sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Robinho é condenado a 9 anos de prisão por violência sexual



A nona seção do Tribunal de Milão condenou o atacante Robinho, do Atlético-MG, a nove anos de prisão por “violência sexual em grupo” contra uma jovem albanesa de 22 anos, segundo informações de diversos diários italianos, como o Dello SpoLa Gazzetta rt. O crime teria ocorrido em uma boate da cidade italiana, em 22 janeiro de 2013. Na época, Robinho atuava pelo Milan. Como a sentença foi dada em primeira instância, ainda cabe recurso.
Além de Robinho, mais cinco pessoas são acusadas de participação no suposto abuso. Uma delas, identificada como Ricardo Falco, amigo do atacante, também foi condenada a nove anos de cadeia. Os outros quatro réus não foram rastreados pela Justiça, que suspendeu o processo contra eles.
O procurador do caso, Stefano Ammendola, havia pedido uma pena de 10 anos de prisão para o jogador do Atlético-MG. Os condenados também deverão ressarcir a jovem em 60.000 euros (230.000 reais).
De acordo com o depoimento da vítima, ela já conhecia Robinho e alguns de seus amigos e estava com o grupo e duas amigas no Sio Cafe, em Milão, para uma festa de aniversário. Em determinado momento, segundo a albanesa, suas amigas foram embora e Robinho levou a esposa para casa.
Os réus então teriam oferecido bebida à vítima até “deixá-la inconsciente e incapaz de se opor”. Na reconstrução elaborada pela Procuradoria, o grupo levou a jovem para o guarda-volumes da boate e, se aproveitando de seu estado, manteve “múltiplas e consecutivas relações sexuais com ela”.
Durante o julgamento, a defesa afirmou que não há nenhuma prova de que a albanesa não tenha consentido com a relação nem de que ela tenha ingerido bebidas alcoólicas a ponto de ficar em “condições de inferioridade física e psíquica”.
Esta é a segunda acusação de estupro enfrentada pelo jogador com passagem pela seleção brasileira. Investigado em 2009, na Inglaterra, depois que uma mulher disse ter sido violentada por ele numa casa noturna da cidade de Leeds, o jogador, que na época defendia o Manchester City, foi inocentado naquela ocasião.
Jogador nega
Em 2014, Robinho chegou a divulgar um vídeo no canal do Santos chamando a acusação de “triste e mentirosa” e ameaçou processar a imprensa italiana por publicar informações “mentirosas”.  Na ocasião, o jogador disse que nem sequer conhecia a garota que realizou a denúncia.

Nesta quinta-feira, o jogador voltou a se defender por meio das redes sociais e disse não ter qualquer participação no episódio”. “Todas as providências legais já estão sendo tomadas acerca desta decisão em primeira instância”, afirma a nota.
Veja.com

Polícia prende quadrilha de assaltantes de banco no Maranhão



Uma operação da Polícia Civil por intermédio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), realizada nos municípios Santo Amaro, Urbano Santos e São Benedito, conseguiu prender em flagrante delito sete integrantes de uma organização criminosa especializada em explosões a caixas eletrônicos na posse de duas escopetas calibre 12, duas pistolas ponto 40, três coletes balísticos, sendo que dois pertence a Polícia Militar do Maranhão e um veículo.
As investigações foram realizadas pelo Departamento de Combate ao Roubo a Banco da Seic, sendo capturados José Valdemir Alves Rodrigues, de 48 anos, Cláudio Maciel dos Santos,30, Gilvan da Rocha Soares, 28, Flávio Ricardo Pereira Reis, 38, Valdeilson Moraes Silva, 28, Jucelio Marinho da Silva, 28, e Cristiane Sousa dos Santos, de 27 anos.
Após análise técnico-jurídica do Delegado de Polícia, os criminosos foram autuados pelos crimes de organização criminosa, receptação e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Eles foram encaminhados ao Centro de Observação Criminológica e Triagem de São Luís onde permanecerão à disposição da Justiça.
(G1 MA)

Roseana: de indignada a gripada



Em 2010, nem mesmo a internação em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em São Paulo para a retirada de um aneurisma cerebral fez com que Roseana Sarney (PMDB) desistisse da corrida eleitoral daquele ano. Agora, a menos de um ano das eleições de 2018, uma gripe parece que está impedindo a peemedebista de começar sua pré-campanha. Pelo menos foi isso que a própria Roseana disse em entrevista ao jornal O Imparcial.
Perguntada se já havia começado sua pré-campanha no interior, Roseana respondeu: "estou meio gripada e ainda não tenho andando no interior".
Pelo visto a gripe de Roseana é avassaladora. O esperado é que a constipação de Roseana, além de não contagiosa seja verídica, caso contrário existe a possibilidade real da gripe da filha do oligarca José Sarney virar chacota similar à piada que circula na Internet sobre sua suposta "revolta" com a chacina no Presídio de Pedrinhas em 2014.

No auge da barbárie na penitenciária, onde 62 presos foram assassinados, a governadora licitava 80 Kg de lagosta e 1,5 tonelada de camarão. Para piorar as coisas, Roseana conseguiu se complicar ainda mais ao resolver se pronunciar sobre a onda de violência dizendo está "revoltada" com a situação. O vídeo é até hoje um dos memes mais engraçados envolvendo Roseana.

