações positivas que estamos realizando na cidade. Temos trabalhado pela população. Esta é mais uma escola tradicional da nossa rede que estamos entregando totalmente reformada", sublinhou o prefeito Edivaldo que tem reservado as noites para vistoriar as obras de intervenção no trânsito da capital, já que os trabalhos ocorrem com mais intensidade no período noturno.
Acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda e do vice-prefeito Julio Pinheiro, Edivaldo foi recebido com festa por ex-alunos, pais de alunos, alunos, professores, gestores e pessoas da comunidade.
Os vereadores Gutemberg Araújo, Paulo Victor e Joãozinho Freitas; e os secretários Breno Galdino, da Segurança com Cidadania; Ivaldo Rodrigues, da Agricultura, Pesca e Abastecimento; e Romeo Amin, do Desportos e Lazer; prestigiaram a solenidade.
EDUCAR MAIS 

A requalificação da U.E.B. José Assub, localizada no bairro Santa Cruz, integra o programa Educar Mais, lançado em junho deste ano pelo prefeito Edivaldo. Entre os pilares do programa constam a reforma da rede escolar; implantação de sistema próprio de avaliação, sistema de gestão, de formação fundamentadas e programa de qualificação de professores, entre outras metas objetivando elevar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A última obra realizada na unidade - reforma e ampliação- foi na administração do prefeito Jackson Lago, em setembro de 1991.
O vice-prefeito Julio Pinheiro destacou o esforço que o município tem feito para garantir escolas atrativas para contribuir com o desempenho escolar dos alunos em São Luís, com espaços de estudo adequado e saudável. "É mais uma inauguração de uma escola que desempenha um grande papel social. O papel que o processo de ensino e aprendizagem pode fazer por nossa vida", disse o vice-prefeito Julio Pinheiro.
"Me sinto muito feliz em estrar entregando mais uma escola. Educação é um compromisso desta estão. Já entregamos mais de 60 escolas graças ao planejamento e compromisso do prefeito Edivaldo. Este será o grande legado que ele deixará para a histórica desta cidade", destacou o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa.
 OBRAS

As obras realizadas nas instalações da escola incluiu a substituição de piso, telhado, instalações elétricas, sanitárias e hidráulicas, revestimento de parede, pintura interna e externa da escola. Também foram adquiridos novos equipamentos, como carteiras para estudantes e professores, armários, bebedouros e para a cozinha do refeitório. Houve também a adequação de um espaço para ser utilizado como laboratório de computação.
Segundo informou a diretora Tatiana Martins, a U.E.B. José Assub conta com 402 alunos regularmente matriculados nos três turnos, mas com capacidade de ampliação deste quadro. A escola oferece vagas para o Ensino Fundamental Menor (1º ao 5º ano "), Maior (6º ao 9º ano) e Educação de Jovens e Adultos (EJA). "As matrículas ainda estão abertas. Durante o período que a escola esteve em obras os alunos estavam em férias. A partir de segunda-feira estarão de volta para cumprirmos o ano letivo de 200 dias", diz a diretora. 

Mãe de aluna e ex-estudante da U.E.B. José Assub, Maria Josiane falou, durante a cerimônia de entrega das obras, em nome da comunidade escolar. Ela lembrou que solicitou ao prefeito a reforma da escola no período da campanha eleitoral de 2016. "Estou muito feliz de ser atendida no pedido que fiz ao prefeito", disse a moradora.

Os irmãos Ana Kayrone e Kaylon Teixeira Ferreira, respectivamente matriculados no 5º e 3º anos, foram até a escola para acompanhar a inauguração. "O que estou gostando é que não teremos mais calor. Antes era muito ruim. A escola está linda", comentou Kayrone.

“Entregamos uma viatura nova a cada 32 horas”, diz Flávio Dino ao chegar à marca de 730 veículos



Continuando os investimentos em Segurança Pública para estimular a cultura de paz, o Governo do Maranhão entregou mais 47 novas viaturas nesta sexta-feira (22). Já são 730 entregues desde 2015.
Em solenidade realizada no Palácio Henrique de La Rocque, em São Luís, prefeitos, policiais civis e militares e representantes dos municípios receberam das mãos do governador Flávio Dino as chaves das novas viaturas. Os veículos passam a fortalecer o policiamento dos municípios, em complemento às ações de patrulhamento de ruas, combate ao tráfico de drogas e a todo e qualquer crime contra a vida.
“Nós escolhemos investir na segurança pública, essa é uma escolha consciente. No atual cenário que vivemos, temos que otimizar os recursos e escolhemos entre tantas e tantas urgências que Maranhão possui, investir na educação pública e também na segurança”, disse o governador Flávio Dino.
“Chegamos a um número recorde, em 2 anos e 8 meses de governo, entregamos 730 viaturas para as Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros. Isso equivale a uma viatura nova entregue a cada 32 horas, ou seja, os maranhenses dormem e acordam e o governo já entregou mais uma viatura”, completou o governador.
As novas viaturas servirão também para o Curso de Operações de Sobrevivência em Área Rural (Cosar), braço especializado no combate a quadrilhas de assaltantes de bancos no interior do estado. Todos os novos carros são totalmente adaptados com tração 4×4, aptos a enfrentar todos os tipos de terreno e possuem os mais modernos equipamentos para o uso policial.
“Esse é um reforço considerável para o sistema da segurança pública no interior do estado. Nas últimas duas semanas, tivemos 150 novas viaturas entregues. Hoje foram 47 viaturas; destas, 40 só para a Polícia Civil, número que se soma as outras 100 para a Policia Militar. Cada viatura dessa é uma equipe a mais na rua realizando investigações, prisões, cumprimento de mandados de prisões”, explica o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela.
O prefeito de Itapecuru, Miguel Lauande, ressaltou a importância de receber as viaturas para o patrulhamento da cidade: “As viaturas chegam para preencher um espaço vazio que existia no município. Essa entrega é de grande importância porque beneficia não só a comunidade, mas também melhora o trabalho das policias”.