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Polícia é polícia, político é político: Sarney abala a imagem da Polícia Federal, a instituição mais confiável do Brasil

JM Cunha Santos


Polícia é polícia, político é político. Nada a ver com a célebre frase de Lúcio Flávio, o passageiro da agonia. Longe de mim querer avaliar toda a classe política por Michel Temer, Romero Jucá, José Sarney e Renan Calheiros. Mas se é fato que toda a população brasileira, inclusive a imprensa, faz repousar uma aura de heróis sobre os policiais federais neste país, fato é também que essa imagem escorreita, de dignidade, probidade, ética intocável foi abalada nos últimos dias desde que Sarney, sempre à guarda de propósitos políticos inconfessáveis, se meteu a indicar o diretor da Polícia Federal, Fernando Segóvia.
E eles são heróis sim, enfrentando o crime organizado, provando que figuras intocáveis da sociedade não passavam de bandidos de gravatas, conduzindo para a prisão executivos poderosos de grandes empresas, invadindo apartamentos entupidos de dinheiro público, abrindo as malas de corrupção que guardam a infelicidade da saúde pública, da insegurança incontrolável, da fome, da miséria e do desemprego do povo deste país.
Algumas pesquisas mostram como cresceu o grau de confiança da população brasileira na Policia Federal. Em 2013, conforme o IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 72,6 % da população da região Centro-Oeste concordavam ou concordavam muito que o trabalho da Polícia Federal é rápido e eficiente; na região Nordeste 62,1 %;  67,9 % na região Norte e 70,1 % na região Sul.
Outra pesquisa, encomendada pela Associação dos Magistrados Brasileiros à Opinião Consultoria, mostra que apenas 11 % da população confia nos políticos e somente 16 % confia nos partidos políticos. Nessa mesma avaliação, a Polícia Federal aparece com 75 % da confiança da população e as Forças Armadas com 74,7 %. É a distância de um abismo.
São os mesmos brasileiros entre os quais 85 % creem que a corrupção pode ser combatida e 94,3 % acham que um político processado não deveria poder concorrer a eleição. Ou seja, ninguém da família Sarney poderia se candidatar a nada.
Nessa pesquisa surge que 41,8 % confiam no Poder Judiciário como um todo, 45 % confiam nos juízes e 52,7 % confiam no Supremo Tribunal Federal.
Um caso raro, a Polícia Federal tem também, por tudo o que se tem lido, ouvido e assistido nos últimos anos, um grande respeito e confiança da desconfiada imprensa brasileira. Mas Sarney meteu o dedo lá e tudo desandou. O que temos lido na imprensa nacional abala sensivelmente a imagem da instituição. O diretor Fernando Segóvia já foi citado como “pau mandado de Sarney” e suas declarações com relação à mala de dinheiro de Temer denigrem essa imagem ainda mais.
Isso, essa indicação, não podia ter acontecido. Instituições policiais precisam ser autônomas e livres de influências, pois cabe a elas combater o crime e os criminosos e proteger de todo mal a sociedade. A presença de Sarney, por todo o seu histórico político, mancha a imagem de qualquer coisa séria. E está abalando a imagem da instituição mais confiável do Brasil, a Polícia Federal.
Que, acreditamos, apesar de Sarney, merece todo o respeito e confiança do povo vilmente assaltado pela corrupção neste país.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Operação Pegadores: Os fantasmas são de Ricardo Murad e cessaram com a posse de Carlos Lula na Secretaria da Saúde

JM Cunha Santos


Aos poucos a paternidade dos "fantasmas" da saúde vai sendo revelada. Um e-mail, peça do processo de investigação da Polícia Federal na 5ª fase da Operação Sermão dos Peixes, mostra que o esquema de pagamentos extras a apadrinhados políticos teve início na gestão Ricardo Murad.
Neste caso, um e-mail da enfermeira Bernardete Ferreira, que ocupava o cargo de superintendente de Acompanhamento da Rede de Serviços de Saúde na gestão do ex-secretário de Saúde Ricardo Murad, enviado aos Institutos ICN e Bem Viver e que solicita “a relação dos colaboradores que encontram-se com o ponto ‘liberado’”, mostra detalhes do esquema de pagamentos extras.
No mesmo e-mail, Bernardete Ferreira pede a lista com “os nomes de todos os colaboradores que recebem seus pagamentos por uma unidade e desempenha suas atividades em outra”, o que aponta também que nem todos os “fantasmas” da Saúde recebiam benefícios extras sem trabalhar.
Na representação, a PF ressalta que o esquema de pagamentos extras de pessoal não era uma novidade. Em outro trecho, a polícia afirma que o esquema ilícito de contratação vinha ocorrendo desde o início da gestão Ricardo Murad.
Vale lembrar que na decisão já havia sido afirmado que os ilícitos, bem como a lista complementar, cessaram com a posse do atual secretário da Saúde, Carlos Lula. Informação, aliás, que a mídia sarneysista faz questão de ignorar.
Por essas e por outras que o ex-secretário de Saúde Ricardo Murad ainda não se manifestou até hoje sobre a operação nas redes sociais, nem na blogosfera alinhada ao seu grupo. Está mansinho esperando a onda passar!
CADÊ A LISTA?
Por essas e por outras, o governador Flávio Dino reiterou o pedido de apresentação da “lista de 400 fantasmas que existiriam na Secretaria da Saúde em 2015. “Queremos a lista para ajudara apurar a alegação. Já requeremos oficialmente duas vezes e nada.
Flavio Dino acrescentou que “Um delegado da Polícia Federal afirmou ao país que havia essa lista de “400 fantasmas! Em 2015 e nós queremos apurar administrativamente. Onde está a lista?
O governador disse também que “Investigações não podem ser conduzidas como peças políticas ou puramente midiáticas. Inventaram uma sorveteria “jocosa”. Será que a lista de 400 fantasmas também foi inventada?

Segundo Flávio Dino a linha de seu governo “Sempre foi e continua a ser de colaborar com todas as investigações sérias e isentas. Por isso queremos a lista. Para ajudar a esclarecer a verdade, qualquer que seja ela.

Maranhão Solidário vai destinar recursos do ICMS para projetos sociais


As notas fiscais de compras no supermercado, de restaurantes, lojas e qualquer outro serviço em que for emitido o documento fiscal no Maranhão poderão ter 2% dos impostos de ICMS destinados para projetos de organizações não-governamentais. A novidade é parte do programa Maranhão Solidário, lançado nesta terça-feira (21) pelo governador Flávio Dino.
“É um esforço conjunto, capaz de garantir que setores vulneráveis tenham um atendimento melhor”, afirmou o governador Flávio Dino, que também destacou a primeira fase do programa, cujo resultado também foi divulgado na ocasião.
“O Governo do Estado de modo pioneiro  fez um edital  de chamada pública de R$ 1 milhão que são recursos para fazer reformas, comprar equipamentos, modernizar os seus serviços, e, ao mesmo tempo, com a renúncia de parte do ICMS, possibilitar que cada cidadão destine esse recurso para uma entidade, através do programa Nota Legal”, completou o governador.
O lançamento da nova etapa contou com a presença do bicampeão mundial de futebol, o jogador Cafu, referência nacional em projetos sociais.“Esse projeto do Governo do Maranhão é fantástico porque vai dar oportunidade, e as pessoas e empresas terão a chance de ajudar outras pessoas, que muitas vezes não tiveram oportunidades. Nós, que trabalhamos com ONGs sabemos o quanto esse apoio é importante e o quanto precisamos deles para mantermos vivas essas iniciativas”, comentou.
Durante a solenidade, o governador também assinou projeto de lei que institucionaliza o programa e que visa perpetuar a destinação do recurso para ações sociais.
Contemplados
Realizado em setembro, o edital de chamada pública do Maranhão Solidário distribuiu os recursos entre 31 entidades de 15 municípios maranhenses que já foram aprovados e contemplados e que também participaram da solenidade desta terça-feira (21). Em breve, outros chamamentos para entidades que anseiam ingressar no projeto serão realizados.
Enquanto isso, as entidades que quiserem se beneficiar com a segunda linha de ação do Maranhão Solidário, o Nota Legal, precisarão realizar o cadastro junto ao setor de Convênios da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), localizada na Rua das Guardênias, Renascença, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h.
Com a inclusão das instituições sociais no Nota Legal, o Governo do Maranhão garante às entidades cadastradas a restituição de 2% do total de ICMS cobrado do cidadão nas compras realizadas. Para colaborar, o cidadão só precisará depositar suas notas fiscais nas urnas espalhadas nos pontos de coletas das instituições.
Contemplado já no primeiro edital do Maranhão Solidário, Manoel Lemos, coordenador do projeto Vamos Criança, de Bacabal, contou que o dinheiro recebido será destinado para a construção de uma sala de informática para as 100 crianças e adolescentes atendidas pela iniciativa.
“Esse apoio vai ser significativo porque, para todas as entidades, a nossa maior dificuldade é com os recursos e nosso sonho é ter um laboratório de informática, há dois anos estamos lutando e agora temos essa possibilidade”, informou.
O Maranhão Solidário e o Nota Legal contam com a  parceria da Associação Maranhense de Supermercadistas (AMASP) e a Federação Estadual das Câmaras de Dirigentes Lojistas – FCDL que contribuem com as entidades do Programa Maranhão Solidário.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Rogério Cafeteira “fecha o nariz” para o sorvete de cocô de Sarney

JM Cunha Santos


“Uma das coisas mais infelizes que eu já vi publicadas ultimamente”, disparou o deputado Rogério Cafeteira sobre o artigo que o ex-senador e braço direito de Michel Temer, José Sarney escreveu em seu blog sob o título “Governo Sorvete”. O artigo é, de fato, um primor da literatura de bordel e nele, um homem que já foi até presidente da República, ao tratar da saúde pública, a saúde do povo do Maranhão, desce ao nível da mais baixa pornofonia, em total desrespeito a si mesmo e a seu próprio Estado, provocando a repulsa de todo o povo maranhense.  
Rogério Cafeteira ainda descrê que tenha sido mesmo Sarney o autor da fedorenta peça literária. Mas foi ele sim. De merda, Sarney entende. Tanto que deixou o Maranhão na merda durante 50 anos: sem escolas, sem hospitais, sem segurança, sem programas sociais de relevo, sem absolutamente nada do que em apenas 3 anos está construindo o governo Flávio Dino.
O sorvete de cocô de Sarney é exatamente o que expele a oligarquia: Desnutrição, inanição, corrupção, mortalidade infantil e mortalidade materna, agiotagem e outras barbaridades que cabem muito bem no sifon da História do Maranhão.
Rogério Cafeteira ainda parabenizou a Polícia Federal e todos os órgãos de fiscalização que “Fizeram e fazem o trabalho importante de fiscalizar entidades que utilizam recursos públicos, tanto federais quanto estaduais". Mas condenou a espetacularização e grande exposição da mídia, a precipitação de alguns delegados, de alguns membros da Polícia Federal ao darem declarações no calor das emoções que logo após seriam desmentidas. Citou como exemplo o caso da sorveteria, “um factoide, uma mentira”, uma tentativa patética de vincular o governador Flávio Dino a esses assuntos. Outro ponto citado pelo parlamentar foi a misteriosa lista de funcionários fantasmas nas entrevistas, que ninguém sabe, ninguém viu e na versão do deputado refere-se a contratações de instituições que não trabalham para o atual governo.
Cafeteira lembrou também o grande número de processos (por corrupção) contra gente do grupo Sarney que já foi arquivado, para assinalar uma grande diferença entre os governos Roseana Sarney e Flávio Dino: o Maranhão saiu do último lugar em transparência (honestidade) no governo Roseana para o primeiro lugar em todo o país no governo Flávio Dino.
Cafeteira entende que a solução para o tipo de problema que gerou a Operação Sermão aos Peixes é a EMSERH, empresa pública criada no governo Flávio Dino, gerenciar 100% da saúde, afastando todas as OSCPS e organizações sociais, meta que o governo ainda está por atingir.
O SORVETE DE COCÔ DE SARNEY E A ALIANÇA DA DIREITA COM A CORRUPÇÃO
Por outro lado, fica cada vez mais claro que o país afunda num tonel de coliformes fecais, através da Reforma Trabalhista, da Reforma da Previdência, da compra descarada de votos de deputados e dos ataques à população com os aumentos diários que incidem sobre a gasolina, o gás de cozinha, a conta de energia elétrica e tudo o mais que o povo está tendo que pagar pela corrupção endêmica desse governo. Nasce no país – e quem pensar o contrário está sendo inocente – uma aliança da direita com a corrupção cujo objetivo é manter no poder os mesmos corruptos que até ontem estavam a caminho da prisão.