Foram investidos R$ 18,4 milhões na compra das novas viaturas que atenderão os municípios de Açailândia, Alcântara, Alto Parnaíba, Araioses, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Barreirinhas, Brejo, , Carolina, Caxias, Chapadinha, Codó, Colinas, Cururupu, Governador Archer, Governador Nunes Freire, Humberto de Campos, Imperatriz, Itaipava do Grajaú, Itapecuru Mirim, João Lisboa, Matinha, Morros, Paulo Ramos, Pedreiras, Pinheiro, Presidente Dutra, Rosário, Santa Inês, Santa Luzia, Santa Quitéria do Maranhão, São Bento, São João do Sóter, São João dos Patos, São Pedro dos Crentes, Timon, Tutóia, Vargem Grande, Viana, Zé Doca, e duas para o Cosar.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Lula diz estar preocupado com defesa de intervenção militar feita por general



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse a interlocutores que está preocupado com as declarações do general Antonio Hamilton Martins Mourão em defesa de uma intervenção miliar para conter a crise institucional e política do país. Lula teria dito que é preciso que a sociedade civil "tome as rédeas" para assegurar o processo democrático. Segundo participantes de uma reunião da direção do PT, Lula também teria dito que a fala do general vai de encontro a democracia.
Na última sexta-feira (15), Mourão, que exerce o cargo de secretário de Economia e Finanças do Exército, defendeu que a instituição militar intervenha caso o Poder Judiciário não consiga resolver a crise política derivada dos escândalos de corrupção
Segundo a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hofmann (SC), Lula "ficou preocupado" com as declarações feitas pelo general. "[Lula disse que] A sociedade civil tem que tomar as rédeas do processo e garantir a democracia. Ele ficou preocupado com a fala do Mourão",afirmou.

"As instituições que nós temos precisam caminhar para garantir a democracia. Se há crise política, tem que ser resolvida institucionalmente, pelos meios normais", completou.

Com apoio de Rubens Júnior, Câmara aprova uso de carteira de radialista como prova de identidade



A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou proposta que admite a carteira de radialista como prova de identidade em todo o território nacional. Conforme o texto aprovado, a carteira profissional deve ser emitida pelo sindicato da categoria ou, onde não houver sindicato, por federação devidamente credenciada e registrada junto ao Ministério do Trabalho. O deputado federal Rubens Júnior (PCdoB-MA), membro da CCJ, votou favorável ao tema.
Rubens Junior lembrou que no dia 21 de setembro, é tradicionalmente comemorado o dia do radialista, e comemorou a aprovação como homenagem à categoria. “Como a legislação já regulamentou a Federação Nacional dos Jornalistas para emitir carteira de identidade nacional, não existia motivos para a medida não ser atendida aos radialistas”, disse.
Para ter validade, o documento deverá seguir modelo padrão e conter dados pessoais, fotografia, número de série, entre outros elementos. O radialista não sindicalizado poderá ter carteira de radialista, desde que seja habilitado e registrado perante o órgão regional do Ministério do Trabalho.
O texto aprovado foi consolidado pelo relator, deputado Sandro Alex (PSD-PR), com base no Projeto de Lei 458/15, do deputado Andre Moura (PSC-SE), e outros apensados. A proposta altera a Lei 6.615/78, que regulamenta a profissão de radialista.

Como foi aprovada pela CCJ em caráter conclusivo, a proposta seguirá para análise do Senado, a menos que haja recurso para que seja examinada antes pelo Plenário da Câmara.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Edital para o concurso da Polícia Militar sai até o dia 30, diz Flávio Dino



O governador Flávio Dino confirmou nesta quinta-feira (21) que o edital do concurso para a Polícia Militar vai sair até o dia 30 deste mês. “É também uma forma de gerar empregos”, disse durante entrevista à Rádio 92,3 FM.
O concurso vai ampliar o número de policiais no Estado, que já chegou ao recorde de 12 mil profissionais com as nomeações feitas a partir de 2015.
Flávio também contou que vai entregar mais 47 viaturas nesta sexta-feira (22), chegando à marca de 730 desde 2015. “É o maior número da história do Maranhão”, disse o governador.
Na entrevista, Flávio tratou de diversos assuntos, entre eles o de como administrar o estado em meio a uma severa crise econômica nacional: “É preciso, além de ter vontade de as coisas funcionarem bem, ter planejamento para que os poucos recursos disponíveis sejam usados em prol da população”.
“Temos preocupação com a responsabilidade fiscal. Não pode gastar mais do que arrecada, tem que arrecadar bem e com justiça. Quem pode mais paga mais, quem pode menos paga menos”, acrescentou.