O governo Sarney-Michel é, de fato, um sorvete de cocô. Mas ele derrete.

Socorro! Que Deus nos acuda! Michel Temer quer ser reeleito ou virar primeiro ministro

Emenda no Congresso, Ação no Supremo Tribunal Federal: Michel Temer quer se manter no poder a qualquer custo.
JM Cunha Santos


“Para o mundo que eu quero descer”.                             
“Oh Oh, seu moço do disco voador, me leva com você pra aonde você for”.
O golpe dentro do golpe. No Congresso Nacional, entre os deputados e senadores corruptos de Michel Temer, cogita-se a apresentação de uma emenda à Constituição que permita a esse escravocrata patológico degenerado candidatar-se à reeleição, logo ele que não foi eleito presidente por ninguém, se houver uma real recuperação da economia em 2018. A recuperação da economia já houve: vem aí mais aumento na gasolina e no gás de cozinha, mais desemprego, mais corte no Bolsa Família e em todos os programas sociais.
E, de repente, foi inclusa na pauta do Supremo Tribunal Federal uma ação para definir se o mesmo Congresso tem poderes para adotar o sistema parlamentarista sem consultar a população em plebiscito. É aquele Congresso comprado por Temer por 1 bilhão e 600 milhões de reais.
E imaginem só: o braço direito de Michel Temer, José Sarney, mais uma vez eleito senador pelo Amapá às custas da distribuição de panelas de pressão e ele, Temer, feito Primeiro Ministro de uma Nova Inglaterra fundada no Brasil e governada pela pior raça de corruptos que a humanidade já conheceu.
É pra pedir SOCORRO, pedir a ajuda de Deus ou se esconder em algum lugar, mudar de planeta como sugere a canção.
Ontem, os partidos políticos PDT, PSB, PC do B e PT emitiram a seguinte nota:
NOTA DOS PARTIDOS POLÍTICOS
EM DEFESA DA DEMOCRACIA E DA SOBERANIA POPULAR
- A repentina inclusão, na pauta do STF, de uma ação para definir se o Congresso tem poderes para adotar o sistema parlamentarista, sem consultar a população em plebiscito, é o primeiro passo de mais um golpe contra a democracia e a soberania popular no país.

• Trata-se de um movimento acintosamente estimulado pelo governo golpista, para impedir que um presidente legitimamente eleito pelo povo assuma o governo com os plenos poderes previstos na Constituição, como foi decidido duas vezes em plebiscitos nacionais (1963 e 1993).

• Cientes de que não conseguirão se manter pelo voto popular, as forças que sustentam o governo golpista pretendem evitar, a qualquer custo, a retomada do processo democrático, para continuar implementando sua agenda de retrocessos, de retirada de direitos e de entrega do patrimônio nacional.

• É urgente denunciar e enfrentar mais este golpe, motivo pelo qual nossos partidos constituem uma Frente em Defesa da Democracia, com o objetivo de garantir eleições livres e democráticas, com a participação de todas as forças políticas.

• Quem propõe a mudança do sistema de governo tem de enfrentar esse debate com o povo, por meio de plebiscito, e não por conchavos políticos e manobras judiciais.

• Só por meio de eleições livres e democráticas teremos um governo com a necessária legitimidade para superar a grave crise econômica, social e política em que o país se encontra, retomar o desenvolvimento com justiça social, a geração de empregos e a defesa do patrimônio nacional.

Carlos Lupi, presidente nacional do PDT
Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB
Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT
Luciana Santos, presidenta nacional do PCdoB


“E eu que não creio, peço a Deus por minha gente; é gente humilde, que vontade de chorar”...

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Hospitais regionais construídos no governo Flávio Dino atendem 140 cidades do Maranhão



Os seis hospitais macrorregionais entregues pelo Governo do Maranhão desde 2015 atende a população de cerca de 140 cidades no Estado. Pela primeira vez, o Maranhão tem uma rede capaz de fazer atendimentos complexos, que antes só podiam ser feitos em São Luís ou em outros Estados.
Já foram feitos milhões de atendimentos por esses hospitais, que reúnem mais de 500 leitos e médicos especializados em diversas áreas.
Para a população, os novos hospitais representam mais do que saúde. Significam também economia de tempo e dinheiro, já que evitam viagens para cidades muito longe.
“Temos hospitais de alta complexidade em lugares do nosso estado que nunca tiveram serviços de saúde de qualidade”, diz o secretário de Estado de Saúde, Carlos Lula.
O mais recente hospital entregue pelo governador Flávio foi o Regional de Balsas. Antes, foram inaugurados o Hospital Macrorregional Tomás Martins, em Santa Inês; o Hospital Dr. Everaldo Ferreira Aragão, em Caxias; o Hospital Regional Dra. Laura Vasconcelos, em Bacabal; o Hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto, em Imperatriz; e o Hospital Regional Dr. Jackson Lago, em Pinheiro.
Mais especialidades
Além dos hospitais regionais, o Maranhão também tem recebidos unidades inéditas e especializadas na Grande São Luís. Um dos principais exemplos é o Hospital de Traumatologia e Ortopedia, inaugurado em outubro no Turu, bairro da capital.
São mais de 300 profissionais que têm à disposição equipamentos de alta tecnologia para fazer cirurgias de alta complexidade. A capacidade do hospital é de fazer 400 operações por mês, cinco vezes mais do que a anterior.
O HTO já está fazendo procedimentos difíceis como alongamento ósseo e implante de próteses articulares.
Atenção às crianças
Outro exemplo é o Ninar, como é conhecido o Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças. É um serviço único em todo o país, voltado para crianças com problemas de neurodesenvolvimento.
A rede de atendimento especializada também passou a contar com a Casa de Apoio Ninar, que funciona na antiga Casa de Veraneio, devolvendo à população um importante prédio público que era usado para festas para poucos antes de 2015.
UTI materna
Um marco importante também foi a UTI Materna do Hospital e Maternidade de Alta de Complexidade do Maranhão (antiga Marly Sarney). É a primeira do Estado voltada especificamente para o cuidado com as mães. Além disso, tem um sistema de monitoramento da situação clínica de cada paciente via celular, algo inédito na rede pública do Maranhão.
O que está por vir
Outros grandes hospitais estão sendo feitos ou vão ser feitos no Maranhão.  Nas próximas semanas, deve ser entregue o Centro Odontológico de Crianças e Adultos (Sorrir). A unidade vai preencher um vazio com o atendimento especializado e atuar como referência estadual para o diagnóstico precoce do câncer bucal.
Outra obra em andamento é o Hospital do Servidor, com 128 leitos para crianças e adultos, com investimentos de mais de R$ 55 milhões do Governo do Maranhão.
As obras no Hospital da Criança também recebem cerca de R$ 10 milhões em recursos estaduais. A reforma da unidade é feita em parceria com a prefeitura de São Luís.

O governador Flávio Dino anunciou recentemente o Hospital da Ilha – ou o Socorrão da Ilha –, uma grande unidade de urgência e emergência para a região metropolitana.

domingo, 19 de novembro de 2017

Gasolina sobe todo dia; gás de cozinha, toda semana e energia elétrica toda hora: Sarney e Michel Temer estão ferrando com o Brasil

JM Cunha Santos


O suado dinheiro do seu trabalho está pagando a corrupção do governo Michel Temer no Brasil.
O preço do gás de cozinha foi reajustado 4 vezes em 2 meses, (setembro e outubro) acumulando um aumento de 44, 8 %. Não vai parar por aí. E nem estou contando os aumentos de agosto e de novembro.
Primeiro, eles disseram que esses aumentos repassavam a variação do mercado internacional, depois culparam o furacão Harvey, no Golfo do México. Mas o único furacão que passou por aqui foi o furacão da corrupção. Michel Temer, cujo principal Conselheiro segundo a imprensa nacional é o maranhense José Sarney, que já havia liberado 1 bilhão de reais em setembro, acaba de liberar mais 600 milhões para pagar os deputados que votaram duas vezes para que ele permaneça na Presidência da República, sem ser investigado por chefiar uma organização criminosa pelo Supremo Tribunal Federal.
Sarney mandou que seus deputados maranhenses votassem a favor de Michel Temer, da mesma forma que ordenou que os senadores Edison Lobão, Roberto Rocha e João Alberto votassem a favor da Reforma Trabalhista que, dentre outros crimes, reduz a quase nada a representação sindical no Brasil.
O preço do litro de gasolina subiu 11 vezes no mês de agosto, 4 vezes no mês de setembro e continuou tendo aumentos sucessivos em outubro e novembro.
E a conta de energia elétrica para o consumidor está que nem aquela canção: voar, voar, subir, subir...
Enquanto isso, Michel Temer reduz o valor do salário mínimo, ataca o programa Bolsa Família e aumenta os impostos dos combustíveis.
Essa matemática dos demônios vai explodir o povo brasileiro.
Você está pagando pela corrupção na Petrobras, está pagando a compra de deputados e senadores. O governo Michel Temer, o governo das malas e apartamentos entupidos de dinheiro, no qual Sarney escolhe até a direção da Polícia Federal, está ferrando com o Brasil e com o povo brasileiro.
E Michel Temer é considerado o principal apoiador, mentor e defensor da candidatura de Roseana Sarney em todo o Brasil.
Vai chover dinheiro de corrupção, principalmente para reeleger os deputados que votaram a favor de Michel Temer.
E, mais uma vez, o trabalhador brasileiro vai pagar a conta.

Até quando vamos suportar?

sábado, 18 de novembro de 2017

Homem que matou ex-esposa continua foragido, diz polícia



Na manhã desta quinta-feira (16), a técnica em enfermagem Domingas Ladyelle Sousa Maciel foi morta a facadas dentro da própria casa, no bairro Coroadinho. Em São Luís, esse é o 31º caso de feminicídio só este ano.
Segundo a Polícia Civil, o assassino é o porteiro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Itaqui-Bacanga, João Batista dos Santos, que continua foragido. Domingas e João tinham um casamento de 18 anos, mas estavam separados há 3 meses.