“Em vez de um governo de poucos, temos um governo voltado para os interesses maiores da população. Mesmo quem não gosta do nosso governo reconhece que é um governo com seriedade na escolha das prioridades, que busca fazer as coisas certas, que há muita disciplina.”

Ofício do Ministério da Integração desmente jornal de Roseana sobre desvio de R$ 18 milhões



O jornal O Estado do Maranhão, de propriedade da família Sarney, tentou hoje abafar a grave denúncia que pesa sobre a quatro vezes governadora Roseana Sarney. Uma fiscalização interna do Ministério da Integração Nacional apura desvio de até R$ 18 milhões de recursos destinados para obras emergenciais após enchentes no estado em 2009. À época, o ministro da Integração é o hoje detido Geddel Vieira Lima, das malas de dinheiro, e a governadora que assinou o pedido para os recursos era a hoje candidata a quinto mandato Roseana Sarney.
Hoje, o jornal de Roseana tenta desqualificar a denúncia, apresentando um documento assinado pelo ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho. No documento, Barbalho, aliado dos Sarney, afirma que não há investigação no Ministério sobre desvios na gestão Roseana Sarney.
No entanto, um ofício do próprio ministério desmente o ministro aliado dos Sarney. No dia 10 de março de 2017, ofício assinado pelo coordenador-geral de Prestação de Contas e Convênios, Bruno Dourado, endereçado a José Miguel Lopes Viana, diretor do Departamento Estadual de Infraestrutura e Transporte do Maranhão (Deint-MA) do governo Roseana Sarney, prova que o Ministério da Integração Nacional instaurou um processo de fiscalização com pedido que orienta a glosa de  R$ 18 milhões – com valores atualizados – em contrato realizado pelo Ministério e o governo do Estado.

O ofício faz parte do processo de nº 59050.001042/2009-61 e deixa claro que “não havendo regularização da Avença, o Estado será inscrito como inadimplente no SIAFI, tornando obrigatório o encaminhamento do processo para instauração da Tomada de Contas Especial”. Ou seja, diferente do que o ministro Jader Barbalho afirmou, o Ministério está apurando irregularidades na aplicação das verbas destinadas às enchentes do Maranhão no governo Roseana Sarney.              
Entenda o caso
A investigação do governo federal apura o destino de parte dos recursos repassados ao Governo do Maranhão em 2009 com o objetivo de recuperar rodovias em quase 70 municípios do estado. Os recursos deveriam ter recuperado rodovias após uma enchente no estado. Fiscalização de execução interna do Ministério da Integração Nacional orienta a glosa de R$ 18 milhões – com valores atualizados – em contrato realizado por aquele órgão e o governo do Estado.
O que se viu, no entanto, pelo relatório da fiscalização foi bem diferente. O documento mostra que o Ministério da Integração Nacional viu “descaso”, “desrespeito” e “má-fé” dos executores da obra. O Ministério da Integração Nacional conclui que ao menos R$ 18 milhões transferidos não se transformaram em obras.
Nesta quarta-feira (20), o atual ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, enviou ofício para desmentir o parecer técnico da sua própria pasta alegando que nunca houve fiscalização sobre o assunto.
Hélder Barbalho é filho do senador do Pará, Jader Barbalho, que integra organização criminosa junto com José Sarney, o ‘quadrilhão do PMDB’, suspeitos de receber R$ 864 milhões em propina, segundo a PGR.
O gesto do atual ministro desmentindo técnicos do seu próprio Ministério é um pedido de Sarney ao comparsa Jader para tentar livrar Roseana Sarney de mais um escândalo de desvios milionários, desta vez com Geddel Vieira Lima, que há duas semanas foi preso por possuir um bunker com R$ 51 milhões em espécie, em um apartamento em Salvador.

E assim o ‘quadrilhão do PMDB’ vai atuando junto para tentar se salvar das denúncias milionárias. Nesse caso, Hélder só esqueceu de combinar com os seus funcionários.

Preso suspeito de matar casal de jovens a tiros em Goiânia

Segundo parentes da vítima, o autor é casado com uma prima de Camila Silveira, 28; ela e o noivo, Mário de Moura, 26, foram mortos em casa
Por Murillo Velasco, G1 GO


Um homem foi preso suspeito de matar a tiros Camila Edna Silveira, de 28 anos, e o noivo dela, Mário Silva de Moura, de 26 anos, em Goiânia. Parentes do casal relataram à TV Anhanguera que o autor do homicídio é casado com uma prima da Camila, e teria cometido o crime depois que a vítima revelou à prima que o marido dela a traía. A Polícia Civil confirmou a prisão ao G1, mas não revelou detalhes.
De acordo com a vendedora Mayara Keila da Silveira, prima de Camila, a jovem havia mostrado para outra prima uma foto do marido dela em um bar com um grupo de mulheres. Segundo Mayara, a prima questionou o companheiro sobre a foto, mas ele ficou nervoso, e, ao saber que Camila era quem tinha enviado a foto, ficou nervoso e foi até a casa do casal para matá-lo.
crime aconteceu após as 23h de domingo (17), na casa onde o casal morava, no Residencial Primavera, em Goiânia. Uma vizinha das vítimas contou que ouviu Camila pedir pela própria vida e do noivo. Os dois estavam juntos há 10 anos e, segundo parentes, planejavam se casar. Segundo a Polícia Civil, o suspeito chegou à residência e disparou contra as vítimas. Câmeras de segurança registraram a ação do bandido.
Segundo Mayara, a família achou estranho a prima e o marido não irem ao velório de Camila e Mário. Ela contou que, depois da prisão do suspeito, a esposa dele confessou à família que o companheiro era o autor do homicídio.
Despedida
Parentes e amigos se reuniram para velar o casal por volta de 19h30 de segunda-feira (18), na Igreja Católica da Sexta Etapa, no Conjunto Vera Cruz 2, em Goiânia. Colegas de trabalho deles enviaram coroas de flores para homenageá-los. O enterro aconteceu por volta das 13h20 de terça-feira (19), no Cemitério Santana, também na capital.
Segundo os familiares, Camila é natural de Estreito (MA). Já Mário nasceu em Palmeiras do Tocantins (TO). Conforme amigos das vítimas, Camila era contadora e Mário trabalhava em uma rede de farmácias. O estudante Marcos Vinícius Pereira dos Reis, de 17 anos, contou que era muito próximo deles e fica sem entender o que aconteceu.
“Saíamos muito, íamos muito para igreja, eram muito gente boa, não tem o que falar deles. Viviam no trabalho, não tinham inimizade com ninguém. Todo mundo era amigo deles. Fiquei chocado quando soube”, contou.
Crime
Vídeo registrado por câmeras de segurança mostra quando o carro em que o autor do crime estava chega à casa das vítimas. No canto superior do vídeo aparece o veículo estacionado na frente da residência. Em seguida, uma pessoa desce do carro. Momentos depois, é possível ver uma pessoa caindo ao chão e uma pequena luz. Por fim, o autor entra no veículo e foge do local em marcha a ré.

“Não tinha teto, não tinha nada”, diz professora sobre barracão substituído por Escola Digna

“As paredes eram só aqui na metade, o telhado era de palha e quando passava algum carro, enchia tudo de poeira”, conta a professora de 60 anos – mais da metade deles, 35, dedicados à profissão.

Narcisa Corrêa na antiga escola do povoado Bacuri. (Foto: Handson Chagas)
“Era uma escola muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada”. A brincadeira da professora Narcisa da Silva Corrêa hoje tem um significado especial para os moradores do povoado de Bacuri. Localizada a 7 quilômetros da sede de Peritoró, a cidade recebeu uma Escola Digna do Governo do Estado recentemente. As paredes de taipa, a poeira e o desconforto dos alunos tornaram-se história do passado.
“As paredes eram só aqui na metade, o telhado era de palha e quando passava algum carro, enchia tudo de poeira”, conta a professora de 60 anos – mais da metade deles, 35, dedicados à profissão. “A gente dava aula aqui porque não tinha jeito, fazia por se preocupar com as crianças e os pais, fazia por amor mesmo”, lembra.
Inaugurada em junho deste ano, a Unidade de Ensino Fundamental Juarez Nunes atende 88 estudantes, da Educação Infantil ao 5º ano nas turmas normais, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA).
No antigo barracão de taipa, uma média de 15 estudantes ficava em uma turma multisseriada – ou seja, várias séries na mesma sala ao mesmo tempo. Isso obrigava alguns dos pequenos moradores a ir estudar em outros povoados e dificultava o aprendizado de quem ficava por lá.


Para os adultos, a situação também era complicada. Agora, com o EJA, a escola tem tentado reverter os índices de 80% de analfabetismo observado entre os pais dos estudantes da unidade escolar.
“Já teve a situação de eu receber, sozinha, 12 crianças que eu precisava pegar na mão para que conseguissem escrever. Hoje eles estão aqui e escrevem até no quadro”, conta Narcisa da Silva Corrêa.
Fim do banheiro de palha
Com a nova estrutura construída pelo Governo do Maranhão, há salas revestidas, limpas e mobiliadas com carteiras, armários e ventiladores. Professores e estudantes têm espaço de convivência no pátio. Há também uma cantina para preparo do lanche. Os banheiros representaram uma inovação na comunidade.
“É ótimo. Foi uma escola que encheu a gente de esperança e agora aqui é uma maravilha”, reforça a professora.
Aluna do 5º ano, Juliana Rodrigues Sampaio frequenta a escola que agora é quase ao lado da sua casa. Além dela, irmãos e primos também frequentam a unidade que atende a todo o povoado, onde residem 62 famílias.
“Nessa [escola] aqui agora tem ventilador, a gente brinca por aqui tudo e o banheiro não é mais de palha”, diz.
Com o programa Escola Digna, outras duas escolas em Peritoró, nos povoados de Santa Maria e Peritoró dos Pretos, já foram construídas pelo Governo do Maranhão. Uma quarta escola, no povoado de Mendonça, também já foi iniciada e em breve será entregue.