De acordo com a Delegada do Departamento de Feminicídios do Maranhão, Viviane Azambuja, não há mais dúvidas de que o ex-marido é o autor do criime. “Ele foi visto por vizinhos saindo da casa logo após o crime e sujo de sangue. Ele também deixou lá dentro o capacete dele e saiu sem o capacete. Então todas as evidências apontam para ele e a gente realmente não tem dúvida”, declarou a delegada.
(G1 MA)

32 anos depois da ditadura, Sarney e Michel Temer recriam a polícia política no Brasil

JM Cunha Santos


Sarney e Michel Temer sabem que o povo brasileiro lhes devota um ódio mortal, o que pode ser constatado em milhões de comentários nas redes sociais. Sabem que se depender desse povo nada no mundo os livrará da cadeia. A nomeação de Segóvia para a diretoria geral da Polícia Federal não é, portanto, um fato isolado no atendimento de pedidos de correligionários como Sarney, Romero Jucá e Lobão. É um retorno à polícia política, ao autoritarismo, aos comandos de caça que infernizaram o Brasil durante o regime de exceção.
Todo inimigo político eou adversário de Sarney e Michel Temer será perseguido, vigiado, monitorado. A recente operação da PF no Maranhão é um exemplo disso. Sarney chamou a polícia para 400 funcionários fantasmas que não foram encontrados porque simplesmente não existem; o contrato com uma sorveteria acusada de prestar serviços médicos não foi exibido porque também nunca existiu.
Se prendeu envolvidos, essa fase da operação “Sermão aos Peixes” nem passou perto dos engenhosos corruptos que criaram o brutal esquema de desvio de recursos na Saúde, como Ricardo Murad e outros gênios do crime.
Toda a operação foi, portanto, um ato político da vontade de Michel Temer, Lobão e José Sarney.
Só lembrem que Sarney foi o principal representante do poder civil junto à ditadura militar nos anos de chumbo e Lobão, ao que consta, dedurava colegas jornalistas para os porões do regime, o que lhe teria garantido o primeiro mandato de deputado federal.  Eles sabem muito bem como usar o terror político, sabem tudo sobre polícias políticas, delegacias de ordem social, caça às bruxas e repressão.
O que vimos no Maranhão é só o começo. Logo, em todo o país, jornalistas, intelectuais, sindicalistas, líderes de movimentos sociais estarão na mira do poder político-policial que se instala, ainda e por enquanto sob a forma disfarçada de democracia.
Porque Michel Temer vai precisar de força bruta para lidar com 97 % de desaprovação do povo brasileiro.
Porque as reformas criminosas que propõe contra o trabalhador não vão se sustentar sem atos programados de exceção.
Porque os brasileiros não vão aceitar inertes por muito tempo o aumento diário da gasolina, o preço do gás de cozinha subindo aos saltos, a conta de energia elétrica apagando os salários do povo para pagar a corrupção de um presidente acusado pelo Ministério Público de liderar uma organização criminosa dentro do PMDB.
É isso. Michel Temer e José Sarney estão montando um Estado Policial no país para evitar que todo o quadrilhão do PMDB vá parar na cadeia, para estancar a Lava Jato e continuar enchendo malas e apartamentos de dinheiro público, roubando desgraçadamente o povo desta Nação.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Informações da PF sobre sorveteria são falsas

A saúde do Maranhão não teve sorveteria como prestadora de serviços hospitalares, pelo menos, a partir de janeiro de 2015. A razão é simples: desde 4 de outubro de 2013 a empresa CCO Indústria de Sorvetes Ltda., criada em 2010, deixou de existir.     

A saúde do Maranhão não teve sorveteria como prestadora de serviços hospitalares, pelo menos, a partir de janeiro de 2015. A razão é simples: desde 4 de outubro de 2013 a empresa CCO Indústria de Sorvetes Ltda., criada em 2010, deixou de existir.
Documentos do contrato social de constituição da empresa registrados na Junta Comercial do Maranhão (Jucema), aos quais o portal Página 2 teve acesso, desmentem a versão dada pelo delegado da Polícia Federal, Wedson Cajé Lopes, que comanda a operação “Pegadores”.
Segundo a investigação da PF, a empresa CCO Indústria de Sorvetes Ltda., teria prestado serviços à Secretaria de Estado da Saúde até fevereiro de 2015.

A cláusula 4ª do contrato social, registrada em outubro de 2013 na Jucema, altera a denominação social para Ágora Empreendimentos Educacionais Ltda. O objeto social, segundo a cláusula 5ª alterou-se para treinamento em desenvolvimento profissional e gerencia; educação profissional de nível técnico (consultoria).
A empresa voltou a alterar o contrato social em 2015, quando passou a ser denominada ORC Gestão e Serviços Médicos Hospitalares Ltda-ME. A cláusula 3ª do contrato define como objeto social para atividades de atendimento hospitalar exceto pronto socorro e unidades de atendimento de urgências.

Os documentos registrados na Jucema mostram que a Polícia Federal errou ao afirmar que uma sorveteria prestou serviços hospitalares para a Secretaria de Saúde do Maranhão.

Governador Flávio Dino requer nomes de 400 funcionários fantasmas que a polícia de Sarney diz existir na SES

JM Cunha Santos


O governador Flávio Dino reagiu à ação da polícia política de Sarney e Michel Temer na Secretaria da Saúde, afirmando: “O modelo que herdamos foi que originou as operações da Polícia Federal. Não se desmonta isso em semanas ou meses, sobretudo em um serviço que não pode parar, como a saúde.
O governador requereu formalmente os nomes de uma lista de 400 funcionários fantasmas que a Polícia Federal menciona “Para tomar providências administrativas”. Repito – ele disse – estamos esperando a lista dos alegados 400 fantasmas para verificar se isso procede, quem foi o responsável, em qual época e por qual motivo.
O governador escreveu também no twiter que “Por minha orientação todas as equipes estão sempre à disposição para colaborar com investigações sérias e isentas. Flávio Dino registrou que falta à oligarquia Sarney/Murad condições mínimas para falar em moralidade. “Que cuidem dos seus problemas na Polícia e na Justiça. São muitos”, afirmou.