Em todo o estado, além de construir 300 novos prédios de alvenaria para substituir as antigas escolas de taipa, o programa Escola Digna já reformou ou reconstruiu mais de 620 unidades escolares e tem levado formação para professores, para elevar os índices educacionais e do desenvolvimento de todas as regiões do Maranhão.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Quadrilha suspeita de ataques a bancos no Maranhão e Piauí é presa em Teresina



A quadrilha suspeita de explodir a Caixa Econômica Federal da avenida Barão de Gurguéia, na zona Sul de Teresina, foi presa durante operação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). Sete suspeitos foram capturados e material explosivo que seria utilizado em outras explosões a banco apreendidos.
Aos suspeitos também são atribuídas ações criminosas no Maranhão como na Caixa Econômica Federal  de Timon (que resultou em um morador de rua morto) e o Banco do Brasil em Codó. 
Eles foram identificados como Diego Henrique da Silva Moura, Warlon Thierry de Sousa Pinto, Darlene de Oliveira Lopes Miranda  de Aguiar, Júlio César Ferreira Filho, Cássio Magno Melo Duarte, Antônio Sousa Silva (vulgo Nego Teixeira) e Claudio Silvano de Oliveira Lopes de Miranda.
Parte do grupo criminoso estava em um imóvel no Residencial Torquato Neto, na zona Sul de Teresina, onde foram apreendidos explosivos, rojões, dinheiro, balança de precisão, luvas, máscaras, capas de proteção, pistolas e várias munições. 
"Tivemos informações de que os mesmos estariam voltando de uma explosão de banco no Maranhão, fizemos o perímetro de acompanhamento, tivemos êxito na abordagem e conseguimos encontrar a maior parte dos explosivos na zona Sul. Então, fizemos levantamentos e constatamos a rede criminosa formada por esses integrantes", explica o Gustavo Jung, responsável pela investigação. 
O delegado conta ainda que Diego Henrique e Warlon Thierry já haviam sido presos por assalto a banco, sendo que este último, saiu da Casa de Custódia há menos duas semanas.
"Os demais suspeitos davam apoio na fuga, na cena do crime e tiravam proveito dos roubos", finaliza Jung. 
(Com informações Cidade Verde)

“Aqui no Maranhão, o criminoso que não recuar vai perder para a força do estado” declarou Jefferson Portela em solenidade de inauguração do CIOPS e do CTA de Imperatriz

Por Anselmo Oliveira – ASCOM/SSP


O Secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela esteve na manhã desta terça-feira (19) na cidade de Imperatriz, onde participou da solenidade de inauguração da base aérea do Centro Tático Aéreo (CTA), do Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) e da entrega de uma viatura para a Delegacia Especial da Mulher (DEM), consideradas três novas aquisições de grande importância para o reforço na segurança da região tocantina.
O evento ainda contou com as presenças do comandante geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira, o delegado geral da Polícia Civil do Maranhão, Leonardo Diniz, o comandante do 3º BPM de Imperatriz, coronel Ilmar, o superintendente de polícia civil do interior (SPCI) e coordenador executivo do programa PACTO PELA PAZ, Dicival Gonçalves, do diretor geral do CIOPS, coronel Luís Eduardo Vaz e do prefeito de Imperatriz, Francisco Assis.

Em seu discurso, o secretário Jefferson Portela disse que o Maranhão está sendo policiado através de um projeto estratégico, onde deve ser instalado uma base do Curso de Operações de Sobrevivência em Área Rural (COSAR) nas divisas dos municípios de Arame e Buriticupu. Além disso, está previsto a instalação de um destacamento da PM no Povoado Faísa, em Santa Luzia.
“ Aqui no Maranhão, não tem história de terra dominada por bandidos. Aqui a força do estado vai para cima, e o criminoso que não recuar vai perder a guerra”, ressaltou Portela se referindo às 6 quadrilhas interestaduais de roubo a instituições financeiras que foram dizimadas em confrontos com a força de segurança do estado. “ Hoje o sistema penitenciário tem mais de 250 assaltantes de bancos retirados das ruas” disse o secretário.
Como resultado dos trabalhos desenvolvidos pela pasta da segurança pública, Portela destacou que o Maranhão se tornou o único estado do Brasil a reduzir em 99% a prática de roubos a banco e o único da federação a aumentar em 100% o número de apreensão de drogas antes da distribuição.
O Secretário ainda reafirmou que está previsto para os próximos dias o lançamento do edital para o concurso público da Polícia Militar, Civil e Corpo de Bombeiros, além da área médica da Polícia Militar, onde serão ampliados os serviços de assistências aos profissionais da segurança e seus familiares.
O chefe da pasta da segurança pública finalizou seu pronunciamento citando um provérbio chinês que diz: “Para concertar o mundo, temos que dá três voltas dentro de nossas casas”, uma referência que a secretaria de segurança pública do Maranhão está de olho nos resultados obtidos nas ruas, mas também de olho nos quarteis e delegacias para oportunizar o fortalecimento interno para que a macha externa contra o crime fique cada vez mais forte no estado.

PF faz operação para prender suspeitos de desviar empréstimos da Caixa


A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (20) a Operação Inimigo Oculto, com o objetivo de desarticular um grupo de criminosos que causou um prejuízo de quase R$ 1 milhão à Caixa Econômica Federal (CEF). Desde cedo, os policiais federais estão cumprindo três mandados de prisão temporária e 30 de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para delegacia a fim de prestar depoimento e depois é liberada.
De acordo com a PF, os suspeitos fraudavam a Caixa para conseguir empréstimos ilegais. “Os investigados utilizavam senhas pertencentes a empregados da CEF e assim realizavam a inserção indevida de dados no sistema, incluindo-se rendas fictícias, sem a apresentação de qualquer documento comprobatório. Quando os empréstimos eram creditados nas contas indicadas, eles efetuavam diversos saques e transferências, evitando que a Caixa, após identificar a fraude, bloqueasse os valores.
As ações ocorrem em endereços nos estados do Pará e da Bahia e principalmente na cidade de Brasília. A Justiça Federal também determinou o bloqueio da quantia aproximada de R$ 950 mil nas contas dos suspeitos. Os principais alvos dos mandados são ex-prestadoras de serviço da Caixa. Elas teriam desviado os valores graças à concessão fraudulenta de 46 empréstimos pessoais, em sua maioria, destinados a parentes e amigos.
O nome da operação, Inimigo Oculto, segundo a PF, tem se deve porque os um dos investigados mantinha relações profissionais com o banco.

Agência Brasil

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Corpos de casal morto a tiros são enterrados juntos em Goiânia

Camila, natural de Estreito (MA), era contadora. Já Mário, que nasceu em Palmeiras do Tocantins (TO), trabalhava em uma rede de farmácias.
Por Sílvio Túlio, Vitor Santana e Murillo Velasco, G1 GO


Os corpos do casal Mário Silva de Moura, de 26 anos, e Camila Edna Silveira, de 28, foram enterrados juntos na tarde desta terça-feira (19), em Goiânia. Vários amigos e familiares compareceram à cerimônia para se despedir das vítimas, que foram assassinadas a tiros na casa onde moravam, no Residencial Primavera. A Polícia Civil investiga o crime.
O sepultamento aconteceu por volta das 13h20, no no Cemitério Santana, em Goiânia. Os dois foram sepultados no mesmo túmulo, em meio à comoção de amigos e parentes. Os noivos foram velados juntos desde a noite de segunda-feira (18), na Igreja Católica da Sexta Etapa, no Conjunto Vera Cruz 2, em Goiânia. Colegas de trabalho deles enviaram coroas de flores para homenageá-los.
O crime aconteceu na noite de domingo (17). Segundo a Polícia Civil, uma pessoa, aparentemente conhecida do casal, chegou à residência, entrou e disparou contra as vítimas após uma discussão. O rapaz foi alvejado ainda em casa. Já a jovem tentou fugir, mas foi baleada na calçada. O supeito está foragido.
Uma vizinha das vítimas contou que ouviu Camila suplicar pela vida dela e do noivo. "Ela gritava muito. Dizia: ‘Não faz isso, não faz isso’, disse a mulher de 43 anos, que preferiu não se identificar.
Camila, natural de Estreito (MA), era contadora. Já Mário, que nasceu em Palmeiras do Tocantins (TO), trabalhava em uma rede de farmácias.
Crime
Vídeo registrado por câmeras de segurança mostra quando o carro em que o autor do crime estava chega à casa das vítimas. No canto superior do vídeo aparece o veículo estacionado na frente da residência. Em seguida, uma pessoa desce do carro. Momentos depois, é possível ver uma pessoa caindo ao chão e uma pequena luz. Por fim, o autor entra no veículo e foge do local em marcha a ré.
O delegado responsável pelo caso, Thiago Martiniano, recolheu a gravação. “Ainda vamos analisar as imagens. Só podemos passar novas informações ao fim da investigação”, disse.
O delegado Dannilo Proto, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), esteve no local do duplo homicídio para colher as primeiras informações. Ele disse que o casal não tinha antecedentes criminais. Até o momento, foram traçadas duas linhas de investigação.