Segundo Flávio Dino “Desde 2015 é esse desespero para me nivelar a eles, para dizer que “nada mudou”. Mas o fato objetivo é que não tenho nenhum problema pessoal na Polícia e na Justiça. E assim continuarei”.

“Jamais esperava que fosse um hospital público”, diz paciente sobre Hospital de Ortopedia


Hospital de Traumatologia e Ortopedia inaugurado no dia 10 de outubro. 
(Foto: Gilson Teixeira)
Com ombro fraturado após uma queda ocorrida há 16 dias, o frentista José Raimundo Pereira foi um dos cerca de 140 pacientes que até agora já conheceram e utilizaram os serviços de cirurgia do Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Governo do Maranhão (HTO), inaugurado no dia 10 do mês passado.
“Está cada vez melhor. Jamais eu esperava que fosse um hospital público, o atendimento é bom desde a entrada”, comentou. Acompanhado da esposa, Raimunda Nonata dos Santos Ribeiro, o frentista estava com cirurgia marcada para outro hospital e, assim como a esposa, gostou do procedimento ter sido realizado no HTO.
“Ligaram para vir pra cá e eu achei ótimo. O atendimento é bom, é tudo limpo e tem muitos médicos. A gente que não tem plano de saúde fica preocupado, mas assim é bom demais”, comentou.
Desde a inauguração, o HTO fez 140 cirurgias, 1.580 consultas, 954 exames de raio-x e 1.763 exames de laboratório.
Criado para desafogar as filas de espera por cirurgias e procedimentos ortopédicos que se formavam no estado, o HTO conta com mais de 300 profissionais. Desses, 45 são médicos ortopedistas, parte dos quais tem qualificação internacional. A unidade possui 44 leitos, sendo 34 de enfermaria e 10 de UTI.
“O objetivo é dar agilidade ao funcionamento da ortopedia no que se refere à média e alta complexidade, acelerando as filas, resolvendo os problemas e garantindo que as pessoas sejam atendidas”, explicou o diretor geral da unidade, Newton Gripp.
Fim da espera


A agilidade garantiu o fim da espera pela cirurgia do aposentado Francisco Aragão, de 69 anos. A esposa dele, Terezinha Dutra Santos, conta que foram três anos de espera para a cirurgia que vai resolver os problemas causados por uma infecção no joelho.
Segundo ela, a situação do marido era muito difícil. “Era muito ruim porque doía, inchava, tinha que usar medicamento direto”.
“Ele foi primeiro para o Dutra (Hospital), esperou muito tempo, depois tentou no Geral (hospital) e não deu certo, e aqui a gente veio no dia 3 e já conseguiu fazer a cirurgia”, contou.

Ela diz estar feliz com a cirurgia: “Para gente é uma vitória! Foram anos de espera, agora, que inaugurou esse hospital, rapidinho a gente conseguiu essa cirurgia”.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

SESI e SENAI abrem processo seletivo para contratação de profissionais no Maranhão



O Serviço Social da Indústria (SESI) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Maranhão estão com processos seletivos abertos para contratação de 22 profissionais, sendo apenas duas vagas para cadastro de reserva, nas cidades de São Luís, Imperatriz, Açailândia, Bacabal e Caxias. As inscrições custam R$ 60 para os cargos que exigem o Ensino Médio, R$ 80 para os de Ensino Superior, e podem ser realizadas até o dia 24 de novembro, no site seletivos.fiema.org.br onde também estão disponíveis os editais.
No SESI, as vagas são para Professor de EJA (Educação de Jovens e Adultos) - nas áreas de Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias; Professor de Educação Infantil/Ensino Fundamental - Língua Inglesa, Professor de Educação Infantil/Ensino Fundamental – Ciências; Analista Superior I - Comunicação e Marketing e Profissional de Suporte Operacional - Serviços Gerais (esta última para cadastro de reserva).  As oportunidades são para as cidades de São Luís, Caxias, Imperatriz e Bacabal.
Já para o SENAI, as vagas de emprego são para os cargos de Analista Superior I - Comunicação e Marketing (cadastro de reserva), oferecida na cidade de Bacabal, e para Instrutor de Ensino Superior - Segurança do Trabalho, na cidade de Açailândia.

Os processos seletivos serão executados pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL-MA). Informações ou dúvidas podem ser obtidas no IEL-MA localizado na Avenida Jerônimo de Albuquerque, s/n, Casa da Indústria Albano Franco, 1º andar, ou pelo telefone (98) 3212-1894 ou ainda pelo e-mail seletivo@fiema.org.br. A prova objetiva está marcada para o dia 3 de dezembro de 2017, nas cidades onde as vagas estão disponíveis.

Mulher é encontrada morta na sua própria casa

O corpo foi encontrado na manhã desta quinta-feira, 16, no Bairro do Bom Jesus, em São Luís; Informações preliminares dão conta que se trata de mais um crime passional.

Mais um caso de feminicídio foi registrado em São Luís, na manhã desta quinta-feira, 16. Uma mulher foi encontrada morta dentro de sua própria casa, localizada na Travessa Padre Madureira, no Bairro do Bom Jesus.
A vítima, identificada como Domingas Leidiely, foi assassinada violentamente à golpes de faca. Até o momento, o principal suspeito do crime é o seu ex-companheiro, conhecido como Batista. Eles teriam terminado o relacionamento há três meses. Eles estavam juntos há 16 anos juntos e tinham dois filhos.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para realizar a remoção do corpo. A polícia inicia as investigações e buscas pelo suspeito.