"Um homem, supostamente conhecido do casal, entrou na casa. Eles conversaram por alguns minutos e houve os disparos. Inicialmente, trabalhamos com as hipóteses de crime passional ou acerto de contas", informou o delegado.

Câmara Municipal de São Luís presta homenagem aos 76 anos da rádio Nova 1290 Timbira


Diretor geral, Robson Paz, e a equipe de comunicação do Governo recebe 
a placa em homenagem aos 76 anos da Rádio. (Foto: Handson Chagas)
Em celebração aos 76 anos de fundação da rádio Nova 1290 Timbira, completados no mês de agosto, a Câmara Municipal de São Luís prestou homenagem, nesta segunda-feira (18), à emissora do Governo do Maranhão. A homenagem foi proposta pelo vereador Raimundo Penha (PDT) e aprovada por unanimidade pelos demais vereadores da casa.
Além da emissora, foram homenageados o diretor geral da rádio, Robson Paz; o coordenador geral, Ribamar Praseres; assim como os produtores, locutores e repórteres que integram a equipe de jornalismo da rádio mais antiga do Maranhão, que teve como primeiro nome Rádio Difusora.
Autor do requerimento que propôs a homenagem à Rádio Timbira, o vereador Raimundo Penha abriu a sessão destacando a importância da troca de informação entre o agente público e a população por meio do veículo radiofônico. “Estou muito feliz por ter tido a oportunidade de ir à Rádio Timbira e conhecer as instalações”, disse.
“As redes sociais e a Rádio Timbira têm se empenhado para que as pessoas tenham voz e vez. Essa é a forma que o cidadão tem de falar do hospital, da escola do filho, do bairro, levando sugestões aos gestores. Não há nada mais justo do que esta homenagem a quem garante ao cidadão o direito de expressão”, acrescentou Raimundo Penha.
Novo momento
Ao receber a placa de homenagem, o diretor geral da Rádio Timbira, Robson Paz, relatou o novo momento da emissora, atribuindo o desenvolvimento na comunicação aos investimentos realizados pelo governador Flávio Dino.
“É um momento de muita alegria para todos nós que fazemos parte da [Nova 1290] Timbira. A rádio já teve momentos mágicos, esplendorosos, e que hoje vêm sendo resgatado pela nossa gestão. É o momento da radiofonia maranhense, com a contratação de grandes profissionais e com investimentos importantes realizados durante o Governo Flávio Dino”, disse Robson Paz.
Ele frisou o caráter democrático da emissora que preza pela participação dos ouvintes. “Hoje existe um espaço de absoluta democracia, onde os ouvintes participam de forma livre, garantindo assim um direito importante e fundamental do ser humano, que é o direito de liberdade de expressão, dando o acesso às informações”, completou.
O diretor geral adiantou os próximos passos da Nova 1290 Timbira. “O próximo passo será o aproveitamento da convergência das mídias. Outro ponto é a implantação da TV Web, como também a soma das diversas plataformas das redes sociais, onde temos a presença muito forte e muita intensa da população”, informou.
Robson Paz também contou que a rádio vai entrar na frequência FM. “A ideia é cada vez mais levar informação, fazendo com que o Maranhão fale com o Maranhão”, disse.
Democratização
O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, Douglas Cunha, destacou a importância do jornalismo levado ao ar pela emissora. “Hoje a Rádio [Nova 1290] Timbira resgata a força da comunicação, levando a cada dia mais informação para o povo nos 217 municípios. Ela foi ameaçada, mas ressurgiu. Hoje a Rádio Timbira vive uma nova história e a gente fica muito feliz por essa recuperação e sua valorização”.
Para o presidente do Sindicato dos Radialistas do Maranhão, José dos Santos Freitas, conhecido como J. Kerly, os passos dados pela Timbira nos últimos três anos representam um grande avanço. “Essa luta de democratização dos meios de comunicação no Brasil é antiga, da qual o Maranhão faz parte, e isso é importante”, frisou.
Sobre a emissora

A rádio Nova 1290 Timbira opera no dial AM, na frequência 1290 kHz. A emissora foi fundada em 1941, sendo a primeira emissora de rádio do Maranhão.

Procon abre semana de renegociação de dívidas no VIVA do Shopping da Ilha



Começou nessa segunda-feira (18) e vai até quinta-feira (21), no VIVA da Shopping da Ilha, a Semana de Renegociação de Dívidas, um evento em comemoração pelos 27 anos do Código de Defesa do Consumidor, realizado pelo Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA), em parceria com Desfrut, Bodytech e Viva Mais.
A semana de renegociação conta com stands das empresas de telefonia fixa e móvel (Tim, Oi, Claro e Vivo), bancos (Caixa e Itaú Unibanco), TV por assinatura (NET, Claro e Sky), Universidade (Pitágoras), concessionárias de serviços públicos (CEMAR e CAEMA).
Para o presidente do Procon/MA e do VIVA, Duarte Júnior, esta é uma oportunidade de o consumidor renegociar sem juros. “A semana de renegociação permitirá ao consumidor negociar seus débitos, se ver livre do superendividamento, e também de as empresas terem mais uma oportunidade de conversar com seus consumidores. A regra é renegociar, sem juros, ainda podendo propor, a depender da empresa, o parcelamento dessa dívida”, explicou.
Foi o que fez Domingos Jesus Pereira, 49 anos, morador do Anjo da Guarda, que conseguiu um bom desconto e parcelamento conforme suas condições. “Aproveitei a semana de renegociação e vim quitar a minha dívida. Gostei muito, é sempre bom colocar as contas em dia”, disse.
Para renegociar a dívida, é necessário que o consumidor apresente documentos que comprovem os débitos, além de RG, CPF, comprovante de residência, e uma proposta de parcelamento.

Além disso, quem desejar, pode ser uma ótima oportunidade para realizar a emissão de documentos, na unidade do VIVA no Shopping da Ilha, que funciona de segunda à sábado.

Preso juiz aposentado que atirou contra o irmão em Imperatriz



Nesta segunda-feira (18), foi preso Herivelton Cabral, juiz aposentado que atirou contra o próprio irmão, Helton Cabral Silva, na tarde do último domingo, em Imperatriz. Ele se apresentou, junto a seus advogados, na tarde de hoje ao 3º Batalhão da Polícia Militar (PM) e deverá ser transferido para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI 2) nesta terça-feira (19).
O crime aconteceu no estacionamento de um clube e o momento dos disparos foi registrados por câmeras instaladas no local. A companheira de Helton, Késia do Carmo, fica entre os dois e tenta impedir que Herivelton atire em Helton e acaba sendo atingida na perna.
O conflito entre os dois é motivado por uma disputa por herança e Herivelton já teria inclusive ameaçado o irmão, dizendo que ia matá-lo, em fevereiro deste ano. Na época, ele chegou a ser preso com posse de armas de fogo.
O ex-juiz foi ouvido e relatou à polícia que não tinha intenção de matar, mas tinha “muitas coisas a dizer pro irmão”.  Uma equipe foi à casa de Herivelton em busca da arma do crime, mas ele já tinha se desfeito da mesma.

(Com informações MA10)

PT começa processo de expulsão de Palocci



A executiva municipal do PT de Ribeirão Preto decidiu nesta segunda-feira, 18, por unanimidade, enviar o caso do ex-ministro e ex-prefeito da cidade Antonio Palocci para a comissão de ética do partido. Na prática, o PT de Ribeirão deu início hoje ao processo de expulsão de Palocci. A Comissão de Ética da legenda tem um prazo de 60 dias, prorrogáveis por mais 30 para apresentar um relatório.
O ex-ministro é acusado de quebrar a ética partidária ao dizer em depoimento do juiz Sérgio Moro que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva firmou um "pacto de sangue" com o empreiteiro Emílio Odebrecht e teria recebido benefícios pessoais da empresa, Palocci disse também que chegou a entregar maços de dinheiro vivo a Lula.
"O motivo são as acusações inverídicas que ele fez tentando incriminar o ex-presidente Lula", disse o presidente do diretório municipal do PT de Ribeirão, Fernando Tremura.
Segundo ele, o partido não vai investigar as acusações de corrupção das quais Palocci é alvo. "Não vamos entrar neste mérito. As acusações de corrupção vão ser investigadas pela Justiça federal", explicou o dirigente.
As informações são de reportagem de Ricardo Galhardo e Gilberto Amendola no Estado de S.Paulo.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Justiça Federal quebra sigilo e bloqueia bens de Ricardo Murad por esquema na Saúde



A Justiça Federal determinou o bloqueio de bens e a quebra do sigilo bancário do ex-secretário de Saúde Ricardo Murad por contratações irregulares feitas entre 2009 e 2014, durante o governo Roseana Sarney.
Murad e cerca de outras 20 pessoas tiveram mais de R$ 24 milhões bloqueados pelo juiz José Carlos do Vale Madeira, que acatou duas ações civis por improbidade feitas pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) do Maranhão. A quebra do sigilo bancário dos acusados se refere ao período em que os contratos foram celebrados.
Como havia recursos da União no esquema, o Ministério Público Federal também fez parte da ação contra Murad.
Os contratos se referem a reforma e serviços que deveriam ter sido feitos no PAM Diamante, em São Luís. O valor dos contratos era de quase R$ 14 milhões. O valor bloqueado de Murad e outros acusados foi maior que esse montante por causa das multas previstas na lei sobre licitação pública.
A PGE entrou com as ações após uma auditoria mostrar uma série de irregularidades envolvendo Murad e as empresas Lastro Engenharia e Engetech Construtora.
A auditoria verificou que houve crimes como superfaturamento, cobrança dupla pelo mesmo serviço, dispensa irregular de licitação, contratação direta sem projeto básico e irregularidades em pagamentos.
O juiz determinou a quebra do sigilo e o bloqueio de bens porque, segundo ele, houve licitação irregular, pagamentos ilegais e outros graves problemas.

Ele também determinou a entrega, pela Receita Federal, das declarações do Imposto de Renda dos últimos cinco anos de todos os acusados.