Polícia Federal deflagra nova fase da Operação Sermão aos Peixes na Saúde; desta vez Ricardo Murad não foi conduzido

JM Cunha Santos


Cerca de 130 policiais federais cumpriram, na manhã de hoje, em São Luís, Imperatriz, Amarante e Teresina, 45 mandados judiciais expedidos pela juíza Paula Sousa Moraes, em mais uma fase da Operação Sermão aos Peixes. São 17 mandados de prisão temporária e 28 de busca e apreensão. Esta nova Operação, chamada Pegadores, é uma sequência da Operação Sermão aos Peixes, de 2015, mas não há notícias até agora sobre condução coercitiva do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad.
A atual operação apura o desvio de recursos da ordem de R$ 18 milhões, através de um esquema de desvio de verbas e fraudes na contratação e pagamento de pessoal. Na Operação Sermão aos Peixes de 2015 as investigações indicaram a existência de 400 pessoas que teriam sido incluídas indevidamente nas folhas de pagamento dos hospitais estaduais, sem que prestassem qualquer tipo de serviço às unidades hospitalares. Esta operação cumpriu 13 mandados de prisão temporária, 60 mandados de busca e apreensão e 27 de condução coercitiva, entre eles o do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, por desvios no Fundo Estadual de Saúde do Maranhão, empregar pessoas sem concurso público e contratar empresas sem licitação. No período da investigação, o fluxo de recursos destinados pela União ao Fundo Estadual de Saúde do Maranhão foi de R$ 2 bilhões.
Em nota ainda nesta manhã, o governo do Estado esclarece que os fatos da operação têm origem no modelo anterior de prestação de serviços de saúde, todo baseado na contratação de entidades privadas, com natureza jurídica de Organizações Sociais, vigente desde governos passados.

O governo Flávio Dino esclarece também que através da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares, ente público que atualmente gerencia o maior número de entidades de saúde, determinou a realização de processos seletivos públicos para contratação de empregados por parte das organizações sociais e desconhece a existência de pessoas contratadas por organizações sociais que não trabalhavam em hospitais. Atualmente, lei de iniciativa do governo do Estado aprovada na Assembleia Legislativa prevê a abertura de 1.000 vagas na área da saúde através de concurso público, por sinal o primeiro em 25 anos.  

Roberto Rocha na aula de História da Escolinha do Professor Raimundo

JM Cunha Santos 


- Senhor senador aluno (ou aluno senador, estou em dúvida) Roberto Rocha, quem proclamou a República?
- José Sarney, às margens do Ipiranga, bem ali próximo à Fazenda Maguary, no mesmo dia em que editou a Lei de Terras que transformaria o Maranhão no paraíso da grilagem e da especulação imobiliária da terra.
- Cabra ruim... eu não queria ter um filho assim.
- Pra tirar um 10, profícuo aluno senador. Quem proclamou a Independência do Brasil?
- José Sarney, no dia 15 de novembro, através de um Ato Secreto que de tão secreto ninguém tomou conhecimento, a não ser o autor do livro “Honoráveis Bandidos” que acabaria sendo apedrejado no Maranhão no dia do “Não fico de jeito nenhum”.
- O senhor não sabe nada. Aonde diabos foi que estudou História?
- Tem que me dar um desconto, professor. Afinal, eu estudei naquelas escolas de Roseana Sarney, tudo de palha, de taipa, em galpões fedidos, sem merenda escolar, sem professor, sem ônibus escolares. Muito diferente das Escolas Dignas de hoje, tão bonitas, de alvenaria, bem pintadas, com carteiras escolares, cozinhas e banheiros higienizados que dá até gosto de estudar, coisa que eu e o líder do governo Temer não gostamos muito, mas fazemos de vez em quando... E os professores até recebem aumentos nos salários.
- Muito bem, Senhor aluno senador Roberto Rocha, vou lhe dar mais uma chance. Quem assinou a Lei Áurea?
- Roseana Sarney. No mesmo dia em que assinou o contrato de construção da Refinaria Premium I e a Ordem de Serviço para construção da estrada Arame-Paulo Ramos que, naturalmente, como é justo, nunca foram construídas porque os recursos foram aplicados em champagnes, lagostas, pif paf e eleições.
- Muito bem, senador, muito bem. Quem foi Tiradentes?
- Um grande político, um grande senador que foi decapitado e esquartejado na Penitenciária de Pedrinhas, como quase todo mundo naquela prisão durante o governo Roseana Sarney, porque votou pelo prosseguimento do inquérito contra Michel Temer no Supremo Tribunal Federal, o que deixou muito aborrecido o ex- presidente José Sarney.
- Minha Nossa Senhora! Senador, me diga pelo menos quem criou a Academia Brasileira de Letras?
- Fernando Sarney e Joaquim Haickel. Naturalmente com as LETRAS das toadas do Boizinho Barrica que acabou virando nome de operação da Polícia Federal, mas graças a Deus tudo acabou em samba, não em toada.
- Cabra ruim... ninguém no mundo ia querer ter um filho assim. Pra finalizar: De quanto é a dívida da Rádio Capital com os funcionários e porque o dono da emissora não quer pagar?
- A dívida... Bom, eu não sei, juro que não sei, mas o pagamento deve ser feito depois do repasse para a saúde dos senadores feito pela Codevasf... Acertei?
- Acertou. Está expulso da escola.